Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305593
Type: TESE DIGITAL
Title: Educação ambiental e o empoderamento da pessoa com deficiência na universidade
Title Alternative: Environmental education and empowerment of people with disabilities in the university
Author: Guerra, Fatima Aparecida Alves, 1970-
Advisor: Ribeiro, Lubienska Cristina Lucas Jaquiê, 1977-
Abstract: Resumo: A inclusão e permanência de alunos com deficiência na universidade é uma batalha que vai além da expectativa de acesso arquitetônico, e cumprimento de leis. A barreira atitudinal e a falta de empoderamento da pessoa com deficiência são obstáculos que devem ser vencidos. Este trabalho teve como objetivo discutir como ações podem ser estimuladas a partir da Educação Ambiental (EA) como metodologia de intervenção para inclusão, permanência e acessibilidade à universidade, cenário de um Meio Ambiente comportamental e popular. Para discutir essas ações foram usados dados da Comissão de Vestibulares (Comvest) e Diretoria Acadêmica (DAC) da Unicamp. A pesquisa pode concluir que algumas ações podem ser tomadas: ações de conscientização com a comunidade acadêmica por meio da EA para vencer as resistências as diferenças, divulgação dos programas existentes, integração com a diretoria acadêmica (DAC) e investimento em programas de permanência na universidade sem o cunho assistencialista. Aponta ainda a importância do empoderamento dos alunos com deficiência para se fazer presente e participativo na construção de condições favoráveis para o exercício da sua independência e autonomia, tudo por meio da EA. Embora os alunos com deficiência ainda sejam considerados minoria, e na interação com eles que a unversidade será desafiada a buscar soluções e debater os rumos que se deve tomar para transformar a universidade cada vez mais em um ambiente inclusivo e despido de pré-conceito frente às diferenças

Abstract: Inclusion and retention of students with disabilities at the university is a battle that goes beyond the expectations of architectural access, and compliance with laws. The attitudinal barrier and lack of empowerment of the disabled person are obstacles that must be overcome. This study aimed to discuss how actions can be stimulated from the Environmental Education (EE) as an intervention methodology for inclusion, permanence and accessibility to university setting of a medium behavioral and popular environment. To discuss these actions were used Vestibular Commission data (Comvest) and Academic Board (DAC) of Unicamp. The research may conclude that some actions can be taken: awareness actions with the academic community through EA to overcome resistance differences, dissemination of existing programs, integration with the academic board (DAC) and investment in residence programs at the university without the paternalistic nature. also points out the importance of empowerment of disabled students to be present and participating in the construction of favorable conditions for the exercise of their independence and autonomy, all through the EA. Although students with disabilities are still considered minority, and interaction with them that unversidade will be challenged to find solutions and discuss the direction that should be taken to transform the university increasingly in an inclusive environment and stripped of preconception front of differences
Subject: Inclusão
Educação ambiental
Empoderamento
Pessoas com deficiência
Acessibilidade
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FT - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Guerra_FatimaAparecidaAlves_M.pdf946.42 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.