Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305315
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Políticas públicas de ações afirmativas na educação superior para indígenas : estudo de caso da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Title Alternative: Public policies of afffirmative action in higher education indigenous : state university case study of Mato Grosso do Sul
Author: Ferri, Erika Kaneta, 1969-
Advisor: Bagnato, Maria Helena Salgado, 1958-
Abstract: Resumo: O estudo teve como objetivo analisar a implementação de política públicas de Ação Afirmativa para indígenas na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Caracterizou-se como estudo qualitativo, estudo de caso político histórico organizacional. Para coleta dos dados empíricos, utilizou-se de entrevistas, as quais foram analisadas numa perspectiva da educação crítica e nos estudos de implementação de políticas públicas. Os sujeitos da pesquisa foram: Pró-Reitores, Membros da Comissão de Acompanhamento dos alunos cotistas e coordenadores de cursos com o maior número de alunos indígenas. Os resultados apontam que os participantes da pesquisa relatam que buscam saídas, com ações e atividades, mesmo que pontuais, e alternativas, como as monitorias, as atividades em grupo, disciplinas e optativa que contemplem a temática indígena, criação Centro de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação, Gênero, Raça e Etnia ¿ CEPEGRE, somados as atividades de apoio desenvolvidas no Projeto de extensão Rede de Saberes. Bem como na projeção de inseri-los em programas de pós¿graduação. Discorrem sobre as dificuldades e desafios enfrentados, ora afirmando que entre os indígenas há dificuldades de aprendizagem, ora reiterando que existem barreiras na compreensão do português, especialmente entre aqueles que têm a língua materna como princípio. Conclui-se que a Política de Ação Afirmativa na referida IES é inédita, mesmo diante das adversidades, movimentos contra hegemônicos têm ocorrido na busca por uma educação híbrida e multicultural

Abstract: The study aimed to analyze the implementation of public policy of affirmative action for indigenous people in the State University of Mato Grosso do Sul. It was characterized as a qualitative study, study of organizational historic political case. To collect empirical data, we used interviews, which were analyzed from the perspective of critical education and implementation of public policy studies. The research subjects were: Pro-Rectors, members of the Monitoring Committee of quota students and course coordinators with the largest number of indigenous students. The results show that the survey participants report that seek outputs with actions and activities, even if occasional, and alternatives such as tutoring, group activities, disciplines and elective that address indigenous issues, creating Studies Center, Research and Extension Education, Gender, Race and Ethnicity - CEPEGRE, added support activities developed in the extension project Rede the Saberes . As well as on the projection insert them into graduate programs. Discuss about the difficulties and challenges faced, sometimes saying among the natives there learning difficulties, now reiterating that there are barriers in understanding the portuguese, especially among those who have a mother tongue as a principle. It concludes that the Affirmative Action Policy in that IES is unprecedented, even in the face of adversity, against hegemonic movements have occurred in the search for a hybrid and multicultural education
Subject: Programas de ação afirmativa
Índios
Ensino superior
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferri_ErikaKaneta_D.pdf6.15 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.