Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308951
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Efeitos do Bay 41-2272 na hipertensão pulmonar experimental em cães anestesiados
Title Alternative: Effect of Bay 41-2272 in the pulmonary hypertension experimental in anesthetized dogs
Author: Freitas, Cristiane Fonseca
Advisor: Antunes, Edson, 1960-
Abstract: Resumo: Neste estudo, investigamos os efeitos protetores do BAY 41-2272 sobre a hipertensao pulmonar induzida pelo complexo heparina-protamina e hipoxia em cães anestesiados. Os animais foram anestesiados com pentobarbital sodico (Hypnol, 30mg/kg, iv) combinado com citrato de fentanila (0,01 mg/kg/h, i.v.) e diazepam (0,25mg/kg/h, iv). A hipertensao pulmonar pelo complexo heparina-protamina foi induzida com a administracao de 500 UI/kg de heparina, seguida da administracao de protamina (10 mg/kg). A interacao heparina-protamina causou aumento de aproximadamente 350% da pressao media da arteria pulmonar (PMAP), acompanhado de aumento significativo do indice de resistencia vascular pulmonar (IRVP) e da pressao capilar pulmonar (PcP). Este aumento foi significativo 2 min apos a injecao de protamina, mantendo-se significativamente elevado ate aproximadamente 5 minutos apos administracao da mesma. Ao mesmo tempo em que se detectou a hipertensao pulmonar, observamos reducao significativa da pressao arterial media (PAM). Observamos ainda um aumento significativo da frequencia cardiaca (FC) aos 2 minutos apos administracao da protamina com discreta diminuicao do indice cardiaco (IC). O indice de resistencia vascular sistemica (IRVS) nao sofreu alteracoes significativas. A saturacao do oxigenio (SpO2) foi significativamente diminuida apos a formacao do complexo heparina-protamina. Nos animais tratados com BAY 41-2272 (10 /kg/min, i.v.), observamos reducao marcante do aumento da PMAP, do IRVP e da PcP. Por outro lado, este tratamento potencializou a reducao da PAM. Alem disso, o BAY 41-2272 reduziu significantemente o IRVS e aumentou a FC. A diminuicao da SpO2 foi atenuada significativamente pelo BAY 41- 2272. Os niveis plasmaticos de GMPc foram dosados aos 2 min apos a formacao do complexo heparina-protamina, tendo-se mostrado elevados no grupo tratado com o BAY41-2272. O tempo de tromboplastina parcial ativado (TTPA) nao apresentou alteração significativa no tratamento com o BAY 41-2272. O veiculo do BAY 41-2272 (DMSO 30%) nao alterou significativamente os parametros estudados. A hipertensao pulmonar por hipoxia foi induzida com a instalacao de uma baixa tensao de oxigenio (FiO2=12%). Nesta circunstancia, a PMAP elevou-se em aproximadamente 280% aos 5 minutos, mantendo-se significativamente elevada ate 15 minutos apos instalacao da hipoxia. A elevacao da PMAP foi acompanhada de aumentos significativos no IRVP e PcP. A PAM, IRVS, FC e IC nao apresentaram alterações significativas. A SpO2 diminuiu na presenca da hipoxia. O tratamento com BAY 41-2272 (10 /kg/min, i.v.), reduziu significativamente a PMAP, PcP e IRVP. O IRVS foi significativamente potencializado pelo BAY 41-2272. A PAM, FC e IC nao alteraram significativamente. A diminuicao da SpO2 foi atenuada significativamente pelo BAY 41- 2272. Os niveis plasmaticos de GMPc elevaram-se significativamente no grupo tratado com o BAY 41-2272. Em conclusao, o BAY 41-2272 atenuou a acao vasoconstritora pulmonar induzida pelo complexo heparina-protamina e hipoxia levando a uma prevencao da hipertensao pulmonar.
Subject: Heparina
Protaminas
Hipertensão pulmonar
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2007
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freitas_CristianeFonseca_D.pdf2.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.