Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/306131
Type: TESE
Title: Mensuração do capital regulamentar para risco de mercado através das metologias VaR e Maturity Ladder : minimização das diferenças
Title Alternative: Measurement of regulatory capital for market risk through VaR and Maturity Ladder methodologies : minimization of the differences
Author: Gratz, Livia Bastos, 1979-
Advisor: Moretti, Antonio Carlos, 1958-
Abstract: Resumo: Para a existência de um sistema financeiro sólido e estável é essencial que as instituições financeiras gerenciem bem os seus riscos. A partir da publicação dos Acordos de Basileia, as autoridades supervisoras passaram a exigir a alocação de um capital regulamentar proporcional aos riscos incorridos por cada instituição. O capital regulamentar busca garantir a existência de recursos suficientes para a absorção de perdas inesperadas e seu cálculo considera os riscos de crédito, mercado e operacional. Para o gerenciamento do risco de mercado, as instituições utilizam modelos internos baseados em VaR - Value at Risk. Porém, algumas das parcelas do modelo padronizado adotado para o cálculo do capital regulamentar baseiam-se na metodologia Maturity Ladder. O primeiro modelo é mais sensível ao risco e varia conforme a volatilidade dos ativos. O segundo é menos sensível ao risco e baseia-se nos conceitos de Duration. O objetivo desse trabalho é a redefinição dos parâmetros utilizados no método Maturity Ladder de forma a aproximá-lo aos modelos baseados em VaR. Para a minimização das diferenças entre as metodologias foi utilizado um modelo de otimização baseado em Algoritmo Genético. Os resultados encontrados sugerem que os dois métodos não são totalmente comparáveis e a existência de casos extremos independentemente da escolha dos parâmetros

Abstract: For the existence of a solid and stable financial system is essential that the financial institutions manage their risks. Since the publication of the Basel Accords, supervisory authorities started demanding the allocation of a regulatory capital proportional to the risks incurred by each institution. The regulatory capital aims to ensure the existence of sufficient resources to absorb unexpected losses resulting from credit, market and operational risks. Institutions use internal models based on VaR - Value at Risk to manage the market risk. However, for some risk factors, the standardized model adopted for regulatory capital measurement is based on the Maturity Ladder methodology. The first model is risk-sensitive and varies according to asset volatility. The second is less sensitive to risk and is based on the Duration theories. The objective of this work is the redefinition of the parameters used in the Maturity Ladder methodology in order to bring their outcomes closer to the models based on VaR. To minimize the differences among the methodologies were used an optimization model based on Genetic Algorithm. The results suggest that the two methods are not completely comparable and the existence of extreme cases regardless of the parameters choice
Subject: Bancos Centrais - Regulamentação
Bancos - Regulamentação - Brasil
Capital (Economia)
Risco (Economia)
Algoritmos genéticos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IMECC - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gratz_LiviaBastos_M.pdf1.89 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.