Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305683
Type: TESE DIGITAL
Title: Discursos sobre a leitura no Brasil : dos documentos oficiais e do livro (no) digital
Title Alternative: Discourses about reading in Brazil : official documents and book (in) digital
Author: Coelho, Cidarley Grecco Fernandes, 1974-
Advisor: Pfeiffer, Cláudia Regina Castellanos, 1970-
Abstract: Resumo: Esse trabalho propõe uma reflexão a respeito dos discursos sobre a leitura. Para tanto, vale-se do arcabouço teórico da Análise de Discurso, considerando as condições de produção desses discursos e o modo como eles se textualizam numa política nacional de incentivo à leitura; na legislação que versa sobre bibliotecas e sobre a própria definição de livro. Além disso, interessa para nossa análise, a textualização dos discursos sobre a leitura em postagens de sujeitos em rede digital. A análise dessas discursividades busca uma compreensão dos efeitos de sentido de leitura, livro, biblioteca, levando em conta o desenvolvimento das tecnologias digitais. Diante disso, consideramos o funcionamento do pré-construído de uma falta de leitores/leitura em uma formação discursiva do incentivo para buscar compreender os sentidos de desescolarização da leitura, de um lado, e escolarização de espaços urbanos e digitais, de outro. Esse movimento de sentido se constitui como questão de pesquisa na medida em que significa a leitura deslocando-a de seu lugar legitimado ¿ a escola ¿ e produzindo para ela outros sentidos, em outros espaços ¿ a rua, o metrô, as redes sociais digitais. Nessa perspectiva, refletimos sobre os sentidos possíveis para biblioteca, mais especificamente a escolar, em seu processo de significação, na relação com o processo discursivo do digital, para compreender como sentidos de depósito e disponibilização conformam um discurso sobre bibliotecas com possibilidade infinita de estocagem e democratização do acesso, contrapondo-se à fragilidade da estrutura escolar. Nessa medida, analisamos de que modo os discursos individuam os sujeitos e produzem efeitos de sentidos na rede e na cidade, bem como as condições de produção dos discursos dos documentos oficiais e dos sujeitos no digital pelo funcionamento de um processo amalgâmico da relação entre livro, leitura, biblioteca e (novas) tecnologias, objetos que, no discurso do incentivo à leitura, estão colocados em relações de força. Por fim, o dispositivo analítico discute a circulação de sentidos para livro, leitores e leitura, partindo do discurso jurídico e chegando às redes sociais digitais e projetos de incentivo à leitura que circulam no urbano e na Internet propondo que há um movimento de construção de um saber urbano desescolarizado. Movimento este que, do modo como significa o discurso do incentivo, produz um apagamento do político, mas que, pelo simbólico, se replica no corpo da cidade, nas redes digitais, produzindo deslizamentos para sentidos saturados e que pedem silêncio

Abstract: This work proposes is a reflection on the discourses about reading. Therefore, it is the theoretical framework of Discourse Analysis, considering the conditions of production of these discourses and how they textualizing a national reading incentive policy; the legislation that deals with libraries and on the definition of book. In addition, matters to our analysis, the textualization of discourses about reading postings on digital network. The analysis of these discourses seeking an understanding of the effects of sense of reading, book, library, taking into account the development of digital technologies. Therefore, we consider the operation of the pre-built from a lack of readers/reading in a discursive formation of incentive to seek to understand the unschooling senses of reading, on the one hand, and education of urban and digital spaces on the other. This movement of significance constitutes as research question on media, in which means the reading to be moved from it's legitimated place - the school - and producing to it other meanings, in other spheres - the street, the subway, the digital social networks. In this perspective, we reflect on the possible significances for the library, specifically the school in its process of meaning, in relation to the discursive process of digital, to comprise as sense of depository and available conform a speech about libraries with endless possibilities of stocking and access democratization, conteracting the weakness of the educational structure. In this extent, we analyzed in which ways the discourses particularized a subject and produce sensing effects in network and in the city, as well as terms of production of discourses about official documents and the subjects in the digital the operation of a amalgamate process of the relationship between book, reading, library and (new) technologies that objects in discourse of incentive, are placed in power relations. Finally, the analytical device discusses the directions of circulation for book, readers and reading, based on the legal discourse and coming to digital social networks and reading incentive projects that circulate in the urban and on the Internet suggesting that there is a movement of construction of a urban knowledge unschooled. A movement that how does the discourse of incentive, produces a deletion policy, but that the symbolic, replicates in the body of the city, on digital networks, producing slips for saturated senses and asking for silence
Subject: Análise do discurso
Políticas públicas
Leitura
Escolas
Tecnologia
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Coelho_CidarleyGreccoFernandes_M.pdf2.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.