Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/306814
Type: TESE
Title: Metodologia para a otimização da manutenção de equipamentos e sistemas
Author: Santos, Ismar Simões dos
Advisor: Pallerosi, Carlos Amadeu, 1940-
Abstract: Resumo: A maioria dos programas computacional de gerenciamento da manutenção possui um módulo com os dados históricos de manutenção dos equipamentos, mas não calculam a disponibilidade, confiabilidade e mantenabilidade destes equipamentos. Com o objetivo de criar um método para a otimização da manutenção, tendo como base os dados históricos dos equipamentos, o Sistema 7123 de Gerenciamento da Manutenção foi modificado para permitir o cálculo direto das estimativas dos parâmetros das distribuições dos tempos até falha e dos tempos até recolocação em serviço, através do programa computacional RAMP. O RAMP calcula .a disponibilidade, confiabilidade e mantenabilidade dos sistemas, equipamentos e componentes. com estes resultados e utilizando-se árvores lógicas de decisões, baseadas em conceitos confiabilísticos, pode-se manter ou melhorar a disponibilidade das plantas de processo, fazendo melhorias nas instalações e estabelecendo a freqüência e o tipo de manutenção (preventiva sistemática, preventiva preditiva, testes periódicos para detecção de falhas ocultas ou corretiva), mais econômicos e efetivos a serem aplicados. A manutenção preventiva sistemática, prática comum na atividade de manutenção para aumentar a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos, somente em alguns casos específicos satisfaz este objetivo. A manutenção preventiva sistemática só aumenta a disponibilidade significativamente quando as taxas de falha são crescentes e o tempo médio até recolocação em serviço da manutenção preventiva é muito menor que o tempo médio até recolocação em serviço da manutenção corretiva. Uma forma mais abrangente de considerar a questão, quando a falha não tem efeito na segurança das operações, é considerar o custo operacional do equipamento. Neste caso a prática da manutenção preventiva sistemática tem se mostrado mais econômico quando as taxas de falha são crescentes e o custo da manutenção corretiva é muito maior que o custo, da manutenção preventiva sistemática. Quando uma falha pode comprometer a segurança operacional, o prazo de manutenção preventiva deve ser em função da desconfiabilidade máxima que se pretende assumir.

Abstract: Not informed.
Subject: Manutenção
Confiabilidade (Engenharia)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IMECC - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Santos_IsmarSimoesdos_M.pdf3.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.