Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308336
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Óbitos por causas externas em menores de 18 anos na cidade de Campinas - SP
Title Alternative: Deaths by external causes in children under 18 years in the city of Campinas - SP
Author: Fraga, Andrea de Melo Alexandre, 1968-
Advisor: Bustorff-Silva, Joaquim Murray, 1957-
Abstract: Resumo: A doença trauma é considerada, mundialmente, a primeira causa de óbito na população entre um e 44 anos de idade. Entre as causas de trauma incluem-se os acidentes e a violência, correspondendo a causas externas intencionais ou não intencionais. Na infância, as principais causas externas que cursam com óbito em países desenvolvidos, estão relacionadas a acidentes de trânsito, seguidas por afogamento. O objetivo deste estudo retrospectivo baseado em laudos de necropsia foi descrever o perfil epidemiológico de óbitos por causas externas em menores de 18 anos de idade na cidade de Campinas, Brasil, no período entre 2001 e 2008. Entre os 2170 óbitos observados em menores de 18 anos, independente da causa, constatou-se que 530 foram por causas externas, com predomínio do sexo masculino, na proporção de 3.4:1. Houve um predomínio de óbitos no grupo etário de 10-17 anos (76%). O principal mecanismo observado foi ferimento por projétil de arma de fogo (FPAF - 47%). No período entre 2005-2008, houve uma diminuição no número de óbitos em consequência da redução dos homicídios. Outros mecanismos frequentes foram acidentes relacionados a trânsito (26%; sendo a maioria vítima de atropelamento - 57,2%) seguido por afogamento (10,4%). Asfixia/sufocação foi o mecanismo de morte em 72% dos casos com idade inferior a um ano; afogamento predominou entre 1-4 anos (30,8%); acidentes relacionados a trânsito foram frequentes nos grupos de 5-9 anos (56%) e de 10-14 anos (40,4%) e FPAF teve a maior incidência (68%) no grupo 14-17 anos. Cinquenta e um porcento dos óbitos ocorreram na própria cena e 15%, durante o atendimento pré hospitalar. Conclui-se que houve um predomínio de óbitos em crianças e adolescentes do sexo masculino, na faixa etária de 15-17 anos, principalmente por FPAF, sendo homicídio a intenção predominante

Abstract: Trauma disease is considered the first cause of death worldwide in the population from 1 to 44 years of age. Among trauma causes are accidents and violence, comprising intentional and non-intentional external causes. In childhood, in developed countries, the major external causes resulting in death are traffic accidents, followed by drowning. This retrospective study based in autopsy examinations describes the epidemiology profile of death by external causes in individuals younger than 18 years from 2001 to 2008 in Campinas city, Brazil. There were 2170 deaths of all causes in < 18 years, 530 of which were due to external causes, with male predominance 3.4:1. The age distribution reveled 76% of deaths in the group 10-17 years. The most predominant trauma mechanism was firearm injuries (47%), but there was a decrease of deaths in the period 2005-2008 in consequence of homicides reduction. Other frequent mechanisms were transport related injuries (138 - 26%; pedestrian struck in 57.2% of these deaths) and drowning (55 - 10.4%). Asphyxia/suffocation was the mechanism of injury in 72% of deaths in group < 1 year; drowning (30.8%) was predominant in group 1-4; transport related deaths were frequent in the groups 5-9 (56%) and 10-14 (40.4%); and firearm had the highest frequency (68%) in the group 14-17 years. 51% of deaths occurred at the scene and 15% at the pre-hospital care. In conclusion, there was predominance of death in children and adolescents males, between 15-17 years old, mainly by firearm mechanism, predominantly due to homicide intent
Subject: Trauma
Homícidio
Acidentes
Necropsia
Epidemiologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: FRAGA, Andrea de Melo Alexandre. Óbitos por causas externas em menores de 18 anos na cidade de Campinas - SP. 2012. 69 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/308336>. Acesso em: 20 ago. 2018.
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Fraga_AndreadeMeloAlexandre_D.pdf1.79 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.