Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308678
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação de linguagem infantil em situação naturalística e contexto grupal
Title Alternative: Assessment of child language in naturalistic group context
Author: Zerbeto, Amanda Brait, 1988-
Advisor: Batista, Cecilia Guarnieri, 1949-
Abstract: Resumo: Na Clínica Fonoaudiológica, a avaliação de linguagem é o processo que permite ao fonoaudiólogo caracterizar e analisar a linguagem da criança, e que fornece subsídios para a conduta a ser adotada pelo profissional. A abordagem sócio interacionista de aquisição de linguagem considera a linguagem como a atividade pela qual o sujeito constrói seu conhecimento de mundo. Linguagem e conhecimento do mundo passam pela mediação do outro, o interlocutor, com destaque para a relação dialógica no acesso ao simbólico. Dessa concepção de linguagem decorrem propostas de avaliação em contextos que permitam a observação dos diferentes aspectos da linguagem. Constituem exemplo disso as situações naturalísticas, preferencialmente em grupo, em que se propicia a interação da criança com diferentes interlocutores (adulto e crianças), e com atividades apropriadas à faixa etária das crianças - tipicamente situações de brincadeira. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi descrever aspectos e contribuições de uma proposta de avaliação de linguagem em situação naturalística e em grupo, de crianças entre 1:9 e 3:0 anos (projeto aprovado pelo CEP - Unicamp, protocolo 399/2011). Participaram do estudo nove crianças, avaliadas em três grupos de três participantes (um grupo com crianças sem queixas de linguagem e dois grupos composto por crianças encaminhadas com queixas de alterações de linguagem). Para cada grupo foram realizados quatro encontros videogravados, com duração entre 30 e 60 minutos cada, em que foram oferecidos brinquedos variados, sob a coordenação da pesquisadora. A partir dos dados coletados, foram elaborados relatórios individuais de avaliação da linguagem, com foco nos seguintes aspectos: pragmático-discursivo, semântico-lexical e fonético-fonológico. Constatou-se que produção oral das crianças se ampliou ao longo das sessões, ampliando as possibilidades de análise de diferentes aspectos da linguagem. Dentre estes, tiveram destaque os aspectos pragmático-discursivos, particularmente relevantes no caso das crianças com diagnósticos de alterações neurológicas e com pouca produção oral. As condutas sugeridas abrangeram desde sugestões educacionais (ex: matricular a criança na escola) até atendimentos por equipe interdisciplinar. O grupo se caracterizou como uma situação rica para a observação de linguagem. Entre os exemplos observados, podem ser citadas as interações com a pesquisadora, relacionadas à exploração de objetos e as interações entre crianças, com característica de partilha ou cooperação. Foram também observados exemplos de disputa de brinquedos, que, em alguns casos, constituíram o principal indicador do uso intencional da linguagem. O planejamento de quatro sessões de avaliação proporcionou maior familiaridade com a situação e permitiu mais oportunidades de observação dos diferentes aspectos da linguagem do que teria sido possível com um número reduzido de sessões. A avaliação de linguagem em situação naturalística e em contexto grupal contemplou os aspectos destacados pela abordagem sócio-interacionista. A adoção dessa proposta trouxe informações significativas para a definição da conduta a ser adotada nos diferentes casos encaminhados para avaliação fonoaudiológica

Abstract: Language assessment in the field of Speech Pathology is the process which aims the characterization of language and which gives support to professional decisions. Social interactionist theory of language acquisition claims that language is the activity by which the subject constructs its knowledge of the world. Language and knowledge of the world depend on the mediation of significant people, with focus on the dialogical relationship in the access to the symbolic world. This conception of language leads to assessment practices in contexts which allow the observation of different aspects of language. One example are naturalistic contexts, notably group situations, which propitiate the interaction of the child with different interlocutors (adult and children), and with activities appropriate to their age - typically play situations. In this sense, the objective of the present study was to describe aspects and contributions of a proposal of language assessment in group naturalistic situation, for children 1yr9mo - 3 years old (project approved by CEP - Ethical Committee - Unicamp, protocol 399/2011). The participants were nine children, assessed in three groups of three participants (one group with children without language problems and two groups with children referred to language assessment). Each group participated in four filmed 30 to 60 minute sessions, in which different toys were offered by the researcher. Individual reports of language assessment were elaborated, with focus on pragmatic-discursive, semantic-lexical and phoneticphonological aspects of language. It was observed that the oral production of the children was increased along the sessions, amplifying the possibilities of analysis of different aspects of language. It was possible to point out the pragmatic-discursive aspects of language, particularly relevant in the case of children with diagnoses of neurological alterations and with a no fluent and scarce oral production. The definitions after the assessment included an array of conducts, including educational practices (e.g. to enroll the child in the preschool) and treatment by interdisciplinary teams. The group situation provided a rich situation for the observation of language. The examples included instances of interaction with the researcher related to the exploration of objects and of cooperative interactions among children. Instances of competition for toys were, in some cases, the main indicator of the intentional use of language. The plan of four sessions of assessment lead to a greater familiarity with the situation and allowed more opportunities of observation of the different aspects of language than would be possible with a reduced number of sessions. The assessment of language in a naturalistic situation and in a group context comprised the aspects which are emphasized by the social interactionist theory. It also provided meaningful information to the definition of the conduct to be adopted in the different cases which were referred to Speech Pathology diagnosis
Subject: Avaliação
Crianças - Linguagem
Fonoaudiologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zerbeto_AmandaBrait_M.pdf767.03 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.