Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305667
Type: TESE DIGITAL
Title: Contribuições da psicanálise para se pensar o traço de surdez como sinal aparente em crianças autistas
Title Alternative: Contributions of psychoanalysis to think the trait of deafness as apparent sign in autistic children
Author: Mendes, Carolina Morari, 1978-
Advisor: Leite, Nina Virginia de Araújo, 1950-
Abstract: Resumo: As questões que suscitaram esta pesquisa de mestrado surgiram durante minha atuação como psicóloga junto à equipe multidisciplinar do programa de Implante Coclear (IC) do Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, entre os anos de 2006 e 2010, a partir da avaliação de uma criança autista que estava inserida em um programa de reabilitação auditiva com indicação de cirurgia de ouvido. Temos a partir da literatura médica que a criança autista apresenta uma série de características que, descritas, fazem parte de uma síndrome psiquiátrica especificamente relacionada à infância, denominada Autismo Infantil Precoce, que descreve a incapacidade dessas crianças em estabelecer relações de maneira normal com as pessoas ou as situações. Com isso desenvolvemos a discussão de que uma leitura equivocada de um quadro clínico pode induzir uma surdez sensorial a um quadro de autismo. Assim, buscamos diferenciar a criança surda, a partir dos achados da literatura da surdez, da criança autista, através de um caso clínico atendido no programa de IC. Levantamos a hipótese de que em certos tipos de autismo existe um traço de surdez como um sinal aparente que se relaciona a uma constituição subjetiva de funcionamento. Nessa perspectiva, escolhemos trabalhar com a abordagem da Psicanálise, buscando verificar na literatura do tema como esse traço de surdez aparente se apresenta nos casos de crianças autistas. Considerando a prática de reabilitação auditiva e nossas indagações sobre os autismos, tentamos responder ao que este traço de surdez seria índice. Realizamos algumas delimitações entre surdez, depressão infantil e autismo, buscando fazer as diferenciações necessárias a fim de evitar diagnósticos equivocados. Tomamos a oposição entre deficiência e posição de sujeito para evidenciar a nossa leitura clínica diante da temática dos autismos. Neste contexto, acompanharmos a hipótese lacaniana do "estádio do espelho" e da "alienação e separação", incluindo questões referentes ao circuito pulsional e à angústia na afânise, que nos ajudam a pensar os impasses na constituição subjetiva. Contudo, para avançarmos nessas discussões observamos que existem ainda muitas outras questões que aguardam respostas, justificando a necessidade de novas investigações. Esperamos que os resultados desta pesquisa tragam contribuições às reflexões de profissionais de diversas áreas e possibilidades de tratamento e intervenção

Abstract: The issues raised this master's research arose during my work as a psychologist with the multidisciplinary team of the Cochlear Implant Program (IC) of the Clinical Hospital (HC / Unicamp), between the years 2006 and 2010, from the evaluation of an autistic child who was inserted in a hearing rehabilitation program with an indication of ear surgery. We have from the medical literature that the autistic child has a number of features described as a part of a psychiatric syndrome specifically related to childhood called Infantile Autism Premature, describing the inability of these children to establish relationships in the normal manner with people or situations. Thus, we develop a discussion where a misreading of a clinical frame may induce sensory deafness to an autism frame. Therefore, we seek to differentiate deaf children, from deafness literature findings, of the autistic child, through a clinical case from this IC program. We hypothesized that in certain types of autisms there is a trace of deafness as an apparent signal that relates to formation of a subjective operation. In this perspective, we chose to work with the approach of psychoanalysis in order to verify the theme of literature as this trait apparent deafness is presented in cases of autistic children. Considering the practice of hearing rehabilitation and our questions about the autisms try to respond to this trait of deafness would be index. We made some demarcations between deafness, childhood depression and autism seeking to make the necessary differentiations in order to avoid misdiagnosis. We take the opposition between disability and subject position to show our clinical reading on the theme of autisms. In this context, we follow the Lacanian hypothesis of the "mirror stage" and "alienation and separation", including questions relating to the drive circuit and the anguish in aphanisis that help us think the deadlocks in the subjective constitution. However, to advance these discussions noted there are still many other questions awaiting answers justifying the need for further investigation. We hope the results of this research bring contributions to the reflections of professionals from different areas and treatment and intervention possibilities
Subject: Psicanálise lacaniana
Psicanálise e lingüística
Crianças surdas - Linguagem
Crianças autistas - Linguagem
Autismo em crianças
Surdez
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Mendes_CarolinaMorari_M.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.