Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/304942
Type: TESE DIGITAL
Title: O efeito de partículas de titânio na osseointegração = The effect of titanium particles on the osseointegration
Title Alternative: The effect of titanium particles on the osseointegration
Author: Dodo, Cindy Goes, 1988-
Advisor: Del Bel Cury, Altair Antoninha, 1948-
Abstract: Resumo: Tratamentos de superfície em implantes dentais de titânio têm sido desenvolvidos para aumentar a rugosidade de superfície e consequentemente melhorar a osseointegração. Apesar do sucesso clínico dos implantes dentais, em muitos casos pode ocorrer perda óssea marginal e o mecanismo relacionado a este processo não está claro na literatura. Alguns estudos descrevem que, durante a inserção do implante no osso, os picos criados para produzir superfícies rugosas, podem se quebrar em micro e/ou nanopartículas de titânio, que são liberadas no tecido peri-implantar e podem levar a perda óssea. O sistema imune reage na presença dessas partículas, sendo os macrófagos a primeira linhagem celular a entrar em contato com essas partículas. Um processo inflamatório exacerbado pode ser gerado, levando a produção de citocinas pro-inflamatórias ligadas ao processo osteolítico. Portanto, para avaliar a resposta inflamatória de macrófagos, um estudo in vitro (Estudo 1) foi desenvolvido cultivando células THP-1 na presença de micro e nanopartículas de titânio em associação com Lipopolissacárido de Porphyromonas gingivalis (LPS PG), patógeno comum da microbiota oral, durante 12 h, 24, 48h. Foram avaliadas as citocinas pró-inflamatórias TNF-?, IL1-?, IL-6 que estão relacionadas com o processo osteolítico, quanto a expressão gênica pelo método ??Cq e Elisa. Os dados foram analisados usando análise de variância com dois fatores e teste de Tukey (p <0,05). De acordo com os resultados a presença de micro e nanopartículas titânio a expressão gênica e a produção de citocinas pró-inflamatórias aumentou em comparação ao controle, e a associação de partículas de titânio e LPS PG não aumentou a expressão gênica e a produção de citocinas comparado com os grupos tratados somente com partículas de titânio. Também para avaliar a reação óssea na presença de partículas de titânio um estudo in vivo (estudo 2) foi realizado com 14 coelhos New Zealand. Implantes com superfície lisa foram inseridos na tíbia com 3 mg de micropartículas de titânio e no fêmur com 1 mg de micropartículas dos animais, em ambas as pernas. Os dados foram analisados ??por regressão de modelo misto (p <0,05). Após 7 e 28 dias uma diminuição no contato osso/implante no grupo com partículas em relação ao controle foi observado pelas análises histológica e histomorfométrica. Além disso, 6 animais receberam 12 implantes na tíbia para avaliar a expressão gênica de fatores pró-osteogênicos e foi observado que após 7 dias houve diminuição desses fatores para os grupos com partículas comparado ao controle. Pode-se concluir que partículas de titânio afetam os estágios iniciais da osseointegração

Abstract: Dental implant surface treatments are being developed in order to increase roughness and consequently improve chemotaxis to optimize osseointegration. Despite the clinical success of dental implants, it is known that in many cases, marginal bone loss occurs in the peri-implant area and the mechanism related to this process is not clear in the literature. Some studies described that during implant insertion the peaks created to produce rougher surfaces, are prone to break and micro and nanoparticles of titanium are released in the peri-implant tissue culminating in an osteolytic process. The immune system reacts against the shed particles and the macrophages are the first cell linage interacting with titanium particles stimulating an inflammatory process that can overproduce cytokines, leading to bone resorption. In order to evaluate inflammatory response by macrophages, an in vitro study (Study 1) was developed culturing THP-1 cell linage in the presence of micro and nanoparticles of titanium in association with Lipopolysaccharide from Porphyromonas gengivalis (LPS PG) for 12h, 24 and 48h and pro-inflammatory cytokines related to the osteolytic process TNF-?, IL1-?, IL-6 were evaluated. Gene expression was analyzed using ??Cq method and Elisa comparing to the standard curve, the data were analyzed using ANOVA two-way and Tukey¿s test (p<0.05). As results it was observed that in the presence of micro and nanoparticles of titanium gene expression and protein production were increased compared to control, and the association of titanium particles and LPS PG did not increase gene expression and protein production compared to groups treated with titanium particles. Also to assess bone reaction in the presence of titanium microparticles an animal study (Study 2) was performed with 14 New Zealand White Rabbits, implants with turned surface were placed in tibia with 3mg of microparticles of titanium and femur using 1mg of microparticles of titanium in both legs of the animals. Data were analyzed using regression mixed model (p<0.05). After 7 and 28 days bone contact decreases in test group compared to control by histological and histomorphometric analysis. Moreover, 6 animals received 12 implants in tibia to evaluate the main osteogenic genes and after 7 days a decrease in the expression was observed. Conclusively the presence of titanium particles affects early stages of osseointegration
Subject: Implantes dentários
Citocinas
Reabsorção óssea
Osteólise
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dodo_CindyGoes_D.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.