Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/304949
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação das interações microbianas e do papel das adesinas de superfície dos colonizadores iniciais Streptococcus oralis e Actinomyces oris na formação e estruturação dos biofilmes mistos com Candida albicans = Evaluation of microbial interactions and the role of Streptococcus oralis and Actinomyces oris adhesins in the formation and structure of mixed biofilms with Candida albicans
Title Alternative: Evaluation of microbial interactions and the role of Streptococcus oralis and Actinomyces oris adhesins in the formation and structure of mixed biofilms with Candida albicans
Author: Cavalcanti, Indira Moraes Gomes, 1988-
Advisor: Del Bel Cury, Altair Antoninha, 1948-
Abstract: Resumo: A avaliação das interações microbianas é de suma importância para a compreensão do desenvolvimento de comunidades e seu controle. Na forma estruturada de biofilmes, bactérias estão aderidas às supefícies recobertas com película de saliva e continuam interagindo com as demais espécies no fenômeno de coadesão e coagregação. Essas interações ocorrem via moléculas denominadas adesinas, presentes na superfície dos micro-organismos. Dois importantes grupos de adesinas são o receptor de polissacarídeos RPS (do inglês Receptor of Polysaccharide) presente em S. oralis (So) e as fímbrias na superfície de Actinomyces oris (Ao), bactérias colonizadoras iniciais das superfícies orais. Ambas possuem papel essencial na adesão bacteriana à película de saliva, na interação com demais micro-organismos e na formação de biofilmes. O relacionamento desses micro-organismos e a base molecular das interações com o fungo C. albicans é motivo de estudo. Os objetivos deste estudo foram avaliar as interações microbianas entre S. oralis (So), A. oris (Ao) com C. albicans (Ca) e o papel de RPS e fímbrias tipo I e II nas comunidades mistas. Para isto, foram organizadas combinações duo e tri-espécies entre os micro-organismos em cepas silvestres: I (Ao + Ca), II (So + Ca) e III (So + Ao + Ca) e com cepas mutantes que não expressam RPS e fímbrias I/II: IV (Ao ?Fim + Ca), V (So ?RPS + Ca), VI (Ao ?Fim + So + Ca) e VII (Ao ?Fim + So ?RPS + Ca). Também foram desenvolvidos biofilmes mono-espécie de cada micro-organismo. Os micro-organismos cresceram em suspensão (planctonicamente) por 3 h em meio YPTG (YNB, peptona e triptona em tampão fosfato suplementado com glicose) e as interações presentes foram avaliadas por meio de microscopia de fluorescência. Os biofilmes foram desenvolvidos sobre discos de resina de polimetilmetacrilato (PMMA) e sobre lâminas de vidro, recobertas com película de saliva (2 h) e cresceram em mesmo meio até 24 h. A viabilidade celular foi determinada pela biomassa em biofilmes de 7 h e por Unidades Formadoras de Colônias (UFC/mL) em biofilmes de 1,5 e 24 h. O desenvolvimento e distribuição espacial dos micro-organismos foram avaliados pelas microscopias óptica, confocal a laser e de fluorescência. So e Ao interagem entre si na forma silvestre e diferentes formações de biofilmes foram observadas na presença de uma ou duas bactérias mutantes. Todas as bactérias interagem planctonicamente com Ca nas combinações e não competem por sítios de ligação na superfície do fungo. A presença de Ca em biofilmes duo-espécies influencia o aumento da comunidade bacteriana e a formação de biofilmes em cepa mutante de Ao, bem como as bactérias estimulam o crescimento de hifas. Há uma nova distribuição e predominância de células nos biofilmes tri-espécies contendo cepas mutantes. Com base nestes resultados, conclui-se que as bactérias colonizadoras iniciais So e Ao interagem entre si e com C. albicans na formas planctônicas e de biofilmes, porém as interações interespécies são independentes das adesinas RPS e fímbrias I/II

Abstract: The evaluation of microbial interactions is extremely important for the comprehension of communities¿ development and their control. As biofilm form, bacteria are adhered to salivary-pellicle covered-surfaces and still interacting with other species for coadhesion and coaggregation. These interactions occur due to adhesins molecules present onto microorganisms surfaces. Two important adhesins are the Receptor of Polysaccharide (RPS) in S. oralis (So) and fimbriae onto Actinomyces oris (Ao) surface, both bacteria are first colonizers of oral surfaces. These adhesins have essential role in bacterial adhesion onto the pellicle, in the interaction with other microorganisms and on biofilm formation. Their relationship and the molecular base of interactions with the fungus C. albicans are still under investigation. The aims of this study were to evaluate the interactions between S. oralis (So), A. oris (Ao) with C. albicans (Ca) and the role of RPS and Fimbriae I/II planktonically and as biofilms. Combinations of dual and triadic species in wild types and mutants strains lacking RPS and Fimbriae types I and II were designed for that: I (Ao + Ca), II (So + Ca), III (So + Ao + Ca), IV (Ao ?Fim + Ca), V (So ?RPS + Ca), VI (Ao ?Fim + So + Ca) and VII (Ao ?Fim + So ?RPS + Ca). The mono-species biofilms were developed as well. The microorganisms grown planktonically for 3 hours in YPTG medium (YNB, peptone, triptone in phosphate buffer supplemented with glucose) and the interactions evaluated by fluorescence microscopy. The biofilms were developed onto resin discs and glass cover slips covered with salivary pellicle (2 hours) in the same medium until 24 hours. The viability was determined by biomass in 7 hours biofilms and Colony-forming units (CFU/mL) in 1.5 and 24 hours biofilms. The temporal development and microbial distribution were evaluated by confocal, optical and fluorescence microscopies. So and Ao interacted as wild types and particular biofilm formation was observed in the presence of one or two mutant strains. All bacteria interacted planktonically with Ca in all combinations and do not compete for binding sites onto fungal surface. The presence of Ca in biofilms influenced the bacterial community improvement, Ao mutant strain to biofilm formation and bacteria stimulated hyphal growth. There is a new distribution and cell prevalence in three-species biofilms containing mutant bacteria. Based on these results, it can be concluded that first colonizers bacteria So and Ao interact with Ca planktonically or within biofilms, although the interspecies interactions are RPS and fimbriae independent
Subject: Biofilme
Adesinas bacterianas
Candidíase bucal
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cavalcanti_IndiraMoraesGomes_D.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.