Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305355
Type: DISSERTAÇÃO DIGITAL
Degree Level: Mestrado
Title: O homem forte na filosofia de Nietzsche : uma inspiração para rediscutir a noção de força na Educação Física
Title Alternative: The strong man in Nietzsche's philosophy : an inspiration for a debate about the notion of power in Physical Education
Author: Silva, Fidel Machado de Castro, 1991-
Advisor: Roble, Odilon José, 1970-
Abstract: Resumo: Este texto situa a Educação Física como um saber que opera com a educação do corpo, destacando nessa educação o conceito de força. Ainda que esse conceito refira-se, fundamentalmente, a elementos fisiológicos e biomecânicos, compreende-se que há uma projeção de sua representação no imaginário da área, compondo uma percepção híbrida do que significa o desenvolvimento da força. Propõe-se uma reflexão acerca do conceito de força e de homem forte a partir de elementos da filosofia de Friedrich Nietzsche, contrapondo estes argumentos com o imaginário de força comumente presente na Educação Física. Percebe-se que a Educação Física parece ainda conceber e analisar os fenômenos ligados ao corpo de modo mecânico, até mesmo subserviente a padrões sociais de beleza e compleição corporal. Destarte, pensar sobre temas comuns à área a partir de reflexões sobre seus valores pode colaborar para realização de uma educação ativa e não passiva do corpo. Nesse propósito, encontram-se ainda os conceitos de "grande saúde" em Nietzsche e a "euexia" entre os antigos gregos, alternativas que parecem indicar uma educação da força compreendida como uma disposição energética volitiva inerente e imanente aos corpos, distantes de uma mera subserviência a padrões preestabelecidos

Abstract: This text situates Physical Education as a knowledge that operates with the body education, emphasizing in that education the concept of strength. Although this concept refers fundamentally to physiological and biomechanical elements, we understand that there is a projection of its representation in the area¿s imaginary, composing a hybrid perception of what strength development means. We propose a reflection about the concept of strenght and strong man starting from elements of Friedrich Nietzsche¿s philosophy, contrasting these arguments with the imaginary of strength commonly present in Physical Education. We realize that physical education still seems to design and analyze the phenomena related to the body in a mechanical way, even subservient to social standards of beauty and body build. Thus, thinking about common themes to the area starting from reflections about their values can contribute to conducting an active, and not passive body education. In this way, we still find the concepts of "great health" in Nietzsche and "euexia" among the ancient Greeks, alternatives that seem to indicate education of the strength understood as a volitional energetic disposition inherent and immanent to the bodies, far from a subservience to pre-established standards
Subject: Força
Educação física
Corpo
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_FidelMachadodeCastro_M.pdf596.76 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.