Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309034
Type: TESE
Title: A otorrinolaringologia na formação do médico e na atenção primária em saúde
Title Alternative: The otorhinolaryngology in medical formation and primary health care
Author: Swensson, Rogério Poli, 1979-
Advisor: Amaral, Eliana Martorano, 1960-
Abstract: Resumo: O ensino médico deve propiciar ao egresso conhecimento para abordagem integral e humanística dos pacientes provendo atendimento qualificado. Em 2001, foram criadas as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina (DCN), que visam orientar a elaboração do projeto pedagógico para assegurar flexibilidade, diversidade e a qualidade da formação de um médico generalista. Entre as ações de cuidado de saúde na atenção primária à saúde (APS), inclui-se o atendimento a queixas relacionadas ao ouvido, nariz e garganta. Estima-se que este conjunto de problemas clínicos corresponda a 20 a 25% dos casos atendidos na APS, podendo chegar a 50% dos atendimentos pediátricos. Nesta pesquisa, foi avaliado o ensino e preparo dos médicos da atenção primária para atendimento de condições clínicas abordadas na otorrinolaringologia (ORL). Num primeiro estudo, avaliaram-se 141 matrizes curriculares (MC) de cursos de medicina do Brasil, disponíveis no site www.escolasmedicas.com.br, revisados no cadastro eletrônico do Ministério da Educação (eMec) e por consultas aos sites das escolas médicas. A amostra de escolas disponível no site consultado (n=141) representa 70,5% do total das escolas médicas em funcionamento e 73,4% das vagas disponíveis no país. Mais da metade (56%) das instituições utilizam da forma tradicional de ensino (n=79), 46 delas estão identificadas como escolas inovadoras e as restantes não permitiam esta classificação. Os conteúdos de ORL foram identificados nas MC de 77 escolas, sendo observado em 68,3% nas escolas tradicionais e 30,4% nas escolas inovadoras. A pesquisa mostrou que a ORL está presente principalmente nas MC de modelos mais tradicionais de currículo (n=53). A ausência de disciplina específica nos desenhos curriculares não tradicionais pode ser consequência da incorporação dos conteúdos em disciplinas integradoras, compatível com suas propostas pedagógicas. Isso pode ou não estar associado com uma desvalorização destes conteúdos, resultando em formação insuficiente dos egressos neste campo de conhecimento e habilidades. Num segundo estudo, propôs-se avaliar o atendimento a casos de ORL e sua relação com a formação médica entre clínicos e pediatras que atuam na APS de um município de médio porte do interior do Estado de São Paulo (Votorantim). Trinta e quatro médicos, a maioria (88,2%) com residência médica ou estágio equivalente em diversas especialidades responderam a um questionário semi estruturado. Sobre o preparo durante a graduação para atendimentos a casos similares, 61,8% julgam terem sido preparados, porém 70,6% não realizam remoção de cerume. Entre as intervenções apontadas para melhorar a resolução de casos em ORL, foram mais citadas a necessidades de curso de capacitação/atualização e facilitação do encaminhamento ao médico especialista em ORL. Há necessidade de formação permanente em ORL na APS e o acesso e matriciamento com especialista para qualificar a atenção aos pacientes

Abstract: Medical education must provide the graduate knowledge for integral and humanistic approach of patients. In order to direct the development of the pedagogical project and ensure flexibility, diversity and quality of medical training for a general practitioner, the National Curricular Guidelines for Medical School Course (NCG) was created in 2001. Some of the complaints listed among health care actions in primary health care (PHC) included listening to complaints related to ear, nose and throat. In addition, it is estimated that this set of clinical problems corresponds to 20-25% of cases in PHC, reaching 50% of paediatric appointments. This research evaluated the education and preparation of primary care physicians to care for clinical conditions addressed in otolaryngology (ENT). In the first part, 141 curricular matrixes (CM), which had been revised in the Ministry of Education's official register (eMec), on Brazilian medical schools websites and in Brazilian medical courses, were evaluated. These matrixes are available on www.escolasmedicas.com.br. The website's surveyed sample (n=141) represents 70.5% of the medical schools in operation and 73.4% of the vacancies in the country. More than half of the institutions (56%) apply the traditional way of teaching (n=79). Forty-six of them are innovative and the remaining ones could not be defined. Otolaryngology contents were identified in the CM of 77 schools; in 68.3% of the CM of the traditional schools and in 30.4% of the innovative ones. The lack of a specific subject in non-traditional curriculum designs can be a consequence of the incorporation of the contents in integrative subjects, which is consistent with the pedagogical proposal, may or may not be associated with a depreciation of these contents, thus resulting in insufficient training of graduates in this field of knowledge and skills. In the second part, the present study aims to assess ENT care and how it relates to PHC doctors and general physicians' medical education in Votorantim, a medium-sized city in the state of São Paulo. Thirty-four doctors, most of which (88.2%) hold a residency training or equivalent traineeship, answered a semi-structured questionnaire. When asked about school training in caring for similar cases, 61.8% believe they have been properly trained; however 70.6% do not remove wax. Among the interventions aimed to improve the resolution of cases in ENT, the most frequently cited were the needs for ongoing training / updating and facilitating forwarding to the ENT specialist. The research found evidence that there was a lack of standardization of nomenclatures used for teaching methodology although ENT is present primarily on curricular traditional teaching (n = 53). There is a need for continuous training in ENT in PHC, easier access to the ENT professional and better ENT support to qualify patient care
Subject: Otorrinolaringologia
Atenção primária à saúde
Educação médica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Swensson_RogerioPoli_M.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.