Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308553
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Aplicação da técnica de PCR para o diagnóstico e monitoramento da leishmaniose tegumentar e visceral na região de Campinas-SP e Teresina-PI
Title Alternative: Application of PCR for the diagnosis and monitoring of cutaneous and visceral leishmaniasis in the region of Campinas-SP and Teresina-PI
Author: Costa, Loredana Nilkenes Gomes da, 1986-
Advisor: Levy, Carlos Emilio, 1949-
Abstract: Resumo: INTRODUÇÃO: As leishmanioses são um conjunto de doenças parasitárias causadas por mais de vinte espécies de tripanossomatídeos do gênero Leishmania. Afetam animais (silvestres e domésticos) e o homem. No Brasil é uma doença com diversos agentes, reservatórios e vetores que apresenta diferentes padrões de transmissão e um conhecimento ainda limitado sobre alguns aspectos epidemiológicos, o que a torna de difícil controle. OBJETIVO: Utilizar a técnica de PCR para fins diagnósticos de Leishmaniose, tanto de amostras clínicas humanas (Campinas), como de amostras caninas procedentes das cidades de Campinas/SP e Teresina/PI. MÉTODOS: Foram encaminhadas ao Laboratório de Parasitologia do Hospital de Clínicas da Unicamp, 120 amostras humanas e 195 amostras caninas. A PCR foi realizada utilizando primers específicos para o gênero Leishmania ssp. e para as espécies L. (L.) infantum chagasi e L. (V.) braziliensis. RESULTADOS: Das 120 amostras humanas, 80 eram suspeitas de leishmaniose (43 obtidas de medula óssea e 37 de biópsias e/ou raspado de lesão tegumentar). Destas, 15 foram positivas na pesquisa direta e apenas 9 foram positivas na cultura e 20 apresentaram PCR positivo para gênero. Foram utilizadas 40 amostras como controle, sendo todas negativas para o PCR. As 15 amostras que foram positivas na pesquisa direta apresentaram positividade na PCR, sendo 7 identificadas como L. (L.) infantum chagasi, 7 L. (V.) braziliensis e 1 positiva apenas para o gênero Leishmania, esta sendo procedente de amostra de punção de medula óssea. A PCR realizada nas amostras caninas, quando comparada ao teste de triagem mostrou diferença de sensibilidade do método nas duas cidades de estudo, sendo que em Campinas foi observada maior sensibilidade da PCR (88,24%) [p=0,0455] quando comparada a casuística de Teresina (14,71%) [p<0.0001]. Na comparação da PCR com o teste confirmatório foram encontrados resultados discordantes entre as técnicas de PCR e Elisa (p=0.0027 para Campinas e p<0.0001 para Teresina) para os valores de sensibilidade (Campinas=100%/Teresina=21,74%), especificidade (Campinas=30,77% / Teresina=100%), VPP (Campinas=68,97% / Teresina=100%) e VPN (Campinas=100% / Teresina=37,94%). DISCUSSÃO E CONCLUSÃO: Para o diagnostico de LV e LT em humanos a PCR mostrou excelente concordância com os testes padrão ouro, com elevada sensibilidade e especificidade. Foi possível comprovar a ausência de reações cruzadas dos primers utilizados com outros parasitos filogeneticamente próximos. A PCR apresenta-se como uma ferramenta de considerável valor para a identificação das espécies envolvidas nas infecções em cães e humanos. No diagnóstico da leishmaniose visceral canina em cidades com perfil epidemiológico como Campinas onde o surto parece ser mais recente, o desempenho da PCR mostra-se muito útil na detecção de cães infectados. Nesta população o teste de triagem se mostrou mais sensível e específico que o teste confirmatório, tendo como referência a detecção do DNA do parasito pela PCR. No caso de Teresina, com provável padrão de doença canina endêmica de longa duração a PCR não se mostrou útil para diagnóstico, exceto para detecção de poucos cães com provável parasitemia ativa ou antigenemia

Abstract: BACKGROUND: Leishmaniasis is a group of parasitic diseases caused by over twenty species of trypanosomes of the genus Leishmania. Affect animals (wild and domestic) and man. In Brazil is a disease with many agents, reservoirs and vectors presenting different patterns of transmission and there is still limited knowledge on some epidemiological aspects, which makes it difficult to control. OBJECTIVE: Using PCR for leishmaniasis diagnostic purposes, from human clinical samples (Campinas) and canine samples coming from the cities of Campinas/SP and Teresina/PI . METHODS: In the Laboratory of Parasitology of the Hospital de Clinicas Unicamp, 120 human samples and 195 canine samples were processed. PCR was performed using primers specific for the genus Leishmania ssp. and for L. (L.) infantum chagasi and L. (V.) braziliensis species. RESULTS: Among the 120 human samples, 80 were suspected of leishmaniasis (obtained 43 from bone marrow biopsies and 37 from cutaneous lesion scrapings). Of these 80 samples, only 15 were positive on direct testing, 9 were positive in culture and 20 were positive for PCR for Leishmania genus. As control were used 40 samples, all negative for PCR. The 15 samples that were positive in the direct examination were also positive in PCR , 7 identified as L. (L.) infantum chagasi, 7 L. (V.) braziliensis and only 1 positive for genus Leishmania and negative for L. (L.) i. chagasi or L. (V.) braziliensis coming from a sample of bone marrow aspiration. The PCR performed in canine samples compared to the screening test showed difference in sensitivity in both cities. In Campinas was obtained higher sensitivity of PCR (88.24 %) [p = 0.0455] when compared with the series in Teresina (14.71 %) [p<0.0001]. When compared PCR with the confirmatory testing, discordant results were found between PCR and ELISA (p=0.0027 for Campinas and p<0.0001 for Teresina) for values of sensitivity (100 %=Campinas/Teresina = 21.74 % ), specificity (Campinas = 30.77 %/Teresina = 100 %), PPV (Campinas = 68.97 %/Teresina = 100 %) and VPN (Campinas = 100 %/ Teresina = 37.94 %). DISCUSSION AND CONCLUSION: PCR showed excellent agreement with the gold standard test for the diagnosis of human VL and TL with high sensitivity and specificity. It was possible to prove the absence of cross-reactivity of the primers with other phylogenetically close parasites. PCR is presented as a tool of considerable value to identify the species involved in infections in dogs and humans. In the diagnosis of canine visceral leishmaniasis in cities with epidemiological profile like Campinas, where the outbreak appears to be more recent, the performance of PCR proved to be very useful for the detection of infected dogs. In this population the screening test was more sensitive and specific than the confirmatory test, with the detection of the parasite DNA by PCR as reference. In the case of Teresina, with the probable pattern of endemic canine long-term illness, PCR was not useful for diagnosis, except for detection of few dogs with probable active parasitemia and antigenemia
Subject: Leishmania
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_LoredanaNilkenesGomesda_M.pdf969.39 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.