Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308377
Type: TESE
Title: Avaliação de aspectos psico-sociais em pacientes com dispepsia não ulcerosa e ulcera duodenal
Author: Mesquita, Maria Aparecida, 1956-
Advisor: Magalhães, Antonio Frederico Novaes de, 1939-
Abstract: Resumo: A importância dos fatores psico-sociais na dispepsia não ulcerosa e na úlcera duodenal é freqüentemente contestada na literatura. Neste estudo, estes fatores foram investigados em uma população de baixo nível sócio-econômico, constituída por 68 pacientes com dispepsia não ulcerosa e 30 pacientes com úlcera duodenal. Estes pacientes foram comparados com 58 indivíduos assintomáticos, através de uma entrevista semi-estruturada e da aplicação das escalas de Beck, que mede a depressão, e de Gayral, que avalia a presença de ansiedade, depressão e. somatizações, correlacionadas à agressividade. Nossos resultados demonstraram que, em uma parcela significativa dos pacientes com dispepsia não ulcerosa, e em menor grau, dos pacientes com úlcera duodenal. são evidentes a presença de distúrbios de ansiedade e depressão, assim como de características neuróticas, particularmente histéricas e hipocondríacas. Foi possível, também, identificar entre estes pacientes, uma maior freqüência de dificuldades crônicas de vida. particularmente os conflitos conjugais e as dificuldades financeiras, além de ocorrências da infância que predisporiam à ocorrência de neuroses e somatizaçôes na idade adulta. De forma complementar, foram ainda investigadas neste trabalho as prevalências. entre os pacientes com dispepsia não ulcerosa, de parasitoses, malabsorção de lactose, gastrite crônica, infecção da mucosa gástrica por H.pylori e colelitíase. que não diferiram das prevalências encontradas por outros autores em amostras da população. Em conclusão, nossos resultados indicam que, para atingir uma abordagem mais satisfatória destes pacientes, o clínico deve obrigatoriamente considerar os aspectos psico-sociais envolvidos

Abstract: The importance of psychosocial factors in nonulcer dyspepsia and duodenal ulcer is frequently discussed in the literature. ln this study, these factors were investigated in a low socioeconomic subject population of 68 patients with nonulcer dyspepsia and 30 duodenal ulcer patients. These patients were compared with 58 control subjects without dyspeptic symptoms, using a semi-structured interview and psychometric scales: Beck's scale, which measures depression and Gayral's scale which measures anxiety, depression and somatization, correlated with agressiveness. Our results showed that in a significant number of the nonulcer dyspepsia patients, and, to a lesser degree, in the duodenal ulcer patients, there is evidence of anxiety and depression disorders, as well as neurotic characteristics. We also identified, among these patients, a higher ocurrence of chronic difficulties of life, particularly marital and financial difficulties, and childhood factors considered by many authors to. be associated to neurosis and somatization in adult life. ln addition we studied the prevalences, among the nonulcer dyspepsia patients, of chronic gastritis, lactose malabsorption, gallstone disease and H.pylori infection, that were not different from the prevalences observed by other authors in studies using population samples. In conclusion. our results indicate that to better treat dyspeptic patients the physician should consider the psychosocial factors involved in these disorders
Subject: Medicina psicossomática
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1991
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mesquita_MariaAparecida_D.pdf3.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.