Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305058
Type: TESE DIGITAL
Title: O combate à pobreza do Programa Bolsa Família ao Brasil sem Miséria : a pobreza institucionalizada na prática de técnicos e gestores públicos
Title Alternative: From Bolsa Família to Brazil Without Poverty : institutionalized poverty in the technical and public managing practices
Author: Pereira, Maria de Fátima, 1974-
Advisor: Costa, Valeriano Mendes Ferreira, 1961-
Abstract: Resumo: O debate sobre a pobreza e a intervenção estatal mediado pelo discurso de "combate à pobreza", configura-se em um tema central na agenda política, econômica e social no Brasil. A discussão se consolida com a experiência do programa de transferência de renda condicionada, Bolsa Família, implantado a mais de 13 anos. O objetivo desta tese foi, por meio da discussão dos processos de institucionalização do combate à pobreza, descentralizar o foco dos usuários do PBF para um estudo que priorizasse uma pesquisa com os Street-level bureaucracts (LIPSKY, 2010) ou os técnicos burocratas de nível de rua do PBF, mais conhecidos no senso comum institucional como "técnicos que trabalham na ponta". Trata-se de atores estratégicos responsáveis pela inferência direta na gestão, execução e atendimento aos considerados "pobres" nos municípios brasileiros. O olhar analítico da pesquisa buscou compreender como tais sujeitos, com base na racionalização de sua prática profissional, constroem suas percepções sobre o PBF, a pobreza e sobre o "pobre". Com isso pretendeu-se investigar se a operacionalização cotidiana desses sujeitos é medida por valorações, julgamentos morais e sociais geradores de desqualificação social (PAUGAM, 2003) dos usuários atendidos. O recorte da pesquisa priorizou em sua metodologia trabalhar com entrevistas de roteiro semiestruturado com representação de técnicos e gestores de todas as regiões brasileiras, de forma que pudéssemos realizar uma análise comparativa dos dados sobre as diversas percepções encontradas. Fez parte do campo da pesquisa, a observação participante em reuniões, conselhos e capacitações voltados aos técnicos burocratas de nível rua realizados pelo Governo Federal em Brasília durante os anos de 2013 a 2015. A contribuição dos resultados neste texto final busca instrumentalizar sob a ótica das Ciências Sociais o debate sobre as políticas públicas de combate à pobreza e reflete a importância de uma abordagem qualitativa nessa esfera. Afasta-se assim de uma análise puramente avaliativa das políticas públicas e adentra nas interações sociais que ocorrem nos diversos campos das ações de combate à pobreza. O resultado ratifica o desafio encontrado nas ressignificações da pobreza, que emergem da relação estabelecida entre os técnicos burocratas de nível de rua versus pobres a partir de seus espaços de convergência e divergência. Nessa dinâmica estão as estruturas normativas do estado, por meio do PBF, que permeiam a construção e desconstrução de perspectivas e conceitos sobre os pobres

Abstract: The debate on poverty and state intervention, mediated by the "poverty combat" discourse is a central theme in the political, economic and social agenda in Brazil. The discussion is strengthened by the experience of the conditional cash transfer program, Bolsa família, established for more than 13 years. The purpouse of this thesis was to take focus away from BFP users, so that such a study would target specific research with street-level bureaucracts (LIPSKY, 2010) or the street-level technical bureaucracts, better known in institutional common sense as "technicians working on the end", while debating the fight against poverty institutionalization processes. These are strategic actors responsible for the direct inference in management, execution and service to those considered "poor" in Brazilian municipalities. The analytical research prospect sought to understand how these subjects, based on the rationalization of their professional practice, build their perceptions of the BFP, poverty and the "poor". Given this premise, the focal point was to investigate whether the daily operation of these individuals is measured by valuations, moral and social judgments generators of social disqualification (PAUGAM, 2003) of the enroled population. The research methodology approach focused on semi-structured interviews with representatives of technicians and managers from all regions of Brazil, in order to carry out a comparative analysis of data on the many diverse perceptions encountered throughout the process. The research field combined participant observation in meetings and councils, as well as training focused on street-level technichal bureaucrats conducted by the federal government in Brasilia during the years 2013 to 2015. The contribution of the results on this final text seeks to instrumentalize the debate on public policies to combat poverty, under the perspective of Social sciences and, therefore, reflect the importance of a qualitative approach in this sphere. Hence, the concept allows us to move away from purely evaluative analysis of public policies and enter in social interactions that occur in the various fields of anti-poverty actions. The result confirms the challenge found in poverty reinterpretations, that emerge from the relationship established between the street-level technical bureaucrats versus the poor, each from their areas of convergence and divergence. Within these dynamics, are the regulatory frameworks of the state, through BFP, which permeate the construction and deconstruction of concepts and perspectives on the poor
Subject: Programa Bolsa Família (Brasil)
Pobreza
Pobres
Política social
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IFCH - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MariadeFatima_D.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.