Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305680
Type: TESE DIGITAL
Title: Práticas colaborativas de escrita em disciplina de língua inglesa de curso militar
Title Alternative: Collaborative writing practices within the discipline of English language in a military course
Author: Raulik, Viviane de Fátima Pettirossi, 1975-
Advisor: Pinheiro, Petrilson Alan, 1977-
Abstract: Resumo: O objetivo desta dissertação é analisar as práticas colaborativas de escrita que surgem durante uma atividade realizada por meio da ferramenta digital Google Drive que facilita e potencializa o trabalho colaborativo e que contou com a participação de alunos do primeiro ano de uma escola militar, todos voluntários da disciplina Língua Inglesa I, no primeiro semestre de 2015. A escola recebe anualmente alunos exclusivamente do sexo masculino, de todas as regiões do Brasil, entre 17 e 22 anos de idade, com ensino médio completo. Os participantes foram divididos em dois grupos e o contexto gerador de dados foi a produção colaborativa de textos em inglês que pudessem vir a fazer parte de um website de divulgação de nossa instituição, cujo principal tema era descrever atividades e particularidades da rotina de internato e da formação militar. Participei também como membro do grupo e contribuía com correções, sugestões e mensagens de incentivo. Tudo acontece dentro da segunda unidade do livro didático, cujo tema é "rotina", na qual se apresenta o tempo verbal Simple Present. Trata-se de uma pesquisa qualitativa do tipo pesquisa-ação com observação participante. A atividade de escrita foi realizada através de recursos da Web 2.0 (O'REILLY, 2005) que permitem a participação dos usuários no processo produtivo. Esse tipo de participação, por sua vez, gerou novas práticas sociais via internet que considero neste trabalho como novos letramentos (LANKSHEAR; KNOBEL, 2007). A perspectiva dos novos letramentos tenta incentivar professores na busca por tarefas escolares em meio digital que tenham não apenas novos aspectos técnicos, mas que também explorem o meio digital como espaço onde se esboçam novas condutas (ROJO; BARBOSA, 2014). Esta proposta também tem como base as reflexões do Grupo de Nova Londres (NLG) (1996; 2000), que propõe que conteúdos escolares sejam cada vez menos descontextualizados e fragmentados, que sejam abordados incorporando-se contextos sociais e culturais e considerando-se que as tecnologias da informação e comunicação possibilitam novas e diferentes maneiras de se produzir um texto. Os conceitos vigotskianos de mediação e Zona Proximal de Desenvolvimento (VIGOTSKI, 2007[1930]) fazem a ponte necessária entre a pedagogia dos multiletramentos e as práticas colaborativas de escrita (PINHEIRO, 2013) em meio digital. Os resultados mostram que as práticas colaborativas de escrita assumem uma variedade de formas, variam de acordo com os parceiros sociais envolvidos e também são influenciadas pelo contexto histórico/institucional. Através da mediação, no entanto, é possível transformar a compreensão da atividade e redirecionar essas práticas visando um novo letramento. O projeto pode ser considerado uma amostra válida de como se dá um processo social de construção conjunta de conhecimento através de interação em meio digital, pois os alunos, além de usarem suas vivências mais significativas como ponto de partida, também puderam transitar por diferentes crenças e comportamentos

Abstract: The aim of this dissertation is to analyse the collaborative writing practices that emerge during an activity that was supported by the digital tool Google Drive which facilitates and augments the collaborative work. First-year students who attend the discipline English Language I in a military school were volunteers during the first semester of 2015. Male students from all the regions of Brazil enter the school every year, they are between 17 and 22 years old and have completed the high school program. The participants were organized into two groups and the data production context was the collaborative writing of texts in English that could be included in an institutional website. The texts should cover the particular activities of a boarding school routine and the military education. I was also a member of the group and my contributions included corrections, suggestions and incentive messages. Everything happens within the second unit of our text book whose main topic is "routine" and main verb tense is Simple Present. It is a qualitative research with characteristics of an action research with participant observation methods. This activity was done by means of Web 2.0 technologies (O'REILLY, 2005) which allow users to participate in the production process. This kind of participation, in turn, generated new social practices via internet that I consider new literacies in this research (LANKSHEAR; KNOBEL, 2007). The new literacies perspective tries to encourage teachers in the search for new school tasks in the digital environment that have not only technical aspects, but that also explore the digital environment as a space where new ways of behaving can arise (ROJO; BARBOSA, 2014). This work also has its roots in the thoughts of The New London Group (NLG) (1996; 2000). They say that school content should be less decontextualized and fragmented, that the approach should include social and cultural contexts and that information and communication technologies make possible new ways of producing a text. Vigotski's concepts of mediation and Zone of Proximal Development (VIGOTSKI, 2007[1930]) make a bridge between the multiliteracies pedagogy and the collaborative writing practices (PINHEIRO, 2013) in the digital environment. Results show that the collaborative writing practices assume different forms, vary according to the social partners involved and are also influenced by historical/institutional context. Through mediation, however, it is possible to change students' comprehension of the activity and change the direction of those practices aiming new literacies. The project can be considered a valid sample of how a social process of joint knowledge construction happens through interaction in the digital space because the students, besides using their meaningful life experiences as a starting point, were also able to become aware of their peers' different beliefs and behaviors
Subject: Multiletramentos
Tecnologia da informação
Práticas colaborativas de escrita
Internet na educação
Língua inglesa - Estudo e ensino
Educação militar - Brasil
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Raulik_VivianedeFatimaPettirossi_M.pdf4.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.