Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/304745
Type: TESE DIGITAL
Title: O Estado enquanto empregador de última instância e a redução da jornada de trabalho : duas propostas de reorganização do mercado de trabalho
Title Alternative: The state as employer of last resort and the reduction of working hours : two proposals of reorganization of the Labor Market
Author: Jourdain, Rodrigo Di Próspero, 1990-
Advisor: Braga, José Carlos de Souza, 1948-
Abstract: Resumo: Esta dissertação se dedica a consolidar, apresentar e analisar, de forma crítica e sob os marcos da Economia Política, tendo como referência os sistemas conceituais desenvolvidos por J. M. Keynes, K. Marx e M. Kalecki, duas propostas de atuação do Estado face à institucionalidade do mercado de trabalho, com vistas à redução do desemprego e a uma melhor distribuição da renda, bem como a uma alocação mais eficiente dos recursos públicos no que diz respeito a estes dois objetivos e a um maior aproveitamento dos ganhos de eficiência tornados possíveis pela Terceira Revolução Industrial. Tratam-se do Empregador de Última Instância, de H. P. Minsky, desenvolvida ao longo das décadas de 1960 e 1970 para os Estados Unidos; e da Redução da Jornada de Trabalho, conforme os mecanismos e os instrumentos desenvolvidos por G. Aznar na França na década de 1990, ambas as quais, de maneira propositiva, apresentam novas formas de atuação do Estado, de organização das relações de produção e de distribuição da riqueza. O objetivo é avaliar as estruturas conceituais e políticas dos pressupostos, dos diagnósticos, dos mecanismos e dos resultados esperados de ambas as propostas, as quais têm como elemento comum o fato de incorporarem, enquanto forma de atuação política, especialmente pública, o potencial emancipatório da sociedade industrial avançada ¿ forma histórica específica da civilização ocidental capitalista - em relação ao trabalho

Abstract: This dissertation is aimed at consolidating, introducing and analyzing, critically and under the beacon of Political Economy, with reference to the conceptual systems developed by J. M. Keynes, K. Marx e M. Kalecki, two proposals of State action concerning the institutions which surround the labor market, regarding its objectives of curbing unemployment and enhancing the distribution of income, as well as a higher efficiency in the allocation of public resources in respect to these two objectives and ultimately a fuller attainment of the efficiency gains made possible by the Third Industrial Revolution. They are the State stepping forward as Employer of Last Resort, as developed by H. P. Minsky throughout the decades of 1960 and 1970 for the United States; and the Reduction of Working Hours, according to the mechanisms and instruments developed by G. Aznar for France in the decade of 1990, both of which introduce new forms of State action, organization of production relations and wealth distribution. The objective is to evaluate the conceptual and political structures of the presuppositions, diagnostics, mechanisms and expected results of each proposal, whose common element is their incorporation, as forms of political action, especially public action, of the emancipatory potential of the advanced industrial society ¿specific historical form of the capitalist western civilization ¿ in relation to work
Subject: Política de pleno emprego
Jornada de Trabalho
Políticas públicas
Mercado de trabalho
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IE - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Jourdain_RodrigoDiProspero_M.pdf1.27 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.