Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308718
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Caracterização biológica, molecular, imunológica e estabilidade térmica das estirpes vacinais e de isolados da doença de Newcastle de aves de produção industrial e migratórias no Brasil
Title Alternative: Biological, molecular, immunological and thermostability characterization of Newcastle disease vaccine strains and isolateds from migratory and industrially raised birds in Brazil
Author: Orsi, Maria Angela
Advisor: Arns, Clarice Weis, 1956-
Abstract: Resumo: O vírus da doença de Newcastle (VDN) é o agente causador de uma das mais importantes doenças em aves e representa uma ameaça para a indústria avícola. O VDN é um membro da família Paramyxoviridae, subfamília Paramyxovirinae, gênero Avulavirus. São vírus envelopados, não segmentados dotados de genoma RNA de fita simples sentido negativo, associado à doença do trato respiratório, digestivo e nervoso das aves. O Controle da DN se baseia em biossegurança, uso de vacinas e detecção precoce de lotes infectados. No presente estudo, examinamos dez vacinas vivas comercializadas no Brasil quanto à sua estabilidade térmica (ET), virulência e imunogenicidade. Em outra etapa do trabalho, investigou-se a soroprevalência perante o VDN em regiões de produção avícola voltada à exportação ou não de produtos aviários, seguido da detecção do VDN em aves migratórias. Os estudos são complementados pela análise filogenética de VDN isolado de aves comerciais, dos resultados alcançados, cumpre ressaltar: i) os testes de ET revelam elevada estabilidade para as vacinas utilizadas no país, mesmo após dois anos de sua fabricação; ii) o grau de proteção conferido por vacinas vivas contra a DN não depende da virulência residual conforme testes de inoculação intracerebral; iii) a soroprevalência contra VDN em aves nas regiões produtoras e exportadoras, foi de 39,1% e foram isoladas 77 amostras virais, sempre com perfil não-patogênico; iv) sorologia realizada em uma segunda oportunidade detectou-se uma soroprevalência de 28,8% e isolamento de 15 amostras virais que também foram caracterizadas como não-patogênicas; v) observou-se numa soropositividade de 41,7 a 84,3% dependendo da região e isolamento de 12 VDN na região Nordeste, caracterizados como não-patogênicas, indicando que nas áreas não exportadoras circulam vírus de baixa patogenicidade; vi) o genoma dos vírus isolados e das vacinas vivas, atesta que os vírus circulantes em aves comerciais são de provável origem vacinal e pertencem à classe II sendo 71,8% do genótipo II ou La Sota-like e 28,2% do genótipo I ou Ulster-like; vii) por último, a caracterização biológica dos isolados de aves migratórias mostram que há circulação de vírus de baixa e alta patogenicidade em nosso território. Portanto, este conjunto de trabalhos evidencia o status do Brasil como país livre da Doença de Newcastle em aves comerciais

Abstract: Newcastle disease virus (NDV) is the agent that causes one of the most important diseases in birds and represents a threat to industrial aviculture. NDV is a member of the Paramyxoviridae family, Paramyxovirinae subfamily, Avulavirus genus. In the present study, live vaccines commercialized in Brazil were examined in regard to their thermostability (TS), virulence and immunogenicity. In another stage of this work, soroprevalence was investigated, with viral isolation and characterization carried out in poultry production regions focused on production for exportation or domestic commercialization, followed by the detection of the virus in migratory birds. The studies were complemented by phylogenic analysis carried out on the isolates from the commercial birds. From the results obtained, it is important to underscore that i) the tests of TS revealed a high stability of the vaccines used in Brazil, even two years after their manufacture; ii) the level of protection given by live vaccines against NDV does not depend on residual virulence, as confirmed by tests of intracerebral inoculation iii) soroprevalence against NDV in regions with production for exportation was 39.1% and it was possible to isolate 77 samples, always with a non-pathogenic profile; iv) on a second opportunity, a soroprevalence of 28.8% was detected, with isolation of 15 samples, also classified as non-pathogenic; v) in the Brazilian Northeast, a seropositivity of 41.7 to 84.3% was observed depend of region, with isolation of 12 NDVs, characterized as non-pathogenic, indicating that virus of low pathogenicity circulates in those areas that do not export; vi) the genome of the isolated virus and vaccine implies that the circulating virus in commercial birds probably originates from the vaccine and belongs to class II, being 71.8% from genotype II or La Sota-like and 28.2% from genotype I or Ulster-like; vii) finally, the biological characterization of isolates from migratory birds showed that there is circulation of virus of low and high pathogenicity in Brazil. However, this set of studies agrees with the status of Brazil as being a country free of Newcastle disease in commercial birds
Subject: Vírus da doença de Newcastle
Vacinas
Ave - Migração
Galinha
Variação genética
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Orsi_MariaAngela_D.pdf5.66 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.