Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308832
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Nutrição e AIDS : aspectos epidemiologicos do estado nutricional de pacientes portadores do HIV/AIDS, acompanhados no Hospital das Clinicas da UNICAMP
Author: Magro, Daniéla Oliveira, 1971-
Advisor: Moreira Filho, Djalma de Carvalho, 1950-
Abstract: Resumo: Este traballio relaciona o estado nutricional de indivíduos infectados pelo HIV/AIDS, em diferentes fases da doença. Foi desenvolvido um estudo analítico, longitudinal prospectivo de coortes dinâmicas de portadores de HIV/AIDS, acompanhados no Hospital das Clinicas da UNICAMP, entre os anos de 1998 a 2000. Foram avaliados 310 pacientes por até 4 vezes. As avaliações englobaram variáveis antropométricas, bioquímicas e imunológicas. Segundo a classificação da infecção pelo HIV, nas categorias predominantes neste estudo, A2 (assintomáticos) e A3 e C3 (doentes de AIDS), a maioria dos indivíduos apresentou-se com peso adequado ao longo do seguimento, independentemente da fase da doença. A introdução do tratamento com antiretrovirais modificou o perfil nutricional de pacientes infectados pelo HIV/AIDS. Atualmente, a desnutrição é menos prevalente (10% dos casos) nos indivíduos tratados com antiretrovirais, quando comparamos com o período pré-antiretroviral (60% dos casos). Ocorreram mudanças qualitativas na prevalência dos distúrbios nutricionais e atualmente encontramos 30% de sobrepeso e obesidade. Observou-~e, nesta coorte, melhora dos estados imunológico, clinico e nutricional, concomitante ao uso da terapia antiretroviral combinada de alta potência (HAART), com baixa probabilidade de morte por AIDS em 12 meses (0,49%). Porém, estes dados mostram que a desnutrição está associada a um risco 4 vezes maior de morrer de AIDS, quando comparada a outros estados nutricionais. A análise de regressão linear múltipla mostrou que o estado nutricional dos sujeitos infectados pelo HIV/AIDS deve ser mantido, segundo o!MC (índice de massa corpórea), por volta de 22 a 23 Kg/m2(peso adequado), pois os indivíduos que se encontravam nesta faixa apresentaram menos co-fatores clinicos, bioquímicos e imunológicos associados a imunodeficiência. O estado nutricional não interferiu nos níveis plasmáticos de vitaminas lipossolúveis, como também a imunodeficiência não foi um co-fator associado à diminuição sérica de vitaminas. A dislipidemia e as alterações na redistribuição de gordura corporal, devem ser diagnosticadas e tratadas rotineiramente na infecção pelo HIV/AIDS, por fazerem parte do atual espectro de manifestações da infecção, seja pelo prolongamento da sobrevida, seja por ação das drogas atualmente utilizadas

Abstract: This study is a report on the nutritional status of individuals infected by mv /AIDS at various stages of the disease. It is an analytical, prospective longitudinal study of dynamic cohorts of individuals with HIV/AIDS, conducted ftom 1998 to 2000, at the Hospital das Clinicas,UNICAMP. This study consisted of310 patients who were each evaluated up to 4 times at four-month intervals. The assessments covered anthropometric, biochemical and immunologicalvariables. During folIow-up, most of the individuais in the here most ftequent categories of the classification of mv infection, which were A2(asymptomatic), A3, and C3(patients with AIDS), presented adequate weight, independent of the disease stage. The introduction of antiretroviral treatment modified the nutritional profile of mv /AIDS infected patients. Nowadays, malnutrition is less prevalent in patients treated with antiretroviral drugs (10%) in comparison with the antiretroviral perlod (60%). Qualitative changes have taken place and at present; there is a 30% prevalence of overweight and obesity. In this cohort study it was observed that concomitandy with the use of HAART, the immunological, clinical and nutritional condition improved and in 12 months the death probability due to AIDS was low (0.49%). However, these data demonstrate that malnutrition is related to a death risk 4 times greater in the case of AIDS than in other nutritional conditions. The multiple linear regression analysis demonstrated that jf the BMI of individuals infected with mv /AIDS was maintained at 22 to 23 Kglm2 (adequate weight) , the individuais presented less clinical, biochemical and immunological co-factors associated with immunodeficiency. The nutritional conditions did not affect the plasmatic levels of liposoluble vitamins and immunodeficiencywas also not found to be associated with the vitamin serum reduction. In order to prolong survival and to enhance the action of the drugs now being used in patients with mv/ AIDS, alterations like the redistribution of body fat (dislipidemia) should be routinely diagnosed and treated because they are part of the present spectrum of this infectious disease manifestations
Subject: Antioxidantes
Obesidade
Desnutrição
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Magro_DanielaOliveira_D.pdf31.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.