Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/305000
Type: TESE DIGITAL
Title: Políticas de educação infantil no município de Campinas-SP : entrelaçamentos entre os direitos da criança e da mulher
Title Alternative: Educational policies for early childhood in the city of Campinas-SP : interwining children and women rights
Author: Rupp, Luzia Diel, 1972-
Advisor: Momma-Bardela, Adriana Missae, 1975-
Bardela, Adriana Missae Momma, 1975-
Abstract: Resumo: O presente estudo teve como objetivo analisar as políticas públicas de educação infantil, a partir da dissertação e análise das relações existentes entre o direito das crianças de zero a três anos de idade à educação infantil na correspondência com os direitos da mulher. Para tanto, considerou-se a seguinte questão para nortear o trabalho de pesquisa: como o direito a educação das crianças vem se constituindo na perspectiva da mulher/mãe/professora de educação infantil no município de Campinas/SP? A partir da pesquisa qualitativa, a investigação considerou a legislação nacional pertinente a esse segmento etário, a bibliografia especializada, além de proceder à realização de entrevistas semiestruturadas com seis professoras de educação infantil, segmento composto predominantemente por mulheres. As narrativas das professoras entrevistadas permite que se exercite uma leitura das políticas públicas de educação infantil a partir das impressões, apropriações, interpretações das mães/professoras/trabalhadoras, tríade evidenciada nos excertos de suas falas. Com esse exercício, objetivou-se reiterar sobre a importância de considerarmos o "particular" como expressão significativa do "geral". As dimensões analisadas nas entrevistas contemplaram enfaticamente: o trabalho da professora de educação infantil, a relação família-escola, a jornada de trabalho e familiar, direito da criança, direito da mulher. Na perspectiva do grupo de docentes, o direito à educação das crianças de zero e três anos de idade, da forma como vem sendo implementado no município de Campinas, compromete o desenvolvimento pleno dessa criança, que necessita de especificidade no cuidado e na educação, o que as levam a questionar a política educacional, em função de diversos aspectos, dos quais destacam-se: a insuficiência de vagas no sistema educacional para as crianças entre zero e três anos, a desvalorização da professora de educação infantil, assim como da criança pequena, o grande número de crianças pequenas agrupadas em coletivos, o que não favorece seu pleno desenvolvimento. Além disso, em se tratando de crianças tão pequenas, de acordo com as docentes, a relação família-escola deveria acontecer de outra forma, de tal modo que o planejamento da ação educativa com foco no cuidar-educar contasse com a participação das famílias de forma efetiva

Abstract: This study aimed to analyze the public policies of early childhood education, from the dissertation and analysis of the relationship between the rights of children from zero to three years old in correspondence with women's rights. Therefore, we considered the following question to guide the research: how the rights of children to education are being constituted in the perspective of woman/mother/teacher of early childhood education in the city of Campinas, SP? From the qualitative perspective, the research considered the relevant national legislation in this age group, specialized bibliography, as well as on conducting semi-structured interviews with six teachers of early childhood education, a segment composed mainly of women. The narratives of the interviewed teachers allows to work out a reading of the public policies of early childhood education from the impressions, appropriations, interpretations of the triad women/mothers/teachers shown in excerpts of their speeches. With this exercise, we aimed to reiterate the importance of considering the "particular" as a significant expression of "general." The dimensions analyzed in interviews strongly contemplated: the work of a teacher of early childhood education, the family-school relationship, working hours, child rights, women rights. According to the group of teachers, the rights of children from zero to three years old, the way is being implemented in the city of Campinas, committ their full development, which lead them to question the educational policy, depending on various aspects, for instance: the lack of vaccancy in the education system for children between zero and three years old, the devaluation of the teacher of early childhood education, as well as the large number of small children grouped into collective, which does not favor their full development. Moreover, in the case of such small children, according to teachers, family-school relationship should happen otherwise, so that the planning of educational activities focusing on care-educate counted on the effective participation of families
Subject: Educação de crianças
Política educacional
Direitos das crianças
Direitos da mulher
Creches
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rupp_LuziaDiel_M.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.