Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/308133
Type: TESE
Title: Avaliação do estado nutricional e do perfil de crescimento de 568 crianças matriculadas nas 14 creches municipais de Paulinia-SP
Author: Antonio, Maria Ângela Reis de Góes Monteiro, 1959-
Advisor: Morcillo, André Moreno, 1950-
Abstract: Resumo: Com o objetivo de analisar as características sócio-econômicas e demográficas, assim como a prevalência da desnutrição e 0- perfil de crescimento das crianças das 14 creches municipais de Paulínia (SP), foram avaliadas as 568 crianças matriculadas no período de 1 de março a 31 de maio de 1993. A idade do grupo variou de 3 a 48 meses, 273 (48,1%) eram do sexo masculino e 295 (51,9%) do feminino, 78% freqüentavam a creche em período integral (8 horas por dia) e 22% em período parcial. Para a classificação sócio-econômica foram utilizados os seguintes parâmetros: renda familiar per capita, frações de classe social, escolaridade do pai e da mãe. Para a caracterização demográfica: peso de nascimento; número de irmãos e ordem de nascimento. Essas informações foram obtidas; através de um questionário. A prevalência da desnutrição e o perfil de crescimento foram obtidos através da análise de dados do exame antropométrico, que incluiu as medidas de altura ou comprimento e do peso. Para a análise da associação entre a prevalência da desnutrição segundo o critério de Gomez e as características sócio-econômicas e demográficas da população empregou-se o Teste de Heterogeneidade de BRANDT-SNEDECOR, enquanto para a análise d,a distribuição percentilar dos indicadores antropométricos em relação a estas mesmas variáveis foram utilizados a prova de KRUSKAL-WALLlS e o Teste de Comparações Múltiplas. A classe social predominante foi o proletariado propriamente dito (59,5%), seguido do subproletariado (28,2%). Com relação à renda familiar percapíta, 42% das crianças viviam com renda inferior a 1 salário-mínimo e 5% em situação de pobreza absoluta. Quanto à escolaridade dos pais observou-se que a das mães era superior à encontrada na cidade de São Paulo,em Botucatu, na região Sudeste e Nordeste do Brasil: 86,6% das mães e 74,9% dos pais tinham no mínimo 4 anos de escolaridade. Somente 25% das mães tinham 3 ou mais filhos e, quanto ao peso de nascimento, apenas 6% do grupo de estudo pesou menos que 2.500g, porcentagens semelhantes às que ocorrem em países desenvolvidos. A prevalência da desnutrição segundo o critério de Gomez foi de 21 % com predomínio da forma leve (20,3%). Já pela classificação de Waterlow, somente 3 crianças (0,5%) foram identificadas como portadoras de alguma forma de desnutrição. Com relação às variáveis de estudo, somente o grupo de crianças com peso de nascimento inferior a 3.000g teve associação com maior prevalência de desnutrição. A análise da distribuição percentilar dos indicadores Ali, PII e PIA mostrou um desempenho menos satisfatório do processo de crescimento para os grupos que tinham menos de 24 meses de idade, ou eram filhos de mães com escolaridade inferior a 4 anos ou tinham nascido com menos de 3.000g. Portanto, o grupo estudado está em posição privilegiada em relação ao Brasil, embora pertença a um tipo de instituição que sabidamente apresenta riscos à saúde, pela faixa etária da sua clientela e pela maior exposição a agentes infectocontagiosos. Mas grupos de risco foram identificados, o que demanda ações junto à instituição e aos pais, que atenuem estes fatores, muito embora somente uma reestruturação política, econômica e social possa garantir um acesso igualitário das pessoas aos bens básicos e a uma vida digna

Abstract: In order to analyse the social economic anddemographicncharacteristics as well as thenpredominance of underfeeding and the aspect of childengrowth of 14 Paulínia County Nurseries, 568 children registered from March 1 to May 31, 1993 were evaluated. The age of the group varied between 3 and 48 months, 273 (48.1 %) were male and 295 (51,9%) were female, 78% attended the nursery full time (8 hours a day) and 22% part time. The social economic aspect was classified according to the following: the family income, the social levei, the parent's school background. To define the demographic aspect we selected: birth weight , the number of brothers and sisters in order of birth. Ali these informations were obtained due to a questionary. The predominance of underfeeding and the aspect of children growth were obtained considering the antropometric exam data analyse which included the heigth and weigth. To analyse the association between the predominance of underfeeding (according to Gomez Criterion) and the social economic and demographic characteristics of the population if was used the BRANDT-SNEDECOR in Homogeneity Test while to analyse the percentile distribuition of the anthropometric indicators in respect to these variable it was used the KRUSKAL-WALLlS Proof and Multiple Comparisons Test. The prevailing social class was the proletarian class (59,5%) followed by the under-proletarian class (28,2%). Relating to the family income: 42% of the children lived with less than 1 minimun salary and 5% in absolute poor condition. Relating to the parent's school background we observed that the mother's school background were higher comparing to women's living in São Paulo city, in Botucatu, in Northest and Southest Brazil: 86,6% of the mother's and 74,9% of the home owners (fathers) were 4 years in school. Only 25% of the mothers had 3 or more children and, considering the birth weight only 6% of the group weighted less than 2,5kg, the same percentage of advance countries. The predominance of underfeeding (according to Gomez Cirteron) was 21 % in a soft base (20,3%). In accordance with Waterlow Classification only 3 children (0,5%) were found in undemutrition way. In conformity with the study variances, only the group of children with birth weight under 3kg had any association with the predominance of undemutrition. To analyse the percentile distribution of the indicators H/A, W/A and W/H showed the least perfomance of the growth process for the groups that had less than 2 years old, or they were sons of mothers who had less than 4 years in school or who weighted less than 3kg at the birth. Therefore, the group under study is in a favoured position in accórdancce with Brazil, although this group belong to an institution that surely has health risks because of the age and because they are exposed to infections agents. But groups of risks were identified and requires actions to minimize such factors, relating to the institution or the parents. Even though only a political social and economical rearrangement can assure an equalizer access to a better and meaningfullife
Subject: Crianças - Crescimento
Desnutrição nas crianças
Creches - Paulinia (SP)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Antonio_MariaAngelaReisdeGoesMonteiro_M.pdf2.91 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.