Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308394
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Aprendendo a pensar, pensando o aprender : as origens afetivas do pensar
Author: Baccarin, Maria Ines
Advisor: Rezende, Antônio Muniz de, 1928-
Abstract: Resumo: o tema "aprendendo a pensar pensando o aprender" refere-se a uma investigação teórica e prática acerca de uma "teoria psicanalítica bion-kleiniana do processo de ensino¬aprendizagem. "A investigação teórica foi desenvolvida na interface da filosofia (Heidegger), da pedagogia (Freire) e da psicanálise, numa linha de desenvolvimento que se inicia em Freud, passa por Klein e chega a Bion. A investigação prática diz respeito à utilização do método da auto-organização de inspiração psicanalítica pela própria autora ao pensar suas experiências de aprendizagem relacionadas à elaboração da tese. Estas experiências referem-se às orientações de tese (que em função da natureza do. método e de sua inspiração psicanalítica incluíam também supervisões clínicas) e à escrita psicanalítica. Neste sentido, o título "aprendendo a pensar, pensando o aprender" busca significar uma investigação onde tema e método encontram-se em íntimo entrelaçamento. Partindo da consideração de que a aprendizagem e o desenvolvimento humano caminham "pari passu" busca-se circunscrever as características de uma visão "tradicional" do processo de ensino-aprendizagem, salientando seus efeitos, em termos de aprisionamento da capacidade e da liberdade de pensar e de desenvolvimento de personalidades submissas, dependentes, alienadas de si mesmas e do meio em que vivem, aprisionadas em suas possibilidades de ser e de "vir-a-ser". Em busca de alternativa que propicie aos aprendizes (e também aos que ensinam), o desenvolvimento de um pensar livre, de uma personalidade autônoma e sujeita a transformações em direção ao indivíduo ser cada vez mais ele próprio e cada vez mais humano, investiga-se e busca-se circunscrever os fatores que estão presentes numa "teoria psicanalítica bion-k1einiana da aprendizagem". O interesse em investigar esta teoria está na possibilidade de pensar formas de comunicação entre pais e filhos favorecedoras de desenvolvimento e de melhores níveis de saúde mental, e também entre professores e alunos, particularmente no âmbito dos cursos de formação de psicólogos. No âmbito de uma "teoria psicanalítica bion-kIeiniana da aprendizagem" aprender significa aprender a pensar a partir da experiência emocional. Isto significa que o pensar é considerado uma atividade afetivo-cognitiva, em cujas origens e desenvolvimento destacam-se, dentre outros fatores: o desejo, a tolerância à frustração e a presença de um vínculo afetivo que busque acolher e dar sentido às experiências emocionais vivenciadas. Nas "Considerações Finais" a autora, a partir do estudo teórico, de sua experiência com o método e de suas próprias transformações sistematiza o que denomina como "uma teoria psicanalítica bion-kIeiniana do processo de ensino-aprendizagem", em termos de seus fatores e das conseqüências de sua utilização em termos das transformações em desenvolvimento que acarreta para aquele-que-aprende e também para aquele-que-ensina

Abstract: The subject "learning how to think thinking the learning" refers to a theoretical and practical investigation about a "bion-kleinian psychoanalytical theory of the teaching¬learning process." The theoretical investigation wa~ developed in the interface of philosophy (Heidegger), pedagogy (Freire) and psychoanalysis, in a course of development which begins in Freud, goes through Klein and gets to Bion. The practical investigation concerns the use of the psychoanalytically inspired method of self-organization, by the author herself, as she thought about her own learning experiences related to the preparation of the thesis. Such experiences refer to the thesis orientations (which due to the nature of the method and to its psychoanalytical inspiration also included clinical supervisions) and to the psychoanalytical writing. In this sense, the title "learning how to think, thinking the learning" intends to mean an investigation where theme and method are intimately entwined. Starting from the consideration that learning and human development go ''pari passu", there is an attempt to circumscribe the characteristics of a "traditional" view of the teaching-Iearning process, pointing out its effects, in terms of imprisonment of the capacity and of the liberty of thought and of development of submissive, dependent personalities, alienated ITom themselves and ITom the environment in which they live, imprisoned m their possibilities to be or to "become". In search for an alternative which piovides to the learners (and also to tho~e who teach), the development of a free thinking, of an autonomous personality and subject to transformations towards the individual providing that he becomes more and more himself and more and more human, one investigates and tries to circumscribe the factors which are present in a "bion-kleinian psychoanalytical theory of learning".The interest in investigating this theory lies in the possibility of thinking about ways of communication between parents and children, favorable to the development and improvement of better levels of mental health, and also between teachers and students, particularly in the context of the courses of formation of psychologists. In the context of a "bion-kleinian psychoanalytical theory of learning", learning means to learn how to think departing from the emotional experience. This means that the thought is considered an emotional-cognitive activity, where one can emphasize, in its origins and development, the following factors, among others: desire, tolerance to frustration and the presence of an emotionallink which tries to receive and to give meaning to the emotional experiences whic~ are experienced. In the "Final Considerations" the author, departing from the theoretical study, from her experience with the method, and from her own transformations, systematizes what she denominates "a bion-k1einian psychoanalytical theory of the teaching-Iearning process", in terms of its factors and of the consequences of its use in terms of the transformations in development which it results in the one who learns, but also in the one who teaches
Subject: Psicologia da aprendizagem
Pensamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Baccarin_MariaInes_D.pdf7.28 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.