Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308634
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Combinações de modificadores da resposta biologica e 5-Fluorouracil no tratamento do cancer colorretal : estudo "in vitro"
Author: Cunha, Fernando Medina da, 1951-
Advisor: Souza, Carmino Antonio de, 1951-
Abstract: Resumo: O câncer colorretal é uma doença muito freqüente. Estima-se que nos Estados Unidos da América 11.500 novos casos ocorream em 1992 e que 51. 000 pessoas morreram em conseqüencia a esta neoplasia. Muitos progressos tem sido realizado no campo da gênese desta neoplasia. Estudos genéticos tem propostos modelo seqüencial de eventos moleculares genéticos coincidentes com o desenvolvimento e progressão do câncer colorretal. O resultado destes estudos é que num futuro próximo poderemos prever com segurança como vão evoluir os pacientes portadores desta neoplasia. A despeito da evolução no diagnóstico precoce, no entendimento da gênese da neoplasia, no conhecimento dos fatores prognósticos, a taxa de sobrevida obtida com o tratamento cirúrgico não mudou significativamente nos últimos 40 anos. 38% de todos os pacientes com câncer de colon que são operados tem doença metastática em linfonodos regionais; 21 % tem metastáses à distância e não mais que 20 a 30% destes sobrevivem a 5 anos. A recidiva do tumor é a outra causa de óbito, sendo que 2/3 ocorrem nos 2 primeiros anos após a cirurgia e 90% dentro dos primeiros 5 anos. Estes números significam que a aproximadamente 55% dos pacientes com câncer colorretal morrem em conseqüência à neoplasia com doença disseminada. O tratamento sistêmico é baseado em uma única droga, 5-fluorouracil, há mais de 40 anos. Avanços tem sido realizado no tratamento adjuvante do câncer de colon estágio C de Dukes coma combinação de 5-fluorouracil e levamisole. Trabalhos clínicos confirmam um decréscimo no número de recidivas após a cirurgia neste grupo de pacientes, enquanto os pacientes com doença metastática respondem ao 5-fluorouracil clássico em menos de 10% das vezes. A radioterapia tem sua indicação restrita aos pacientes portadores de câncer de reto com alto risco de disseminação locoregional. Sua atuação não tem mudado a sobrevida, mas tem valor na redução das recidivas locais. Justifica-se plenamente a busca de novas opções de tratamento para pacientes avançados portadores de neoplasia coloretal. Os modificadores da resposta biológica são novos agentes com acapacidade de lise tumoral desenvolvidos nos últimos anos. A maneira de atuação destas substâncias ainda não é totalmente conhecida. Além de uma possível citotoxicidade direta, atua estimulando o sistema imunológico e proporciona sinergismo na citotoxicidade de alguns quimioterápicos. O interferon alfa tem sido empregado no tratamento de várias neoplasias hematológicas e em alguns tumores sólidos. Sua combinação com 5-fluorouracil tem mostrado sinergismo tanto "in vitro"quanto em trabalhos clínicos fase I e 11 em câncer coloretal avançado, com índice de resposta que variam de 35 a 70%. A interleucina-2 é uma glicoproteina produzida por linfócitos T tem a capacidade de ativação das células "NK" e, também, das células T citotóxicas. Trabalhos clínicos fase I, para tratar câncer colorretal avançado tem sido realizado porém, com respostas ocasionais sem impacto na sobrevida. Este trabalho tem como objetivo estudar "in vitro" a combinação do quimioterápico antimetabólito 5-fluorouracil com interferon alfa para confirmar seu sinergismo e adicionar interleucina-2 como provável agente sinérgico realizando dupla modulação na tentativa de aumentar a citotoxicidade. Além disto, estudar o possível sinergismo entre 5-fluorouracil e a radioterapia "in vitro". Para o estudo com interferon, interleucina e 5- fluorouracil foram utilizadas sete linhagens celulares de câncer colorretal: SW403, WiDr, HCTII16, HCT8, SW48, LoVo e Colo201. O teste de cititoxicidade empregado foi o MTT. O IC50 do 5-FU encontrado foi, l1Itl média, 2.5 uM. O interferon alfa apresentou citotoxicidade muito variável não sendo possível definir o IC50 a não ser para a linhagem LoVo onde seu valor foi de 20.000 UI/ml. A interleucina';2 não mostrou citoxici~de direta às linhagens celulares estudadas. A interação sinérgica do 5 fluorouracil e interferon foi vista em apenas uma linhagem: WiDr (ICso = 2.11 / LI). A interação sinérgica entre 5-fluorouracil e IL-2 foi vista em três linhagens: HCT8(IC5o = 2.45/1.3), LoVo (IC5o = 2.25/1.2) e Colo201 (IC50 = 10.7/5.2). Não houve interação sinérgica quando foi combinado 5-fluorouracil, interferon alfa e interleucina-2, nas linhagens celulares estudadas. No estudo da radiosensibilidade foram utilizadas os testes de citotoxicidade por Ensaio Clonogênico e o SRB e as seguintes linhagens celulares: LS 174T, WiDr, HT29, SW1398, LoVo, SWl16 e Col0205. O teste de radiosensibilidade pelo SRB mostrou um DO de aproximadamente 5 Gy sendo as linhagens mais radiosensíveis a LoVo (4 Gy) e LSl74T (2 Gy). O ensaio clonogênico foi realizado mostrou que a linhagem LS 174T foi a mais sensível com um DO igual 1.5 Gy. Utilizando-se doses citotóxicas mihimas do 5-FU (O.Olmg/ml a 0.05mg/ml) para testar sua radiosensibilidade nas linhagens celulares, o resultado foi que em ambos os testes não houve mudança significativa na radiosensibilidade. Concluimos que as linhagens celulares de câncer colorretal são muito heterogênias com relação a resposta a imunomodulação e a radiosensibilidade "in vitro". Osinergismo entre 5-fluorouracil é as citoquinas são dose dependentes e existem tanto com alfa interferon quanto com a interleucina-2, porém não existe sinergismo para dupla modulação. O mecanismo de modulação do alfa interferon é diferente do mecanismo da interleucina-2 e provavelmente antagônicos

Abstract: Colorectal cancer is one of the most frequent tumor in adults. Despite alI knowledge on molecular biology, risk factors and prevention of these tumors, survivals with surgery haven't changed during last 40 years. 38% of patients presenting colon cancers have positive lymphonods at time of surgery. About 55% of them will dye of disseminated disease. Systemic treatment is based on 5-Fluouracil monochemotherapy for more than 40 years. Some better results are possible ou stage Dukes C by combining 5-FU with levamisole. Radiotherapy reduces local recurrence but does not change overall survival This study evaluated combinations of 5-FU with Alfa interferon and interleukin-2, biological responses modifiers, and also the impact of adding 5-FU to treatment with irradiation. We used 10 colon celIlines with MIT, SRB and clonogenic assays. We could detect synergism in one celIline (WiDr) with association of 5-FU with Alfa Interferon. and in 3 celIlines (LoVo, Colo 201, HCT8) with 5-FU plus interleukin-2. We couId not detect any synergism by combining the 3 drugs ~ same experiment in any celIIine. AlI celIlines did not present any improved response to radiotherapy by adding 5 FIuorouracil
Subject: Câncer
Colo
Reto
Quimioterapia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CUNHA, Fernando Medina da. Combinações de modificadores da resposta biologica e 5-Fluorouracil no tratamento do cancer colorretal: estudo "in vitro". 1995. 117f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/308634>. Acesso em: 20 jul. 2018.
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cunha_FernandoMedinada_D.pdf6.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.