Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305841
Type: TESE
Title: Assimetrias na volatilidade e nas perturbações nos modelos de volatilidade
Title Alternative: Leverage effect and asymmetry of the error distribution in volatility models
Author: Almeida, Daniel de, 1989-
Advisor: Hotta, Luiz Koodi, 1952-
Abstract: Resumo: O objetivo da dissertação é estudar modelos de volatilidade que consideram dois tipos de assimetria usualmente encontradas em séries de finanças, a assimetria das perturbações e o efeito de alavancagem. Perturbações assimétricas são utilizadas devido ao fato estilizado de que perdas têm distribuição com cauda mais pesada do que ganhos. Já o efeito de alavancagem leva em consideração que perdas têm maior influência na volatilidade do que os ganhos. São estudados os modelos GARCH univariados que contemplam os dois tipos de assimetria separadamente e conjuntamente e modelos GARCH multivariados que permitem o efeito de alavancagem. Os resultados são apresentados em dois artigos. O primeiro descreve os principais modelos univariados que possam explicar estes dois fatos estilizados e analisa, com detalhes, oito séries: os índices Ibovespa, Merval e S&P 500, e as ações Itaú-Unibanco, Vale, Petrobras, Banco do Brasil e do Bradesco. A conclusão é que os dois tipos de assimetria estão presentes nas séries, na maioria das vezes simultaneamente. O segundo artigo faz uma revisão dos principais modelos multivariados da família GARCH, incluindo modelos com efeitos assimétricos nas variâncias e nas covariâncias condicionais. Alguns destes modelos são analisados com mais detalhes através de simulações. Considerou-se as perdas de eficiência na estimativa da matriz de volatilidade ao se ter erros de especificação, isto é ajustar um determinado modelo a séries geradas por outros modelos. Os modelo mais utilizados na literatura são aplicados a uma série trivariada, contendo o índice Ibovespa e as ações Petrobras e Vale. Os três modelos selecionados pelos critérios AIC e BIC, possuem o efeito de alavancagem

Abstract: The objective of this dissertation is to study volatility models that consider two types of asymmetry usually found in finance series, the skewness of the innovations and the leverage effect. Skewness means that the distribution of losses has a heavier tail than the distribution of gains. The leverage effect stems from the fact that losses have a greater influence on future volatilities than gains. It is considered univariate GARCH models that include both types of asymmetry, separately and jointly, and multivariate GARCH models that allow for leverage effects. The results are presented in two papers. The first one describes the main univariate models that consider these two stylized facts and analyzes, in detail, eight series: the Ibovespa, Nasdaq and S&P 500 indices, and the Itaú-Unibanco, Vale, Petrobras, Banco do Brasil and Bradesco stocks. The conclusion is that both stylized facts are present in some series, mostly simultaneously. The second paper reviews the main multivariate GARCH models, including models with asymmetric effects on conditional variances and covariance. Some of these models are analyzed in more detail through simulations. The most used models in the literature are applied to a three-dimensional time series, containing the Bovespa index and the Petrobras and Vale markets. The three models selected by AIC and BIC criteria allow for leverage effects
Subject: Alavancagem (Finanças)
Modelo GARCH
Volatilidade (Finanças)
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IMECC - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Almeida_Danielde_M.pdf17.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.