Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/30901
Type: Artigo de periódico
Title: Flowering phenology, seed set and arthropod guilds in Trichogoniopsis adenantha (DC) (Asteraceae) in south-east Brazil
Title Alternative: Fenologia floral, produção de sementes e guildas de artrópodes em Trichogoniopsis adenantha (DC) (Asteraceae) no sudeste do Brasil
Author: Romero, Gustavo Q
Vasconcelos Neto, João
Abstract: and glades. This species blooms throughout the year, attracting arthropods of various guilds, including herbivores, pollinators and predators. In this study, done over a two year period, we described the phenology of T. adenantha and assessed the seasonal variation in arthropod numbers of different guilds. We also determined the periods of lowest and highest seed set. T. adenantha population showed a peak in flowering in March-April (rainy season) with greater production of achenes in December-April. April and October had respectively highest and lowest number of fertilized, undamaged ovules, and this pattern is possibly related with population dynamics of pollinators and herbivores. In August, which was the period of greatest damage to the stigma (by geometrid larvae), there was a positive relationship between the proportion of unfertilized ovules and flowers with damaged stigma, suggesting that floral herbivory may affect reproduction in T. adenantha. We discuss the complex dynamics of the beneficial and harmful interactions between arthropods and the host plant.
Trichogoniopsis adenantha (Asteraceae) é uma planta arbustiva que habita margens de florestas e clareiras. Esta espécie se reproduz durante o ano todo, atraindo artrópodes de várias guildas, incluindo herbívoros, polinizadores e predadores. Neste estudo, feito em um período de mais de dois anos, descrevemos a fenologia de T. adenantha e avaliamos a variação sazonal no número de artrópodes de diferentes guildas. Também determinamos os períodos de maior e menor produção de sementes. A população de T. adenantha apresentou pico de floração em março-abril (período chuvoso) com maior produção de aquênios em dezembro-abril. Abril e outubro tiveram respectivamente maior e menor número de óvulos fertilizados e não danificados, e este padrão possivelmente está relacionado com a dinâmica das populações dos polinizadores e herbívoros. Em agosto, período de maior danos aos estigmas (por larvas de geometrídeos), houve uma relação positiva entre a proporção de óvulos não fertilizados e flores com estigmas danificados, sugerindo que herbivoria floral pode afetar a reprodução em T. adenantha. Discutimos a dinâmica complexa das interações benéficas e prejudiciais entre artrópodes e sua planta hospedeira.
Subject: dinâmica de populações
herbivoria floral
interações animal-planta
polinização
predação pré-dispersão de sementes
animal-plant interactions
floral herbivory
pollination
population dynamics
pre-dispersal seed predation
Editor: Sociedade Botânica de São Paulo
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0100-84042005000100014
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-84042005000100014
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042005000100014
Date Issue: 1-Mar-2005
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0100-84042005000100014.pdf100.88 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.