Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/309015
Type: TESE
Title: Prevalencia das dermatoses em doentes mentais confinados : contribuição para o seu estudo
Author: Steiner, Denise
Advisor: Souza, Elemir Macedo de, 1942-
Abstract: Resumo: Realizou-se exame dermatológico completo em todos os doentes mentais (1847) internados no Complexo Hospitalar do Juqueri, no período de Setembro a Dezembro de 1990, encontrando-se 85,54% com alguma dermatose. A população constituía-se de 940 mulheres, 907 homens, com predomínio de indivíduos brancos (71,2%), idade média de 54,5 anos e tempo médio de internação de 20 anos. As doenças psiquiátricas específicas mais encontradas foram a esquizofrenia, a oligofrenia e a epilepsia. As dermatoses mais freqüentes assim como os grupos mais prevalentes foram discutidos em seus aspectos relevantes. Algumas dermatopatias específicas assim como as dermatoses psicossomáticas também foram abordadas. Conclui-se que os doentes mentais internados têm, em geral, as mesmas doenças de pele da população geral não permitindo a correlação das dermatoses com as doenças psiquiátricas. Algumas entidades nosológicas como, dermatite seborréica, fotossensibilidade e hirsutismo foram mais freqüentes em comparação com a população não doente. As dermatoses ditas psicossomáticas foram pouco prevalentes. A situação de vida, internamento crônico, alimentação, drogas, parecem facilitar o aparecimento de algumas dermatoses

Abstract: AlI the mental patients of "Complexo Hospitalar do Juqueri" (1847) were investigated, from September to December, 1990, and 85,54% were found to have skin disease. The distribution by sex was 940 female and 907 malei 71,2% were whitei the medium age was 54,5 years and the long-stay medium time was 12 years. The prevalent mental ilnesses were schizopherenic disorders, mental deficiency and epilepsy. The most frequent dermatoses and the most prevalent groups of skin disorders were discussed. Some especifc dermatoses as well as the psychosomatic dermatoses had a special attention. No correlation between any particular mental and skin disease was stablished. Seborrhoeic dermatitis, photosensitivity and hirsutism appeared to be more prevalent than in the healthy population. The so called psychosomatic dermatoses had little prevalence. The way of living, cronic long-stay, meal, drugs, seem to help the outcoming of some dermatoses
Subject: Pele - Doenças
Doenças mentais
Epidemiologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Steiner_Denise_D.pdf4.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.