Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308222
Type: TESE
Title: Avaliação de um protocolo de assistencia a gravida diabetica
Author: Pereira, Belmiro Gonçalves, 1955-
Advisor: Faúndes, Anibal, 1931-
Abstract: Resumo: A diabete é universalmente reconhecida como um sério risco à evolução da gestação, com agravos para a saúde da mãe e do concepto. Apesar dos progressos das últimas décadas, na compreensão e no manejo da grávida diabética, não existe ainda um único protocolo de assistência aceito como indicador dos melhores resultados. Daí a importância de avaliá-los periodicamente para verificar se correspondem ao esperado ou se haveria necessidade de correções para aperfeiçoar a evolução destas gestações. Com esse fim, estudaram-se 90 gestantes diabéticas atendidas no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), no período de junho de 1986 a outubro de 1990, nas quais foi aplicado o protocolo adotado pelo Departamento de Tocoginecologia. Avaliou-se as características das gestantes quanto à idade, história obstétrica, fatores de risco para diabete, classe evolutiva da doença, complicações clínicas e obstétricas, resultados perinatais e acompanhamento puerperal até seis meses. Estes dados foram comparados aos de um grupo de gestantes com igual idade e número de gestações (controle A) e com um outro aleatoriamente escolhido (controle B). Para cada diabética foram selecionadas duas pacientes em cada grupo-controle. Observou-se que entre as diabéticas ocorreu uma maior incidência de pol idrâmnio, cesáreas, prematuros, recém-nascidos grandes para a idade gestacional, assim como uma maior freqüência de patologias neonatais como a hipoglicemia, hipocalcemia, hiperbiliirrubinemia e depressão neonatal imediata. A mortalidade perinatal foi significativamente maior que no controle aleatoriamente selecionado, mas não houve diferença significativa quando comparado com o controle pareado por idade e número de gestações. Concluiu-se que foi possível, com a sistemática adotada para rastreamento, identificar um elevado número de diabéticas gestacionais, que constituíram 60% de todas as grávidas diabéticas. Também, o peso dos recém-nascidos e a proporção de grandes para a idade gestacional mais elevada, juntamente com a mortalidade perinatal, constituem indicadores de que ainda não foi atingido o ideal quanto ao controle da grávida diabética.

Abstract: Diabetes is universally recognized as a serious risk to the evolution of pregnancy, with hazards both to the health of the mother and of the foetus. In spite of great progress achieved in the understanding and martagement Df the problems of the pregnant diabetic woman in the last decades, there is not a single prenatal care protocol accepted as the one which will bring about the best results. Therefore it is of the utmost importance to evaluate results periodically, in order to verify if they correspond to expectations or if corrections are required to improve the development of these pregnancies. With this objective in mi nd we surveyed a group of 90, diabetic women assisted at the Center for Integral Assistence to Women's Health (CAISM) of the State University of Campinas (UNICAMP), in the period from June, 1986 to October, 1990, using the protocol adopted by the Department of Obstetric Gynecology. The characteristics of the pregnant women were analyzed according to age, obstetric history, risk factors for diabetes, type of diabetes, clinic and obstetric complications, perinatal results and puerperal follow-up to six months. These data were compared with to a group of pregnant women at the same age and with the same number of previous pregnancies (control A) and to another group randomly selected (control B). For each pregnant diabetic, two other patients in each control group were selected. Among the diabetic women there was an increased incidence of polyhydramnios, cesareas, premature births, large for gestatlonal age babies, as well as a higher frequency of neonatal hypoglicemia, hypocalcemia, hyperbilirubinemia and hypoxia. Perinatal mortality was significantly higher than in the randomly selected control group, but there was no significant difference with the group paired according to age and number of pregancies. Our conclusion was that the systematic screening method adopted allowed to identify, through, a high number of gestational diabetes which represented 60% of the total study group. The greater incidence of hight birth weight and of large for gestational age babies, together with the perinatal mortaIity, were indicators that we stiII have not attained the ideal degree of metabolic control of the pregnant diabetic woman.
Subject: Diabetes na gravidez
Gravidez - Complicações
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1992
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_BelmiroGoncalves_M.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.