Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305689
Type: TESE DIGITAL
Title: Efeito retroativo de um exame de proficiência em língua inglesa em um núcleo de línguas do programa Inglês sem Fronteiras
Title Alternative: Washback effect of an english proficiency test in a language center of the Inglês sem Fronteiras program
Author: Kobayashi, Eliana, 1971-
Advisor: Scaramucci, Matilde V. R., 1951-
Scaramucci, Matilde Virginia Ricardi, 1951-
Abstract: Resumo: O Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), lançado pelo Governo Federal em 2010 com o objetivo de promover a internacionalização da ciência e tecnologia por meio do intercâmbio internacional de alunos de graduação e de pós-graduação, provocou mudanças no ensino de língua inglesa no Brasil. Diante do baixo índice de aprovação dos alunos brasileiros nos exames de proficiência internacionais exigidos pelas universidades estrangeiras, o Governo implantou o programa Inglês sem Fronteiras, que tinha três ações principais: aplicação de exame, no caso o TOEFL ITP; curso de inglês online (My English Online) e cursos presenciais em Núcleos de Línguas (NuClis) instalados em instituições federais como parte do programa. Embora muitas pesquisas estejam investigando os diversos aspectos existentes nessa nova situação de ensino, verificamos uma carência de estudos que focalizem o efeito retroativo que os exames de proficiência exigidos no CsF poderiam estar causando. De acordo com Alderson, Wall (1993), efeito retroativo refere-se às influências positivas ou negativas que exames exercem no ensino e na aprendizagem. Contudo, conforme alertam os autores, para compreender esse fenômeno, torna-se necessário uma investigação empírica para identificar seus aspectos e dimensões ao invés de se acreditar na sua natureza determinista. Esta tese analisou como a necessidade de um certificado internacional de proficiência em língua estrangeira, no caso o exame TOEFL IBT, para a participação no CsF tem influenciado o ensino de inglês em cursos presenciais do programa IsF em um Núcleo de Línguas de uma universidade federal. Para tanto, foram observadas aulas de dois cursos presenciais, um voltado para o convívio social e o outro preparatório para o TOEFL IBT, um questionário foi aplicado junto à coordenadora pedagógica, professores foram entrevistados e os alunos participaram de sessões de grupo focal. Além disso, o exame de proficiência, materiais didáticos e documentos relativos ao IsF também foram analisados. Os resultados demonstram efeito retroativo forte do formato e conteúdo nas aulas, assim como na utilização do material didático no curso preparatório. Porém, foi constatado que os professores buscam maneiras de operacionalizar a visão de linguagem e abordagem de ensino que possuem e demonstram atitudes e percepções distintas sobre o exame. Não houve evidências de efeito retroativo nas aulas do outro curso. Entretanto, foi identificado que os alunos de ambos os cursos passaram a estudar mais devido ao interesse no exame de proficiência. Este trabalho discute ainda as dimensões do efeito retroativo encontrado (WATANABE, 1997) e traz reflexões sobre a relação do exame, fenômeno e política linguística (SHOHAMY, 2001, 2006)

Abstract: Ciências sem Fronteiras (CsF) is a Brazilian mobility program launched in 2010 that provides international scholarships for Brazilians undergraduate and graduate students to encourage the internationalization of science and technology. However many students have failed to meet the English language requirements to be eligible for the program. Thus the government has launched Inglês sem Fronteiras (IsF) program that covers three areas: English language test administration (TOEFL ITP), online English course (MEO) and classroom English courses in Núcleo de Línguas (NucLis) which are language centers installed in federal universities. Although many studies have been carried out to analyze this scenario we notice that there is a lack of studies on the washback effect of English language proficiency tests accepted in CsF. According to Alderson and Wall (1993) washback refers to the positive or negative influences of testing on teaching and learning. However as emphasized by the authors in order to better understand this phenomenon an empirical research is necessary to identify its dimensions instead of relying on its deterministic nature. This work analyzed how an international English proficiency test, TOEFL IBT, accepted in CsF has influenced English teaching in classroom courses of a NucLi. Classroom observations happened in two different courses, a general English one focused on social situations (Convívio Social) and a TOEFL exam preparation one. In addition a questionnaire was answered by the pedagogical coordinator, teachers were interviewed individually and a focus group discussion with students was conducted. TOEFL IBT test, textbooks and IsF documents were also analyzed. The results show strong format and content washback as well as on the textbook use in the exam preparation course lessons. However it was also identified that teachers find ways to follow their teaching approach and their view of language. They also have different perceptions and attitudes towards the exam. There was no evidence of washback in the Convívio Social course lessons. On the other hand all students seem to be studying more because they are interested in taking the exam. This work also presents the washback effect dimensions (WATANABE, 1997) and provides insights on the relation between the exam, washback effect and language policy (SHOHAMY, 2001, 2006)
Subject: Efeito retroativo
Avaliação de proficiência
Lingua inglesa - Exames, questões, etc.
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kobayashi_Eliana_D.pdf1.71 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.