Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308191
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação tardia do estado de saude de pessoas intoxicadas agudamente por agrotoxicos inibidores das colinesterases
Author: Silva, Adaelson Alves
Advisor: Trape, Angelo Zanaga, 1952-
Abstract: Resumo: A intoxicação aguda por agrotóxicos inibidores das colinesterases é causa substancial de morbidade e mortalidade em todo o mundo. No Brasil, como nos demais países, os efeitos tardios à saúde humana em decorrência de intoxicação aguda por agrotóxicos continuam não muito bem conhecidos, constituindo um desafio para os pesquisadores. Este trabalho teve como objetivo avaliar a saúde de 33 indivíduos, 20 homens e 13 mulheres, que softeram intoxicação aguda por agrotóxicos inibidores das colinesterases, entre janeiro de 1994 e dezembro de 2000, notificados no Centro de Controle de Intoxicações de Maringá e que necessitaram de tratamento hospitalar. Para a avaliação compareceram 36 indivíduos, que consentiram participar da pesquisa. Foram excluídos do estudo três deles: dois por serem portadores de doença psiquiátrica, anterior ao episódio de intoxicação, e uma criança, portadora de distúrbio neurológico, também anterior à intoxicação. Quanto ao tempo decorrido após o episódio de intoxicação, 19 (57,6 %) tinham 6 anos ou mais, sendo que 8 (24,2%) situavam-se na faixa entre 9 e 10 anos pós-intoxicação. A tentativa de suicídio foi a circunstância da intoxicação mais &eqüente no grupo estudado (60,6% ). Em relação à profissão, 33,3% eram agricultores. A faixa etária era predominantemente de jovens e aduhos (66,7%), com idade entre 16 e 40 anos. Os inseticidas organofosforados foram responsáveis por 20 intoxicações (60,6%) e os inseticidas carbamatos por 13 intoxicações (39,7%). A necessidade de internamento em UTI (42,4%) caracterirou a gravidade das intoxicações. Quanto aos sinais e sintomas referidos pelos indivíduos no momento da investigação, encontrou-se cefaléia (33,3%), insônia (33,3%), epigastralgia (27,3%), irritabilidade (18,9%) e fraqueza muscular (15,1%). A incidência de hipertensão arterial (42,4%) foi maior no grupo investigado que na população geral A av~li:lção laboratorial mostrou que a função renal estava normal em todos os indivíduos e anormalidades bioquímicas hepáticas, avaJi9das pelas dosagens séricas da alanino aminotransferase (AST), aspartato aminotransferase (ALT) e gama glutamil transferase (GAMA GT), estavam presentes em 30,3% dos indivíduos do grupo: três pacientes em duas e um nas três en7.ima~. O exame neurológico estava normal e quatro indivíduos apresentaram aherações eletroencefalográficas. As dosagens das colinesterases séricas apresentaram pequenas alterações. Diante dos resuhados, concluiu-se que o protocolo utilizado não foi capaz de evidenciar aherações significativas na saúde dos pacientes examinados, sendo que as anormalidades bioquímicas hepáticas e a alta incidência de hipertensão arterial encontradas apontam a necessidade de estudo complementar ,para o estabelecimento do nexo causal

Abstract: Acute intoxication by cholinesterase-mJnõiting pesticide causes substantial morbidity and mortality worldwide. In Brazil and other countries, the Jate efIects to human health due to acute intoxication by pesticides continue not well known, which is a challenge to researchers. The current writing aimed at to evaluate the heahh conditions of 33 individuaIs, 20 men and 13 women, that were exposed to acute intoxication by cholinesterase-inlnõiting pesticide within January 1994 and December 2000, notified at the Intoxication Control Centre from Maringá and that needed hospital treatment. For the study, 36 individuaIs agreed to take part ofthe research. Three ofthem were excluded: two by having psychiatric diseases prior to intoxication and a child with neurologicaI disturb aIso prior to intoxication. As for the time after the intoxication episode, 19 (57,6%) had been intoxicated 6 years before the research, 8 (24,2%) had intoxicated between 9 and 10 years before. Suicide attempt was the main intoxication cause within the group studied (60,6%). As for the profession, 33,3% were agricuhurists. The main age group was young, with ages from 16 to 40 years (66,7%). Organophosphate pesticides caused 20 intoxications (60,6%), and carbamate pesticides caused 13 intoxications (39,7%). The necessity ofICU internment (42,4%) demonstrated the gravity of intoxications. As for the signaIs and symptoms related by individuaIs at the investigation, could have been found headaches (33,3%), insomnia (33,3%), stomach-aches (27,3%), irritability (18,9%) and muscle weakness (15,1%). The incidence ofhyper blood pressure (42,4%) was greater at the study group than at the ordinary population. LaboratoriaI investigation showed that renal function was normal within all individuaIs, and hepatic function, assessed by the blood dosage of aIanine aminotransferase (AST),aspartate aminotransferase (ALT) and gama glutamil transferase (GAMA GT), modified in 30,3% of individuaIs ITomthe group: three patients in two and one in the three enzymes. The neurologicaI exam was normal and four individuaIs presented electroencephalographic modifications. The dosages of blood cholinesterase showed little aherations. From the resuhs of the research, it can be concluded that the protocol applied could not evidence significant changes on the heaIth of patients examined. The hepatic biochemicaI abnormalities and the high incidence of hyper blood pressure suggest the necessity of complimentary studies in order to establish causal nexus
Subject: Intoxicação
Praguicidas
Inibidores da colinesterase
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_AdaelsonAlves_D.pdf4.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.