Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305326
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Eficácia de um programa híbrido de promoção da autorregulação da aprendizagem para estudantes do ensino superior
Title Alternative: Efectiveness of a hybrid program to promote learning self-regulation for higher educacion students
Author: Pelissoni, Adriane Martins Soares, 1982-
Advisor: Polydoro, Soely Aparecida Jorge, 1966-
Abstract: Resumo: A autorregulação da aprendizagem é entendida como a possibilidade do estudante gerenciar aspectos cognitivos, motivacionais, comportamentais e ambientais para o alcance de suas metas acadêmicas. Foram identificadas diferentes iniciativas, nacionais e internacionais, para promoção da autorregulação no contexto do ensino superior. O objetivo desta pesquisa foi analisar a eficácia de um programa sobre autorregulação da aprendizagem desenvolvido com estudantes universitários no formato de disciplina híbrida e as mudanças em variáveis cognitivas, metacognitivas e motivacionais. Para intervenção foram utilizadas onze cartas do programa intitulado "Cartas do Gervásio ao seu Umbigo" e em cada aula presencial foi realizada uma dinâmica de grupo, leitura de uma carta do programa, atividade, discussão e síntese sobre a temática. Posteriormente no ambiente virtual era proposta uma atividade de aplicação da temática discutida. Foram desenvolvidos três estudos com estudantes de diferentes cursos de uma universidade pública: 1) Pesquisa quase-experimental com delineamento de série temporal descontínua, com 70 participantes que fizeram parte da intervenção (GE); 2) Pesquisa quase-experimental com delineamento de controle não equivalente, sendo 18 do GE e 18 que participaram somente das coletas do pré e pós teste (GC); 3) Estudo qualitativo sobre o impacto da disciplina com 90 participantes da disciplina. Foram utilizados sete instrumentos de autorelato no formato de escala Likert, um questionário de caracterização, informações sobre desempenho acadêmico e questionário de avaliação da disciplina. A partir das análises quantitativa e qualitativa, algumas evidências foram obtidas a favor da eficácia do programa oferecido em disciplina eletiva no formato híbrido. Com base na estatística descritiva e inferencial, identificou-se no primeiro estudo que os participantes do GE foram significantemente melhores no pós-teste em todas as variáveis aferidas. No segundo estudo quando comparados com o GC foram identificadas diferenças significativas em relação ao conhecimento das estratégias de aprendizagem, a favor do GE e aumento significativo em relação ao enfoque profundo, autoeficácia para autorregular-se, autoeficácia na formação superior e em suas dimensões, mas não foram identificadas diferenças na comparação entre os grupos. Não foram identificadas diferenças em relação à instrumentalidade e na percepção dos processos de autorregulação entre os grupos nos diferentes tempos. No terceiro estudo foi possível identificar relatos de variadas mudanças na vida acadêmica durante o período de intervenção, localizadas em seis dimensões da autorregulação da aprendizagem propostas teoricamente (motivação, método, tempo, comportamento, ambiente físico, ambiente social), às quais se somou a dimensão do afeto e estados emocionais. Foi evidenciada importante contribuição da disciplina no processo de autorregulação da aprendizagem e suas diferentes fases (fase prévia, fase de desempenho e fase de autorreflexão). Além disso, foi observada uma rede integrada de condições que contribuíram para que as mudanças ocorressem. Algumas limitações e implicações metodológicas e práticas foram esboçadas, bem como a proposição de novas pesquisas. Com isso espera-se contribuir tanto com a área da psicologia educacional aplicada, como para os serviços de apoio estudantil, visto que foram identificados os elementos que podem subsidiar a ação tanto de pesquisadores como de profissionais envolvidos no processo de aprendizagem no contexto universitário

Abstract: Learning self-regulation is understood as the student¿s possibility to manage the cognitive, motivational, behavioral, and environmental aspects in order to reach his academic goals. Diverse national international and initiatives to promote self-regulation in higher education have been identified. The objective of this research was to analyze the efficacy of an intervention program on learning self-regulation and its changes in the cognitive, metacognitive and motivational variables. The intervention program happened as a blended learning academic discipline. The main course materials were eleven letters of the program "Letters from Gervásio to his Navel". In each class, students read one of the letters, performed activities, group discussions, and elaborated a synthesis about the referred topic. After that, an applied activity on the topic was conducted in the virtual environment. For this study, three types of studies were conducted with public university students from different undergraduation courses: 1) Quasi-experimental research with interrupted time series design with 70 participants who took part in the intervention (GE); 2) Quasi-experimental research with non-equivalent control group with 18 participants from GE and 18 who took part only in the pre and post test; 3) Qualitative study on the impact of the program with 90 participants. Instruments used: seven Likert self-report instruments, a characterization instrument, information on the academic performance, and the discipline program assessment questionnaire. From the quantitative and qualitative analysis, the results provided evidences supporting the efficacy of the elective blended learning discipline. Data based on inferential and descriptive statistics identified that in the first study the participants of the GE performed significantly better in the post-test in all variables. For the second study, comparison with control group (GC) identified significant differences related to the knowledge of learning strategies for GE and significant increase towards the deep approach, self-efficacy for self-regulation, and self-efficacy for higher education and its dimensions. Nevertheless, there were no differences comparing both groups. There were no differences on the instrumentality and perception of the self-regulation processes between groups in different moments. The third study provided the possibility to identify accounts of several changes in the academic life during the intervention period. These changes are located in six theoretically proposed learning self-regulation dimensions (motivation, method, time, behavior, physical environment, social environment) which had the dimensions of affect and emotional states added. An important contribution of the discipline to the process of learning self-regulation and its different phases (forethought, performance and self-reflection) was highlighted. Moreover, it was observed and integrated net of conditions that contributed to the changes. Some limitations, methodological and practical implications were designed, as well as proposals for new research. As a result, it is expected this research to contribute either with the area of applied educational psychology, or the student support services, once elements that can support the actions of both researchers and other professionals in the learning process in the university context were identified
Subject: Ensino superior
Aprendizagem - Autorregulação
Estudantes universitários
Programas educacionais
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pelissoni_AdrianeMartinsSoares_D.pdf2.13 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.