Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308681
Type: TESE
Title: Novo recipiente para processamento radiográfico manual = uma alternativa para a economia de soluções e preservação do meio ambiente
Title Alternative: New container for manual radiographic processing : an alternatitve to save chemical solutions and preserve of the environmet
Author: Eid, Nayene Leocádia Manzutti
Advisor: Li, Li Min, 1964-
Min, Li Li, 1964-
Abstract: Resumo: Embora o avanço tecnológico tenha viabilizado o uso dos sistemas digitais para a aquisição de imagens radiográficas, ainda hoje, no Brasil, os filmes radiográficos convencionais continuam sendo os tipos de receptores mais utilizados nos consultórios odontológicos. Deste modo, após a exposição aos raios X, os filmes radiográficos devem ser processados em soluções químicas a fim de que a imagem latente seja convertida em imagem real, passível de análise para diagnóstico. Sabe-se que, tanto o revelador quanto o fixador radiográfico contém em sua composição substâncias químicas altamente tóxicas, podendo apresentar risco à saúde de profissionais, que podem desenvolver lesões cutâneas e dermatites em decorrência do manuseio e manipulação destas soluções de processamento, além de apresentarem risco à saúde pública, caso ocorra a ingestão de produtos oriundos do meio ambiente previamente contaminado e ainda, sérios prejuízos ao meio ambiente, contaminação da fauna e flora, em virtude do descarte indevido destas soluções após seu uso. Tendo isto em vista, os objetivos deste trabalho foram: 1) Avaliar a eficácia de um novo modelo de recipiente para processamento radiográfico manual em câmara-escura portátil, para uso em consultórios odontológicos; 2) Avaliar qualitativamente e quantitativamente as imagens radiográficas obtidas por meio do processamento radiográfico nos diferentes recipientes; 3) Comparar os resultados obtidos em ambas as análises; sob a hipótese de que, devido às suas configurações geométricas, este novo modelo de recipiente propiciaria a economia de soluções químicas para que a execução do processamento radiográfico manual, reduziria os custos aos profissionais da área odontológica e, além disto, promoveria a redução do impacto ambiental devido à minimização da quantidade de químicos usados nestes recipientes. Para atender aos objetivos e conhecer sobre a aplicabilidade deste trabalho, realizou-se um outro estudo no qual se fez uma investigação sobre o descarte dos Resíduos de Serviço de Saúde produzidos em consultórios odontológicos localizados no Estado do Tocantins, Brasil. O estudo abordou aspectos relacionados ao conhecimento e atitudes dos cirurgiões dentistas frente aos resíduos gerados em seu ambiente de trabalho, e sua percepção sobre os resíduos gerados nos demais consultórios odontológicos. Um questionário foi aplicado a 239 cirurgiões-dentistas. Destes, 78,2% trabalhavam em clínica particular e 68,6% já haviam cursado alguma pós-graduação. Do total dos entrevistados, 87,9% afirmaram realizar exames radiográficos em seu consultório e estes foram unânimes em afirmar que o processamento das imagens era realizado manualmente em câmara-escura portátil e a maioria dos entrevistados (88,1%) afirmou que, em média, a cada 5 dias, descartava no esgoto as soluções químicas de processamento utilizadas. Ademais, 30,1% dos participantes acreditavam que os resíduos de amálgama eram descartados, por outros profissionais, em lixo comum e outros 8,8% supunham que o descarte era feito na pia dos consultórios; 61,9% acreditavam que o lixo contaminado (infectante) era disposto juntamente com o lixo comum e, em relação os resíduos perfurocortantes, 14,2% acreditavam que eram descartados em recipientes plásticos e 9,2% em lixo comum. Por meio deste trabalho, concluiu-se, que, em geral, os cirurgiões-dentistas entrevistados desconheciam sobre o correto descarte dos resíduos de serviço de saúde, uma vez que foi observada negligência desta prática por muitos deles, além da percepção de que outros profissionais também realizavam o descarte incorreto dos resíduos gerados em seu ambiente de trabalho. De posse destas informações, testou-se um novo modelo de recipiente para processamento radiográfico manual. Foram obtidas imagens radiográficas dos dentes posteriores de um phantom de mandíbula humana macerada e em seguida, estas imagens foram processadas em quatro câmaras-escuras portáteis. Em uma delas foram colocados dois recipientes convencionais (R1) abastecidos com 200ml das soluções de processamento e, em cada uma das demais câmaras-escuras, para este mesmo propósito, foi disposto um par de cada um dos três tipos de recipientes desenvolvidos pelos autores, R2, R3 e R4, abastecidos com 12, 19,2 e 24ml das soluções reveladora e fixadora respectivamente. Foram processadas 184 películas em R1, 40 em R2, 48 em R3 e 56 em R4. As películas radiográficas foram digitalizadas e posteriormente submetidas à análise objetiva no programa MaZda; em seguida, foram dispostas de maneira ordenadas, obedecendo a sequência do processamento, em papel cartão preto, para que pudessem ser submetidas à análise subjetiva. Os resultados da análise subjetiva mostraram que houve concordância dentre os cinco examinadores em relação às imagens consideradas aceitáveis para diagnóstico para os quatro recipientes estudados, e os resultados da análise objetiva mostraram que as imagens foram consideradas satisfatórias para diagnóstico até o 15º dia de pesquisa para R1, até o 4º dia para R2 e R3, e 5º dia para R4. A análise subjetiva mostrou-se menos sensível que a objetiva na avaliação da qualidade das imagens radiográficas processadas nos recipientes convencionais (R1), porém, mostrou grande correlação com a objetiva na avaliação da qualidade das imagens processadas nos demais recipientes (R2, R3 e R4). Deste modo, concluiu-se que o novo modelo de recipiente viabilizou o processamento de películas radiográficas em câmara-escura portátil, utilizando menor quantidade de soluções químicas para o processamento radiográfico manual, sendo que estas se apresentaram com qualidade satisfatória para diagnóstico.

