Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308363
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Análise dos efeitos do método Pilates em pacientes com fibrose cística
Title Alternative: Analysis of the effects of the Pilates method in patients with cystic fibrosis
Author: Franco, Caroline Buarque, 1984-
Advisor: Ribeiro, Antonio Fernando, 1948-
Abstract: Resumo: Objetivo: A proposta de utilizar o método Pilates teve o objetivo de desenvolver um programa de exercícios, avaliando os efeitos no início e final do acompanhamento, coletando os seguintes dados: tolerância ao esforço físico pelo teste do degrau de 3 minutos (TD3); prova de função pulmonar (PFP); avaliação força muscular respiratória (FMR) pela pressão inspiratória máxima (PImáx) e pressão expiratória máxima (PEmáx) pela manovacuometria; qualidade de vida (QV) pelos questionários de qualidade de vida em fibrose cística (QFC); escore z de peso (kg), escore z de altura (m2) e escore z de IMC (kg/m2). Coleta dos valores em repouso e no final de cada sessão: saturação periférica de oxigênio (SpO2), frequência cardíaca (Fc), frequência respiratória (Fr), nível da dispnéia pela escala de Borg modificada. Método: estudo prospectivo descritivo analítico, casuística de 19 pacientes. A pesquisa foi realizada com os pacientes do Ambulatório de FC do Hospital de Clínicas (HC) da Universidade de Campinas (UNICAMP) e do Instituto da Criança (ICr) do HC da Faculdade de Medicina Universidade de São Paulo (FMUSP). O método foi aplicado em uma sessão semanal durante 4 meses. Resultados: A PImáx no grupo total apresentou aumento significativo (p<0,05 probabilidade do teste de Wilcoxon), a PEmáx demonstrou aumento significativo somente no grupo feminino (p=0,007). A PFP não apresentou diferenças no grupo total de pacientes (p>0,05). No TD3 pré-tratamento do grupo masculino, houve aumento significativo da frequência cardíaca (Fc) (p=0,043) e da escala de Borg (p=0,023). No pós-tratamento os sinais vitais permaneceram sem mudanças significativas. No TD3 pré-tratamento, o grupo feminino apresentou aumento significativo na Fc, frequência respiratória (Fr) e na escala de Borg (p<0,05). No pós-tratamento o TD3 deste grupo continuou com aumento significativo na Fc, Fr e na escala de Borg. Quanto as medidas de sinais vitais comparando o início e final de cada sessão, na 1ª sessão de Pilates o grupo total de pacientes,não apresentou mudanças na SpO2, Fc, Fr e na escala de Borg (p>0,05). Na 7ª sessão, no gênero masculino ocorreu aumento significativo da Fc e no grupo total de pacientes houve aumento significativo na escala de Borg. Na 16ª sessão apenas o grupo feminino apresentou aumento significativo na escala de Borg. Quanto ao escore z de peso e IMC, os pacientes não apresentaram mudanças, porém houve aumento significativo no escore z de altura apenas do grupo feminino (p=0,012). A avaliação da QV não demonstrou mudanças no QFC de crianças de 6 à 11 anos. No QFC dos pais/cuidadores de crianças de 6 à 13 anos houve aumento significativo no domínio respiratório. O QFC referente aos pacientes de 14 anos ou mais apresentou aumento significativo no domínio físico. Conclusões: O estudo evidenciou que a aplicação do Pilates foi eficaz no ganho da FMR; melhorias na tolerância física do grupo masculino pelo TD3; ganho no escore z de altura no grupo feminino. Quanto a QV do QFC dos pais/cuidadores de crianças de 6 à 13 anos, houve melhorias no domínio da condição respiratória e no QFC referente aos pacientes de 14 anos ou mais apresentou melhorias no domínio da condição física

Abstract: Objective: The proposal to use the Pilates method was to develop an exercise program, evaluating the effects at the beginning and end of follow-up by collecting the following data: the tolerance to exercise step test for 3 minutes (TD3) function test lung (PFP), respiratory muscle strength assessment (FMR) by maximal inspiratory pressure (MIP) and maximal expiratory pressure (MEP) by the manometer, quality of life (QOL) questionnaires for quality of life in cystic fibrosis (QFC), z-score Weight (kg), z score for height (m2) and z score of BMI (kg/m2). Collection of the values at rest and at the end of each session: peripheral oxygen saturation (SpO2), heart rate (HR), respiratory frequency (Fr), level of dyspnea by the Borg scale. Method: a prospective descriptive analytical sample of 19 patients. The survey was conducted with patients from the CF Clinic, Hospital de Clinicas (HC), Universidade de Campinas (UNICAMP) and the Instituto da Criança (Chr), HC, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). The method was applied to one session per week for four months. Results: MIP in the total group showed a significant increase (p<0.05 probability of the Wilcoxon test), MEP showed an increase only in the female group (p=0.007). The PFP did not show differences in the total group of patients (p>0.05). In TD3 pretreatment of the male group, there was increased heart rate (HR) (p=0.043) and Borg (p=0.023). In the post-treatment vital signs remained without significant changes. No TD3 pretreatment, the female group showed an increase in HR, respiratory frequency (Fr) and the Borg scale (p<0.05). In the post-treatment group continued TD3 this significant increase in HR, Fr and Borg scale. The measures vital signs comparing the beginning and end of each session, a session of Pilates the total group of patients showed no changes in SpO2, HR, Fr and Borg scale (p>0.05). During the 7th session, a significant increase of Fc in males and in the total group of patients showed a significant increase in Borg scale. In the 16th session only female group showed an increase in Borg scale. As for the z scores for weight and BMI, patients had no change, but there was an increase in height z scores in the female group (p=0.012). The assessment of QOL showed no changes in the QFC of children 6 to 11 years. In QFC parents/caregivers of children 6 to 13 years there was an increase in the field related respiratory and QFC in referring to patients 14 years or more, an increase in the physical realm. Conclusions: The study suggested that the use of Pilates has been effective in: gain of FMR, improvements in physical tolerance in male group, gain in height z scores in the female group. As for the QL QFC parents/caregivers of children 6 to 13 years there has been an improvement in respiratory status and QFC referring to patients 14 years or more improvements in physical condition
Subject: Força muscular
Teste de esforço
Espirometria
Sinais vitais
Qualidade de vida
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Franco_CarolineBuarque_M.pdf992.35 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.