Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290912
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Contribuição ao estudo morfofuncional da articulação temporomandibular do cão
Author: Silva, Frederico Andrade e, 1948-
Advisor: Bérzin, Fausto, 1940-
Abstract: Resumo: Em vinte e três crânios de cães (canis familiaris), adultos e jovens de ambos os sexos, estudou-se morfologicamente os componentes ósseos que constituem a articulação temporomandibular, com o objetivo de análise anátomo-mecânica dos movimentos que ocorrem na referida articulação. As mandíbulas foram articuladas aos crânios com duas molas de baixa pressão, de aproximadamente quinze milímetros de comprimento cada, sendo fixadas artificialmente: a primeira na porção posterior das cabeças mandibulares e face posterior dos processos pós-glenóides e, a segunda, tendo uma de suas extremidades fixada na porção superior do processo mandibular e a outra extremidade, na porção media da fossa temporal. A fossa mandibular e a superfície anterior do processo pós-glenóide mostraram-se como uma estrutura única, que possibilita movimentos rotatórios da superfície articular posterior das cabeças mandibulares, nos movimentos de abertura e fechamento. A severa reabsorção óssea, na região das raízes palatinas do primeiro e segundo molar superior; revelou a utilização constantemente ativa deste grupamento dental na mastigação. Isso, também, foi indicativo de que o animal ao pinçar os alimentos com os incisivos, dilacera-os com os caninos e os tritura com os molares, evidenciando a execução do movimento de bisagra posterior. Nada foi constatado que impedisse o movimento protusivo ate topo a topo. A ausência de espaço significativo entre a superfície articular posterior das cabeças mandibulares e a superfície anterior do processo pós-glenóide, alem do marcante entrecruzamento dos caninos, sugerem ser remota a possibilidade do movimento retrusivo. Em decorrência do posicionamento das cúspides vestibulares, do primeiro e segundo molar superior, em oclusão com a do primeiro molar inferior, foi verificado a impossibilidade do movimento de lateral idade ou látero-protusivo

Abstract: Not informed.
Subject: Articulação temporomandibular
Cão como animal de laboratório
Odontologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1981
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_FredericoAndradee_M.pdf4.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.