Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/30890
Type: Artigo de periódico
Title: Biologia floral de Cleistes macrantha (Barb. Rodr.) Schltr. (Orchidaceae: Vanilloideae: Pogoniinae)
Title Alternative: Floral biology of Cleistes macrantha (Barb. Rodr.) Schltr. (Orchidaceae: Vanilloideae: Pogoniinae)
Author: Pansarin, Emerson R.
Abstract: Cleistes macrantha (Barb. Rodr.) Schltr. is widely distributed in Atlantic rain forests in south and southeastern Brazil, occurring in anthropogenic disturbed areas and in restinga vegetation. Aspects of the floral biology of C. macrantha were investigated in the Intervales nature reserve, in the interior of São Paulo state. This species offers nectar as reward and is pollinated principally by bumblebees. The nectar is secreted before the anthesis of the flowers, with no posterior secretion. Hermit hummingbirds can also act as pollinators. A previous visit of a bumblebee, however, is necessary for pollen deposition on their bills. Bumblebees are responsible for most cross-pollinations. The hummingbirds perform mainly self-pollination. Preliminary treatments reveal that C. macrantha is self-compatible, but a pollinator is necessary for successful pollination. In spite of the self-compatibility observed, ecological factors favor cross-pollination in this species. This study makes too, a comparison of the floral biology of C. macrantha with what is known about the genera of the North American-Asiatic clade in Pogoniinae.
Cleistes macrantha (Barb. Rodr.) Schltr. distribui-se amplamente em regiões de Mata Atlântica do sul e sudeste brasileiros, onde ocorre em áreas perturbadas e em restinga. Aspectos da biologia floral de C. macrantha foram investigados na região de Intervales, no interior do Estado de São Paulo. Esta espécie oferece néctar como recompensa e é polinizada principalmente por espécies de abelhas do gênero Bombus. O néctar é secretado antes da antese, não havendo secreção após a abertura das flores. Beija-flores do gênero Phaethornis também podem atuar como polinizadores. No entanto, é necessária uma prévia visita de Bombus spp. para que possa ocorrer a deposição de pólen no bico dos beija-flores. Abelhas Bombus são responsáveis pela realização da maioria das polinizações cruzadas. Os beija-flores realizam principalmente autopolinização. Tratamentos preliminares revelam que C. macrantha é auto-compatível, mas dependente de um agente polinizador. Apesar da autocompatibilidade, fatores ecológicos favorecem a polinização cruzada para a espécie. Este estudo faz, ainda, uma comparação da biologia floral de C. macrantha com o que é conhecido sobre os gêneros pertencentes ao clado norte-americano-asiático em Pogoniinae.
Subject: Biologia floral
Cleistes
Orchidaceae
Pogoniinae
polinização
Cleistes
floral biology
Orchidaceae
Pogoniinae
pollination
Editor: Sociedade Botânica de São Paulo
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0100-84042003000100008
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-84042003000100008
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-84042003000100008
Date Issue: 1-Mar-2003
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0100-84042003000100008.pdf308.4 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.