Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308560
Type: TESE
Title: Acesso aos serviços básicos de saúde e fatores associados = estudo de base populacional
Title Alternative: Access to basic health services and associated factors : a population based study
Author: Bonello, Andréia Aparecida de Luca Moore, 1966-
Advisor: Corrêa, Carlos Roberto Silveira, 1954-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo estudar o acesso aos serviços básicos de saúde, identificando fatores associados a essa dimensão a partir das manifestações da população. Trata-se de um estudo transversal, de base populacional, envolvendo 101 famílias residentes na área de abrangência da Unidade de Saúde Américo Bertão, Jardim Eldorado, Cordeirópolis, selecionadas por amostragem aleatória simples, a partir do Sistema de Informação da Atenção Básica. O trabalho foi desenvolvido por meio de entrevista individual, utilizando um questionário semiestruturado. Foi incluído na pesquisa um morador com 18 anos ou mais de cada família que compôs a amostra. A variável resposta foi a informação do entrevistado referente à procura da unidade de saúde como primeira opção, quando alguém na família precisa de atendimento de saúde. As variáveis independentes investigadas foram aspectos da oferta de serviços (sócio-organizacional e geográfico) e características demográficas; socioeconômicas; morbidades; uso da unidade de saúde nos últimos seis meses e comportamento dos indivíduos e da população com influência no acesso e no uso dos serviços de saúde. Além da análise descritiva, a análise univariada foi realizada por meio da razão de Chances, ou do teste qui-quadrado de Pearson (?2), ou do teste exato de Ficher. A regressão logística binária foi aplicada na análise multivariada. O resultado encontrado mostra que a maior parte dos moradores entrevistados (76.2%) referiu procurar a unidade de saúde como primeira opção. O modelo final da regressão logística aponta que a naturalidade "ter nascido no Estado de São Paulo" (OR=0.146 IC95%=0.045-0.476), o uso da unidade de saúde "ter usado a unidade" (OR=5.594 IC95%=1.443-21.695), a microárea de residência "residir na microárea 2" (OR=10.918 IC95%=1.495-79.726) e a classificação do atendimento da unidade de saúde "ter classificado o atendimento como bom" (OR=3.224 IC95%=1.002-10.378) são os fatores associados à variável resposta. Esses achados indicam que os moradores com maior chance de procurar a unidade de saúde, como primeira opção, são os que nasceram fora do Estado de São Paulo, os que usaram a unidade de saúde nos últimos seis meses, os que residem na microárea dois e os que classificam de forma positiva o atendimento da unidade. Este trabalho mostra que a forma com que a população concebe e interpreta o serviço de saúde desempenha importante influência no acesso a ele. Essa percepção pode se basear nas experiências vivenciadas com o serviço de saúde, mas pode também ser fortemente modulada por aspectos individuais e fatores ligados ao território onde moram, pois o território é o espaço do acontecer solidário, que gera uso de diferentes naturezas as quais pressupõem coexistências e um espaço geográfico

Abstract: This work aimed to study access to basic health services, identifying factors associated with this dimension from the manifestations of the population. This is a cross-sectional study population-based, involving 101 families residing in the area covered by the Health Unit Americo Bertão, Garden Eldorado, Cordeirópolis, selected by simple random sampling from the Information System of Care. The study was conducted through individual interviews using a semi-structured questionnaire. It was included in the survey with a resident 18 years or more for each family who composed the sample. The response variable was the respondent's information regarding the search for unity of health as the first option, when someone in the family needs health care. The independent variables were investigated aspects of service provision (social, organizational and geographic) and demographic, socioeconomic, morbidity, use of the health unit in the last six months and behavior of individuals and people with influence in the access and use of services of health. In addition to descriptive analysis, univariate analysis was performed using the odds ratio, or the chi-square test (?2) test or the exact form, the binary logistic regression was applied in the multivariate analysis. The results show that most residents interviewed (76.2%) reported seeking health unit as the first option. The final logistic regression model shows that the natural "was born in São Paulo" (OR = 0146 = 95% 0045-0476), the use of the health care "have used the unit" (OR = 5594 = 95% 1443-21695), the microarea of residence "live in the microarea 2" (OR = 10,918 95% CI = 1495-79726) and the classification of care of the health unit "has ranked the service as good" (OR 3224 = 1002 = 95% -10,378) are factors associated with the response variable.These findings indicate that residents are more likely to seek health unit as the first option, are those born outside the State of Sao Paulo, who used the clinic in the last six months, residing in the micro area and two classifying a positive care unit. This work shows that the way the public sees and interprets the health service has an important influence on access to it. This perception may be based on experiences with the health service, but can also be strongly modulated by individual aspects and factors related to the territory where they live, because the territory is the space of solidarity happenings, which generates different nature and use of which presuppose coexistence and a geographic area
Subject: Acesso aos serviços de saúde
Acessibilidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bonello_AndreiaAparecidadeLucaMoore_M.pdf789.35 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.