Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308440
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Síndrome do túnel do carpo : acometimento, tratamentos e evolução clínica
Title Alternative: Carpal tunnel syndrome : onset, treatments and clinical evolution
Author: Nonno, Rogério Ortolan, 1981-
Advisor: Udelsmann, Artur, 1949-
Abstract: Resumo: O presente estudo teve como objetivo identificar e descrever os pacientes com síndrome do túnel do carpo com relação aos dados demográficos, clínicos, de acometimento e de evolução. A partir disto, foi possível comparar as principais variáveis entre os tratamentos clínico e cirúrgico, e, também, avaliar se houve relação entre o tipo de tratamento com tempo de afastamento e de retorno ao trabalho. Para tornar possível a realização deste trabalho foram estudados os prontuários de 131 pacientes diagnosticados com STC no Ambulatório de Saúde do Trabalhador do HC da Unicamp. Para padronizar a coleta de dados foi utilizada uma ficha com itens que são comuns a todas as avaliações realizadas neste ambulatório. Por ter ocorrido bilateralmente em 76 indivíduos, o número total de punhos avaliados foi de 207. Para comparar as variáveis categóricas entre os grupos, foram utilizados o teste qui quadrado ou o teste exato de Fisher, e, para as variáveis numéricas entre 2 grupos, foi utilizado o teste de Mann-Whitney. De todos os 131 indivíduos pesquisados, 128 (97,71%) precisaram se afastar ao menos uma vez do trabalho e apenas 37 (28,91%) retornaram ao trabalho. O tempo médio de duração dos sintomas dos pacientes tratados cirurgicamente foi de 39 meses, enquanto o dos tratados clinicamente foi de 44,1 meses. Quanto aos resultados do tratamento, período de afastamento e de retorno ao trabalho, não houve diferença significativa entre os tratamentos clínico e cirúrgico. A partir dos resultados obtidos, foi possível concluir que a STC ocorre com maior frequência em mulheres, entre 30 e 49 anos. O acometimento foi mais frequentemente bilateral; nos casos unilaterais a mão dominante foi a mais comprometida. Tanto a evolução do tratamento clínico quanto do cirúrgico foi pouco satisfatória: em ambos os grupos apenas em cerca de 10% dos casos houve melhora total. As profissões encontradas com maior frequência foram operadores de máquinas, empregadas domésticas, trabalhadores rurais, secretárias e costureiras. Elas representam mais de 70% dos casos de STC encontradas nesta casuística

Abstract: The present study aimed to identify and describe characteristics of the patients who suffered from carpal tunnel syndrome concerning data on demographics and clinical features, type of injury and disease progression. Thus it was possible to compare the main variables between surgical and clinical treatments, and also to assess whether there was a relationship between the type of treatment and period of absence and return to work. In order to perform this study, a review of medical charts of 131 patients diagnosed with CTS in the occupational health clinic of the University Hospital of Unicamp. To standardize the data collection it was used a form with items that are common to all assessments made in this clinic. Because the carpal tunnel syndrome occurred bilaterally in 76 patients, the total wrists assessed were 207. To compare categorical variables between groups it was used chi-square test or Fisher's exact test, and to compare numerical variables between groups it was used the Mann-Whitney test. Out of 131 patients reviewed, 128 (97.71%) had to take a leave from work at least once, and only 37 (28.91%) returned to work. Mean duration of symptoms was 39 months in patients treated surgically and 44.1 months in patients treated clinically. Regarding treatment outcome, period of absence and return to work, there was no significant difference between treatments. Based on these outputs it was possible to conclude that CTS occurs more frequently in women, ranging in age 30 to 49 years. The presence of bilateral CTS was more common and in unilateral cases the dominant hand was the most affected. The progression of the surgical treatment, as well as the clinical, was not satisfactory: in both groups only around 10% of cases had complete recovery. The most frequently found professions were machine operators, domestic worker, farm workers, secretaries and sewing machine operators. They accounted for more than 70% of cases of CTS found in this sample
Subject: Síndrome do túnel carpal
Ossos do carpo
Transtornos traumáticos cumulativos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: NONNO, Rogério Ortolan. Síndrome do túnel do carpo: acometimento, tratamentos e evolução clínica. 2013. 65 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/308440>. Acesso em: 22 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nonno_RogerioOrtolan_M.pdf1.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.