Abstract: Even though the technological advances have allowed the utilization of digital systems for acquisition of radiographic images, conventional radiographic films are still the most used in dental offices in Brazil. Thus, after X-ray exposure, the radiographic films must be processed in chemical solutions to change the latent stored images into visible images for diagnostic purposes. Both the developer and fixer contain highly toxic chemical substances that may endanger the health of professionals, who may present skin lesions and dermatitis due to handling of these solutions. These chemicals may also constitute a public health problem if contaminated products of the environment are ingested, besides posing serious risks to the environment by contamination of the fauna and flora if these chemical solutions are improperly discarded after utilization. Therefore, this study aimed to: 1) evaluate the efficacy of a new container for manual radiographic processing in portable darkrooms for utilization in dental offices; 2) qualitatively and quantitatively evaluate the radiographic images obtained by radiographic processing in the different containers; 3) compare the results obtained in both analyses, considering that the design of the new container would allow dental professionals to save the chemical solutions used for manual radiographic processing, reducing the costs and also the environmental impact, considering the minimization of the quantity of chemical solutions used in these containers. To meet these objectives and know the applicability of this study, a previous study was conducted in which we investigated the discard of Health Service Wastes produced in dental offices of the state of Tocantins, Brazil. The study discussed the aspects related to the knowledge, perception and attitudes of dentists towards the waste generated in their work environment. We interviewed 239 dentists using a structured questionnaire, of whom 78.2% worked at private offices and 68.6% had post-graduate degree. From the total of respondents, 87.9% stated that they did perform intraoral radiographic exams in their offices, and these professionals unanimously used portable dark rooms from commercial brands for radiographic processing. Most dentists (88.1%) that perform radiographic exams in their offices declared that the mean period for changing the radiographic processing chemicals was 5 days. Conversely, 30.1% of participants believed that amalgam wastes were discarded in common garbage, and 8.8% believed that amalgam wastes were discarded in the offices' sink; 61.9% of them believed that the infectious waste were discarded together with the common garbage. Regarding the sharp objects, 14.2% believed that these were discard in plastic recipients, and 9.2% believed that the majority of dentists discarded sharp objects in the common garbage. The data obtained in this study revealed that, in general, the dentists interviewed were unaware of the correct procedures for the discard of health service waste, since there was both negligence in these practices by many of them and the perception that other professionals also performed incorrect discard of waste generated in their work environment. After achievement of these data, a new model of container for manual radiographic processing was tested. Radiographic images were obtained from the posterior teeth of a phantom dry human mandible and processed in four portable darkrooms. One darkroom had two conventional containers (R1) filled with 200ml of processing solutions. For the same purpose, each of the other darkrooms had one pair of the three types of containers designed by the authors, namely R2, R3 and R4, filled with 12, 19.2 and 24ml of developing and fixer solutions. A total of 184 films were processed in R1, 40 in R2, 48 in R3 and 56 in R4. The films were digitized and objectively analyzed using the software MaZda; following, they were arranged according to the sequence of processing in black cardboards for subjective analysis. The results of the subjective analysis revealed good agreement between the five examiners concerning the images considered acceptable for diagnosis for all four containers investigated. The results of the objective analysis demonstrated that the images were considered satisfactory for diagnosis until the 15th day of investigation for R1, fourth day for R2 and R3, and fifth day for R4. The subjective analysis was less sensitive than the objective analysis to evaluate the quality of radiographic images processed in the conventional containers (R1), yet presented high correlation with the objective analysis for evaluation of the quality of images processed in the other containers (R2, R3 and R4). Thus, it was concluded that the new model of container allowed processing of radiographic films in portable darkrooms using a smaller quantity of chemical solutions for manual radiographic processing and presenting satisfactory quality for diagnosis.
Subject: Impacto ambiental
Resíduos
Serviços de saúde
Hospitais - Eliminação de residuos
Poluentes
Poluentes - Aspectos ambientais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Eid_NayeneLeocadiaManzutti_D.pdf3.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.