Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305597
Type: TESE DIGITAL
Title: Kotas, mamás, mais velhos, pais grandes do semba : a música angolana nas ondas sonoras do atlântico negro
Title Alternative: Kotas, mamás, mais velhos, pais grandes of semba : angolan music in thhe sound waves of the black atlantic
Author: Kuschick, Mateus Berger, 1977-
Advisor: Zan, José Roberto, 1948-
Abstract: Resumo: Na presente pesquisa propõe-se apresentar a produção musical e os principais criadores do semba, gênero musical característico de Angola, da segunda metade do século XX em diante. A ênfase ocorre no período pré-independência (de 1961 a 1975), quando se concentrou a chamada "era de ouro do semba", em que a música angolana viveu uma ligação direta com o processo político e o projeto de soberania e independência do país. A partir de uma narração apoiada em bibliografia especializada e em pesquisa de campo em Angola (Luanda e Uige), aproximamo-nos do semba e de seus principais criadores e intérpretes do final dos anos de 1940 até os dias atuais. Nesse percurso etnográfico e etnomusicológico encontramos 10 outros gêneros musicais que interagem, dialogam, orbitam em torno do semba, consolidando, através de tal relação, parâmetros musicais característicos do próprio semba. Quando chegamos ao repertório fonográfico criado e recriado ao longo de mais de meio século, encontramos três subdivisões (Semba Kazukuta, Semba Senguessa e Semba Cadenciado), das quais são analisados aspectos rítmicos, melódicos, harmônicos, de instrumentação, interpretação vocal, conteúdo das letras, arranjo e forma. Tal aproximação permitiu encontrar algumas pontes com a música brasileira, construídas principalmente pelos artistas. A ascenção do semba como elemento cultural representativo da nação angolana, independente a partir de 1975, é o principal objeto de pesquisa da tese

Abstract: The current research intends to bring the Angola Semba musical production and its main creators, from the second half of the twentieth century on. The research is focused on the pre independence period (from 1961 to 1975), also known as the "gold era old Semba", when the Angola music was straightly connected to the country political process along with its sovereignty and independence. Through a periodization supported by a specialized bibliography and a field research made in Angola (Luanda and Uige), the project leads us to a closer contact to Semba as well as to its main creators and interpreters. Throughout this, it is possible to observe the interaction and dialogue between ten varieties of music styles found around Semba and then consolidate specific musical parameters of Semba itself. When we get to Semba, created and recreated over half a century, we find three other subdivisions (Semba Kazukuta, Semba Senguessa and rhythmical Semba), from where we analyze harmonic, melodic and rhythmical aspects, as well as instrumentation, vocal interpretation , letter content , arrangement and shape. Finally, we briefly present considerations about the similarities between Brazilian music and Angolan music, built mainly by musicians. The rise of samba as representative cultural element of the Angolan nation, independent since 1975, is the main research object of the thesis
Subject: Musica angolana - História e crítica
Música - África - Oeste
Música popular - África
Etnomusicologia - África
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IA - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kuschick_MateusBerger_D.pdf4.55 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.