Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309096
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Revisao da fundoplicatura de nissen para tratamento da doença do refluxo gastroesofagico em crianças e adolescentes
Title Alternative: Nissen fundoplication review for gastroesophageal reflux treatment in children and adolescents
Author: Vicente, Alessandra Maria Borges
Advisor: Da-Costa-Pinto, Elizete Aparecida Lomazi, 1957-
Abstract: Resumo: Doença do refluxo gastroesofágico, em crianças, pode causar prejuízos nutricionais, doença respiratória, alterações neurocomportamentais e inflamação esofágica. O tratamento desta doença requer medidas posturais, orientação alimentar e terapia medicamentosa. O tratamento cirúrgico está indicado para pacientes com doença do refluxo gastroesofágico crônica, associada ou não a complicações. A fundoplicatura é indicada, em substituição ao uso contínuo dos inibidores de bomba de prótons, para pacientes que não respondem ou respondem apenas parcialmente ao tratamento medicamentoso e quando há recorrência dos sintomas com a descontinuação das medicações. No pós-operatório pode ocorrer desmanche da válvula e recorrência da doença de refluxo, sugerindo a necessidade de monitorização da condição cirúrgica. A avaliação do funcionamento da válvula, baseada apenas nos sintomas dos pacientes, tem se mostrado insuficiente para essa monitorização. O objetivo desse estudo foi identificar a freqüência de anormalidades na válvula anti-refluxo e a freqüência de complicações pépticas do esôfago no pós-operatório tardio de fundoplicatura em crianças. Em estudo transversal e descritivo, foram selecionados 45 pacientes que realizaram fundoplicatura de Nissen num período de 12 a 30 meses prévios à avaliação. O estudo foi conduzido de maio de 2004 a fevereiro de 2007, no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, onde todas as cirurgias foram realizadas. A faixa etária dos pacientes avaliados variou de 16 meses a 16,9 anos. Endoscopia digestiva alta foi o instrumento utilizado para verificar o aspecto da fundoplicatura e o do esôfago, além de permitir a coleta de amostra para estudo histológico. Dos 45 pacientes avaliados, 26 (57,8%) eram encefalopatas crônicos. Válvula anti-refluxo bem posicionada e configurada foi encontrada em 41 (91,1%) pacientes. A fundoplicatura foi efetiva no tratamento do processo inflamatório esofágico, mesmo quando havia subestenose ou estenose de esôfago associadas no pré-operatório. Contudo, complicações foram identificadas: esofagite péptica em 6 dos 45 pacientes e necessidade de nova fundoplicatura em dois pacientes. Esofagite péptica associou-se, com significância estatística, à presença de anormalidades na válvula anti-refluxo (p=0,005, teste exato de Fisher). Durante o estudo foram diagnosticados dois pacientes com diagnóstico de esôfago de Barrett. Os resultados permitem concluir que a endoscopia digestiva alta realizada no período pós-operatório tardio de fundoplicatura para doença do refluxo gastroesofágico em crianças permite avaliar a condição da válvula anti-refluxo e diagnosticar a presença de complicações

Abstract: Gastroesophageal reflux disease in childhood may cause nutritional impairment, esophagus inflammation, respiratory disorders and neurobehavioral alterations. In most cases, treatment includes postural, dietary and medical therapy. Anti-reflux surgery is recommended to patients who do not present improvement with proton pump inhibitors treatment, or present recurrence of symptoms when medical therapy is discontinued. Fundoplication surgery failed has been detected and it has been showed that wrap condition needs monitoring and that clinical symptoms are not sensitive enough to indicate fundoplication efficacy. The objective of this study was to identify the frequency of defective wrap in the late postoperative period and evaluate esophageal complications related with gastroesophageal reflux recurrence in children. The study was cross sectional and descriptive, by selecting 45 patients who had undergone Nissen fundoplication, 12 to 30 months before. All procedures were done at the Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, in the period from May 2004 to February 2007. The age range at post-surgery examination varied from 16 months up to 16.9 years. Upper gastrointestinal endoscopy was used to determine esophageal endoscopic and histopathologic appearance and fundoplication condition. In the evaluated sample, 26 patients (57.8%) were neurologically disabled. Intact wrap was identified in 41 patients (91.1%). The fundoplication was effective for treating esophagitis, even in patients with esophagus stenosis. However, some complications were identified: peptic esophagitis in 6 of 45 patients and a second fundoplication was necessary in 2 patients. Peptic esophagitis in the endoscopic evaluation was associated with defective wrap (p=0.005, Fisher¿s exact test). Two patients with Barrett esophagus were identified, during study. We conclude that endoscopic follow up may be useful for patients who underwent anti-reflux surgery. Endoscopy allows the diagnosis of possible complications
Subject: Fundoplicatura
Refluxo gastroesofágico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vicente_AlessandraMariaBorges_M.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.