Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305377
Type: TESE DIGITAL
Title: Oxidação química avançada em área contaminada com hidrocarbonetos de petróleo (BTEX e TPH) : aplicação de soluções de peróxido de hidrogênio e persulfato de sódio
Title Alternative: Advanced chemical oxidation in an área contaminated with petroleum hudrocarbons (BTEX and TPH) : applying hydrogem peroxide and sodium persulfate
Author: Bosque, Rosa Maria, 1966-
Advisor: Teixeira, Eglé Novaes, 1955-
Abstract: Resumo: O objetivo neste trabalho foi acompanhar e acompanhar o desenvolvimento do processo de remediação "Fenton Like" ou Fenton Modificado diretamente em área contaminada por hidrocarbonetos de petróleo durante as injeções e análises para comparação dos resultados e a efetividade do processo quando comparado com os limites de intervenção para benzeno, tolueno e xileno e hidrocarbonetos totais de petróleo. A oxidação química "in situ" é um método de remediação cada vez mais empregado em áreas contaminadas de forma a agilizar o processo de remediação local, por apresentar uma eficiência satisfatória na redução da massa de contaminantes, como os hidrocarbonetos de petróleo, entre outros. O processo é realizado durante um período de tempo relativamente curto, sem a necessidade de movimentação de material contaminado e sua destinação e distribuição, que onera muito o processo, bem como necessita em muitas vezes a recomposição da cava com solo com certificado de procedência. Neste trabalho apresentam-se os resultados da aplicação da técnica de oxidação química avançada "in situ", com injeção de peróxido de nitrogênio em função da formação do radical hidroxila e persulfato de sódio com a formação do radical hidroxila, para a remediação de uma área impactada por compostos organoclorados, como BTEX e o TPH. A efetividade deste método de remediação está relacionada com a complexidade do modelo conceitual da contaminação e com a realização de estudos específicos, antes da realização das atividades em escala total. Assim, neste trabalho se apresenta uma descrição e avaliação dos procedimentos utilizados para a realização deste processo. No caso em estudo, observou-se que o BTEX teve sua massa reduzida no aquífero após 18 meses da realização das atividades de aplicação do agente oxidante em nível de remediação. As concentrações médias na área foram reduzidas de 84,5% para BTEX e 85,9% para TPH, sendo que o BTEX ainda se manteve acima do limite de 5µg/L, conforme preconizado pela CETESB, em função de rebote ocorrido durante a fase de injeção em escala total em alguns poços de monitoramento. Com relação aos índices de TPH de 600 µg/L, ficou inferior ao limite do padrão ambiental e à meta de remediação calculada por avaliação de risco. O rebote em relação ao BTEX não é significativo se comparado aos limites inicialmente medidos, e pode estar relacionado à associação da heterogeneidade relativa do aquífero com as altas concentrações originais do contaminante

Abstract: The objective of this study was to follow the remediation process "Fenton Like "or Modified Fenton directly in an area contaminated by petroleum hydrocarbons and monitor the development of the process during the injections and analysis to compare the results and the effectiveness of the process compared with the limits intervention for BTEX and TPH. The chemical oxidation "in situ" is a remediation method increasingly used in contaminated areas in order to speed up the local remediation process for providing a satisfactory effectiveness in reducing the mass of contaminants such as petroleum hydrocarbons, among others. The process is carried out over a relatively short period of time, without the need of contaminated material handling and placement and distribution, which greatly burdens the process and need many times the recovery of the pit with soil origin certificate. This paper presents the results of the application of advanced chemical oxidation technique "in situ" with nitrogen peroxide injection due to the formation of sodium persulfate and hydroxyl radical formation of hydroxyl radical for the remediation of an area impacted by organochlorine compounds such as BTEX and TPH. The effectiveness of this remediation method is related to the complexity of the conceptual model of contamination and the specific studies before carrying out activities at full scale. Thus, this work presents a description and evaluation of the procedures used to carry out this process. In this particular case, it was observed that the BTEX was reduced mass in the aquifer after 18 months of the completion of the application of the oxidizing agent inactivity level of remediation. The mean concentration in the area were reduced to 84.5% for BTEX and 85.9% for TPH, however, the BTEX still remained above limit in 5µg/L, as recommended by CETESB due rebound occurred during the phase injection function in full scale occurred in some monitoring wells. For TPH the levels of 600µg/L, was below of the limit of environmental standard and remediation target calculated by risk assessment. The rebound in relation to BTEX is not significant compared to the limits initially measured, and can be related to the association of the relative heterogeneity of the aquifer with high original contaminant concentrations
Subject: Fenton
Contaminação
Oxidação (química)
Peróxidos
Sodio
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEC - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Bosque_RosaMaria_M.pdf5.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.