Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305353
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Classificação da intensidade de esforços em jogadores de futebol profissional
Title Alternative: Efforts instensity classification in professional soccer players
Author: Marche, Ana Lorena, 1985-
Advisor: Martins, Luiz Eduardo Barreto, 1953-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho foi propor uma classificação de parte dos esforços realizados dos jogadores de futebol profissional durante jogos oficiais. Para isso foram gravadas quatro partidas da primeira divisão do campeonato brasileiro de 2008, por quatro câmeras digitais, com uma frequência de aquisição de 30 Hz, posicionadas em um local elevado do estádio. A trajetória dos jogadores durante a partida inteira foi obtida através do software Dvideo (FIGUEROA; LEITE; BARROS, 2006a, 2006b), que permite a medição semi-automática da posição dos jogadores. Em seguida, realizou-se a reconstrução 2D dos dados através do software Matlab®. Neste estudo foram analisados 53 jogadores que atuaram durante a partida inteira, excluindo-se os goleiros. As curvas de velocidade e aceleração foram obtidas através da derivação numérica dos dados suavizados das trajetórias. Os esforços dos jogadores foram definidos como sendo a fase propulsiva da movimentação, as acelerações positivas. Início do esforço foi definido como sendo o primeiro valor positivo de aceleração e o final como sendo o último valor positivo de aceleração. Para classificação dos esforços em categorias de intensidade, foram utilizadas três variáveis: velocidade pico, aceleração pico e potência. Cada variável foi dividida em cinco classes de intensidade com os seguintes percentis de distribuição: 0 a 60%, 61 a 80%, 81 a 89%, 90 a 94% e >94%. Os percentis foram escolhidos com base na distribuição dos dados na variável velocidade. A primeira e segunda classes foram escolhidas nos dois picos da distribuição, a terceira e a quarta, foram escolhidas através de dados da literatura acerca de limiares anaeróbicos e de velocidades máximas de jogadores de futebol. Nas variáveis aceleração e potência, a literatura traz poucas informações, por esta razão, foram utilizados os mesmos percentis de distribuição da variável velocidade pico. Após a divisão dos esforços em classes de intensidade para cada uma das três variáveis, foram contabilizadas as pontuações que cada esforço recebeu. Cada esforço recebeu três pontuações dependendo da classe de intensidade que ele pertencia em cada uma das variáveis, a somatória das três pontuações foi utilizada para classificação final dos esforços em cinco categorias de intensidade. Os resultados encontrados foram: número de esforços na categoria de intensidade 1 (477), número de esforços na Intensidade 2 (258), número de esforços na Intensidade 3 (118), número de esforços na Intensidade 4 (66), número de esforços na Intensidade 5 (62). A categoria cinco de intensidade é composta por 10 possibilidades de somatórias nas três variáveis analisadas. Os resultados mostraram que ao acrescentar as variáveis aceleração e potência na classificação, teve um aumento de 40% no número total de esforços nesta categoria. Além disso, esta divisão na última categoria mostrou que alguns esforços são realizados com baixas acelerações a altas velocidade, e vice e versa. Esta nova possibilidade de classificação se mostrou pertinente e mais específica com a realidade do jogo de futebol, desta maneira os preparadores físicos têm informações sobre o esforço exigido durante todo o jogo de futebol

Abstract: The aim of this study was to propose a part of classification of the efforts of the professional football players during official matches. a efforts intensity classification in professional soccer players during official matches. For these, four games of the first division Brazilian championship game was recorded by four stationary digital video cameras, with acquisition frequency of 30 Hz, positioned in the highest points of the stadium. Players¿ trajectories during the whole game were obtained through an automatic tracking method with Dvideo (FIGUEROA; LEITE; BARROS, 2006a, 2006b). These data were reconstructed in 2D and smoothed using Matlab® software. In this study 53 players that played the entire game were analyzed, excluding goalkeepers. The curves of velocity and acceleration were obtained by numerical derivation from the data of the smoothed trajectories. In this study, the players efforts were defined as the propulsive phase of movement, or positive accelerations. The beginning of the effort was defined as the first positive value and the final as the acceleration as the last positive acceleration value. For classification efforts in intensity categories, three variables were used: peak velocity, acceleration and power output. Each of these variables were divided into five classes¿ intensity percentiles to the following distribution: 0 to 60%, 61-80%, 81 to 89% 90 to 94% and> 94%. The percentiles were chosen based on the velocity distribution data. The first and second classes were chosen in the two peaks of distribution, the third and fourth, were chosen through literature data about soccer player¿s anaerobic threshold and maximum speeds. In the variable acceleration and power output, the literature provides little information, for this reason, the same percentile distribution of the variable velocity peak were used. After effort in intensity division in classes for each of the three variables, each effort-received scores and were recorded. Every effort received three scores depending on the intensity class it belongs for each variable. The sum of the three scores was used for the final classification of efforts five intensity categories. The results found were: number of efforts in category 1 of intensity (477), number of efforts in category 2 of intensity (258), number of efforts in category 3 of intensity (118), number of efforts in category 4 of intensity (66), number of efforts in category 5 of intensity (62). The category five of intensity consists of 10 possibilities for summing the three variables. The results showed that by adding the variables acceleration and power output in the classification, had a 40% increase in the total number of efforts in this category. Moreover, this division in the latter category showed that some efforts are made with high accelerations with low speed, and vice versa. This new possibility of classification proved relevant and more specific with the reality of the football game, so the trainers have information about the effort required throughout the football game
Subject: Futebol
Intensidades
Aceleração (Mecânica)
Velocidade
Treinamento
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FEF - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Marche_AnaLorena_D.pdf3.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.