Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308165
Type: TESE
Title: A vivência dos docentes na simulação clínica inserida no currículo : desafios, dificuldades e conquistas
Title Alternative: The experience of professor in clinical simulation inserted in the curriculum : challenges, difficulties and achieviments
Author: Quilici, Ana Paula, 1971-
Advisor: Bicudo, Angélica Maria, 1949-
Abstract: Resumo: A vivência dos docentes na simulação clínica inserida no currículo: desafios, dificuldades e conquistas Introdução: o interesse pela simulação realística na formação de profissionais da saúde tem crescido junto com as tendências para melhoria do processo de ensino aprendizagem destes profissionais, com enfoque no desenvolvimento de competências necessárias à boa formação do profissional. O objetivo do presente é identificar o que o corpo docente pensa a respeito da inserção da simulação realística no currículo, como experimenta a utilização de cenários seguidos de debriefing em suas aulas práticas e dificuldades e quais desafios e conquistas relatam na utilização da simulação como ferramenta de ensino na graduação em saúde. Método: Foi realizado um estudo qualitativo com amostragem intencional, segundo critérios pré-definidos, utilizando um roteiro semiestruturado, considerando a saturação das informações. Foram entrevistados 14 docentes dos cursos de Medicina e Enfermagem de uma instituição de ensino que emprega simulação realística em seus currículos. Resultados: A maioria dos entrevistados considerou que a utilização de cenário seguido de debriefing é uma ótima ferramenta didática. Dificuldades foram apontadas, dentre elas a carga de trabalho necessária para a elaboração dos cenários, a correlação entre os objetivos dos cenários e as competências curriculares e a relação do número de alunos por docente. A maioria dos entrevistados reconhece o real significado do debriefing para o ensino médico e de enfermagem e considerou que o debriefing é a parte mais importante e rica da simulação. As dificuldades e desafios mais apontados pelos docentes quanto a condução do debriefing diziam respeito tanto aos alunos, suas atitudes e conhecimento prévio, quanto aos professores e suas experiências com a ferramenta. Conclusão: Considerando os depoimentos analisados, surgem necessidades logísticas a serem contempladas para que os docentes possam desempenhar suas atividades com simulação da melhor maneira possível. Um destes pontos é adequar a relação de alunos por docente nas práticas envolvendo simulação, de maneira que se possa efetivamente aplicar a metodologia proposta. Outro ponto a ser considerado é o tempo necessário para construção de cenários por parte dos docentes. A necessidade de treinamento contínuo e supervisão docente com feedback imediato faz-se necessário para dar suporte as dificuldades relatadas pelos docentes

Abstract: The experience of professors in clinical simulation inserted in the curriculum: challenges, difficulties and achievements Abstract Introduction: The interest in realistic simulation on the teaching of healthcare professionals has grown along with the trends to improve the teaching process of such professionals, emphasizing the development of competences necessary for their proper training. The aim of this study is to identify the professor perception of the realistic simulation insertion in the undergraduate program, considering the advantages and challenges faced in working with this resource. Method: We conducted a qualitative study with intentional sample according to pre-defined criteria, following a semi-structured outline regarding data saturation. We have interviewed 14 faculty members of healthcare courses from a teaching institution that employs realistic simulation in their syllabi. Results: The majority of the interviewed professors considered that the use of scenario followed by debriefing is an excellent teaching tool. However, we found difficulties such as the workload necessary to the assembly of the scenario, the correlation between scenario goals and the competences of the program, and the relationship of the number of students by professors. Most interviewees recognize the real meaning of debriefing for medical and nursing education and found that the debriefing is the most important and rich part of the simulation. The difficulties and challenges most frequently mentioned by the professors as the conduct of debriefing concerned both students, their attitudes and prior knowledge, the teachers and their experiences with the tool. Conclusion: Considering the testimonies analyzed, there are logistical needs to be addressed so that the professors can carry out their activities with simulation in the best possible way. One of these points is to adapt to students from teacher ratio practices involving simulation, so that they can effectively apply the proposed methodology. Another point to consider is the time to build scenarios by teachers. The need for ongoing training and teaching supervision with immediate feedback is necessary to support the difficulties reported by the professors
Subject: Educação médica
Docentes
Simulação
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Quilici_AnaPaula_D.pdf1.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.