Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308574
Type: TESE
Title: Quantificação nefelométrica da proteína beta-trace para o diagnóstico da fístula liquórica da base anterior do crânio = determinação do valor de corte em fluídos nasais utilizando dois grupos controles
Title Alternative: Predictability of quantification of beta-trace protein for diagnosis of cerebrospinal fluid leak : cut off determination in nasal fluids with two control groups
Author: Sampaio, Marcelo Hamilton
Advisor: Chone, Carlos Takahiro, 1968-
Abstract: Resumo: Introdução: A Fístula liquórica da base anterior do crânio é a comunicação anormal entre a cavidade nasal ou os seios paranasais e o espaço subaracnóideo. Sua presença aumenta a incidência de complicações, como principalmente a meningite, com riscos de morte ou de seqüelas, como surdez, déficits motores e cognitivos. O diagnóstico precoce e correto da fistula liquórica é importante para que o tratamento cirúrgico seja realizado o mais brevemente possível. A detecção de liquor em fluidos nasais é realizada como método diagnóstico da fistula liquórica e baseia-se na pesquisa de proteínas específicas do líquor em secreções nasais, e pode ser feita através da pesquisa da ß2-transferrina, um teste imunológico caro e pouco disponível no Brasil. Recentemente foi descrita a quantificação nefelométrica da proteína ß-trace para a identificação da fístula liquórica, uma proteína específica do cérebro e presente em altas concentrações no líquor. Os dados da literatura sugerem a mesma sensibilidade e especificidade que a ß2-transferrina. Grande parte dos laboratórios de análises clínicas possuem o equipamento nefelômetro para a quantificação da proteína ß-trace. Objetivo: Determinar o valor de corte para a medida da concentração da proteína ß-trace e a previsibilidade do teste em confirmar ou não a presença de fístula liquórica em secreções nasais no dois lados da cavidade nasal. Métodos: Secreção nasal foi coletada de pacientes com suspeita de fístula liquórica e de voluntários saudáveis. Amostras de liquor puro foram usadas. O teste nefelométrico foi utilizado para determinar a concentração da proteína ß-trace nas amostras. Os achados durante a cirurgia endonasal endoscópica foram o padrão ouro para o diagnóstico da fístula liquórica. RESULTADOS: Foi encontrado um valor de corte entre 0,244 e 0,496 mg/L. Os valores preditivos positivo e negativo foram de 100%. As médias de concentração de proteína ß- trace no lado nasal acometido foram maiores que as médias de concentração de proteína ß- trace no lado nasal não acometido, com diferença estatisticamente significante. Conclusão: Concentrações de proteína ß-trace acima de 0,496 mg/L são altamente sugestivas da presença de liquor nas secreções nasais examinadas. O teste nefelométrico da proteína ß-trace pode prever o lado nasal acometido pela fístula liquórica. O teste da proteína ß-trace é uma boa

Abstract: Background: Cerebrospinal fluid (CSF) leak of the anterior skull base is an abnormal communication between the subarachnoid space and the nasal cavity or the paranasal sinus. Its presence increases the incidence of complications, as meningitis, with risk of sequels. The early and correct diagnosis of the CSF leaks is important in order to perform surgical treatment as soon as possible. The CSF detection in nasal fluids is performed as a diagnostic method of CSF leak, based on the detection of brain-specific proteins in nasal fluids, and could be made through the ß2-transferrin test, an expensive immunological test, not available to the majority of the Brazilian hospitals. Recently, the detection of ß-trace protein for identification of CSF leaks has been described. Literature data suggests the same sensibility and specificity to the ß2-transferrin, because ß-trace protein is also a specific brain protein and it is present in CSF in high concentrations. The majority of Brazilian laboratories of clinical analysis have the nephelometric equipment for ß-trace protein detection. Objective: To determine threshold values for ß-trace protein concentrations in nasal cavity secretions as a predictor of CFS leak. Methods: Nasal secretions were collected from patients with suspicion of CSF leak and from healthy volunteers. Pure CSF samples were used. A nephelometric assay was used to determine the ß-trace protein concentration in samples. The gold standard diagnostic method was the surgery. Results: Values between 0.244 and 0.496 mg/L were determined for the cut-off. Positive predictive value and negative predictive value were 100%. The concentration in the affected side were higher than the contralateral side. Conclusion: ß-trace concentrations above 0.496 mg/L are highly suggestive of the presence of cerebrospinal fluid in examined nasal secretion. ß-trace protein nephelometric test can predict the side of the CSF leak. The ß-trace protein test is a good alternative for the detection of CSF leak in Brazilian hospitals
Subject: Proteínas
Base do cranio
Meningite
Líquido cefalorraquidiano
Fistula
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sampaio_MarceloHamilton_D.pdf2.2 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.