Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/29829
Type: Artigo de periódico
Title: Preferências de mulheres brasileiras quanto a mudanças na menstruação
Title Alternative: Preference of Brazilian women regarding menstrual changes
Author: Ribeiro, Carmen Porto
Hardy, Ellen
Hebling, Eliana Maria
Abstract: PURPOSE: to evaluate the association between women's menstrual experience and preferred changes in their menstrual cycles. METHODS: a cross-sectional study design was used. A total of 420 women were interviewed. Participants complied with the following criteria: age (18 to 20, 25 to 34 and 45 to 49 years); schooling (<8 years and >12 years); having menstruated during the three months previous to the study. Subjects were selected in the city of Campinas (SP), in nine private and seven public health services. For data collection, a questionnaire was prepared on the basis of the results of a previous pilot study that consisted of small groups. A data bank was prepared with the information registered in the questionnaires and the analysis was carried out with SAS, version 8.2. For the statistical analysis, the Pearson chi2 test and the Fisher exact test were used to evaluate the association between variables (p<0.05). RESULTS: most subjects preferred greater than once a month intervals between menstruations. There was an association of the typical menstrual intervals experienced by women (p=0.0248) and the degree of interference of menstruation with daily activities (p=0.048) with the preferred interval between menses. However, there was no association between preferred intervals by women and the following characteristics of pain: duration, intensity and use of medication. CONCLUSIONS: the results suggest that women would like intervals longer than one month or to never menstruate.
OBJETIVO: avaliar a associação entre a experiência menstrual de mulheres e as mudanças preferidas na menstruação. MÉTODOS: estudo de corte transversal, no qual 420 mulheres foram entrevistadas, alocadas em três grupos de idade (18-20, 25-34 e 45-49 anos), e em dois grupos de escolaridade (<8 séries e >12 séries), que tinham menstruado nos três meses que antecederam a entrevista. As mulheres foram selecionadas em Campinas (SP), em nove serviços de saúde privados e em sete públicos. Para a coleta de dados, foi utilizado um questionário construído com base nos resultados de um estudo piloto prévio realizado com grupos focais. Um banco de dados foi preparado com as informações registradas nos questionários e os dados foram analisados com o software SAS versão 8.2. Para análise estatística, foram utilizados o teste do chi2 de Pearson e o teste exato de Fisher para avaliar a associação entre as variáveis estudadas (p<0,05). RESULTADOS: a maioria das mulheres preferia intervalos entre menstruações maiores que uma vez ao mês. Houve associação dos intervalos característicos da menstruação das mulheres, bem como do grau de interferência da menstruação nas atividades diárias, com o intervalo preferido entre menstruações, que é o maior que uma vez por mês (p=0,0248 e p=0,048, respectivamente). Não houve associação das características da dor: duração, intensidade e uso de medicação com o intervalo preferido pelas mulheres. CONCLUSÕES: os resultados sugerem que as mulheres gostariam de menstruar em intervalos maiores do que um mês ou até gostariam de nunca menstruar.
Subject: Menstruação
Ciclo menstrual
Dismenorréia
Amenorréia
Entrevistas
Grupos focais
Menstruation
Menstrual cycle
Dysmenorrhea
Amenorrhea
Interviews
Focal groups
Editor: Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S0100-72032007000200003
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032007000200003
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032007000200003
Date Issue: 1-Feb-2007
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S0100-72032007000200003.pdf87.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.