Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/29835
Type: Artigo de periódico
Title: Doença periodontal e complicações obstétricas: há relação de risco?
Title Alternative: Periodontal disease and obstetrical complications: is there a risk relationship?
Author: Passini Júnior, Renato
Nomura, Marcelo Luís
Politano, Gabriel Tilli
Abstract: Studies have shown possible risk relations among oral illnesses, mainly periodontal disease and adverse pregnancy outcomes, such as prematurity, low birth weight and preeclampsia. The explanation for this hypothesis is based on the fact that periodontal disease is an infectious state, which may increase maternal serum cytokines through the release of such agents directly from the periodontal pocket or by through the dissemination of pathogenic bacteria, inducing systemic production. This assumption is based on the knowledge that the physiopathology of the pregnancy complications cited above is associated with the presence of some cytokines in the maternal serum. The present study work has the objective to review literature in search of evidence to these alleged associations. Although a number of clinical studies have been found in this review, we noticed a lack of methodological standards, what limits the conclusions about this topic. On the other side, the fact that periodontal disease is not yet a confirmed risk factor for adverse pregnancy outcomes does not reduce the importance of oral health maintenance during pregnancy, since it is important to allow adequate feeding without pain and bleeding in order to maintain an adequate nutritional supply.
Estudos têm apontado possíveis relações de risco existentes entre doenças bucais, principalmente a doença periodontal, e complicações gestacionais, como parto prematuro, nascimento de recém-nascidos de baixo peso e pré-eclâmpsia. As explicações para tais hipóteses baseiam-se no fato de a doença periodontal ser de origem infecciosa, o que poderia provocar aumento de citocinas inflamatórias no sangue materno, por liberação direta da bolsa periodontal ou por disseminação de bactérias patogênicas, induzindo sua produção sistêmica. Esta suposição fundamenta-se no conhecimento de que a fisiopatologia das complicações obstétricas citadas está associada à presença de algumas citocinas no sangue materno. O presente trabalho teve como objetivo realizar revisão da literatura em busca de evidências para estas supostas associações. Apesar do grande número de estudos clínicos encontrados nesta revisão, observa-se a falta de padronização metodológica dos mesmos, fato que limita conclusões definitivas a respeito. Por outro lado, o fato de a doença periodontal ainda não ser comprovadamente um fator de risco para as complicações obstétricas não diminui a importância da manutenção da saúde bucal das gestantes, que devem apresentar condições orais que propiciem adequada alimentação, sem dor e sangramento, e assim manter seu aporte nutricional adequado.
Subject: Periodontite
Doenças periodontais
Citocinas
Complicações na gravidez
Saúde bucal
Gestantes
Medição de risco
Periodontitis
Periodontal diseases
Cytokines
Pregnancy complications
Oral health
Pregnant women
Risk assessment
Editor: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0100-72032007000700008
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032007000700008
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032007000700008
Date Issue: 1-Jul-2007
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0100-72032007000700008.pdf126.32 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.