Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290871
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Avaliação da efetividade da entrevista motivacional na promoção da saúde periodontal em adultos e associação com variáveis sociodemográficas e psico-comportamentais
Title Alternative: Evaluation of the effectiveness of motivational interviewing in adults and its association with sociodemographic and psycho-behavioral variables
Author: Brunetto Neves, Paula Cristina, 1983-
Advisor: Mialhe, Fabio Luiz, 1972-
Abstract: Resumo: A doença periodontal apresenta alta prevalência na população adulta, geralmente, levando a dor, desconforto e limitações funcionais nos indivíduos acometidos, resultando em muito sofrimento. Portanto, é importante avaliar-se as características sociodemográficas e psico-comportamentais dos indivíduos acometidos, bem como o impacto de programas educativo-preventivos nesta população, para favorecer planejamentos e intervenções equitativas e efetivas em saúde bucal. Os objetivos deste trabalho foram: 1. avaliar, por meio de um estudo transversal, as variáveis sociodemográficas e psico-comportamentais associadas à presença ou não de pobre higiene bucal e gengivite em indivíduos adultos; 2. avaliar, por meio de um estudo longitudinal, a efetividade da Entrevista Motivacional para a adesão de indivíduos adultos às recomendações profissionais e o impacto clínico da mesma na diminuição do biofilme e do sangramento gengival. Para isso, foi selecionada uma amostra de conveniência de 100 pacientes adultos que procuraram por tratamento odontológico em uma Unidade de Saúde da Família (USF) do município de Piracicaba, SP, no período entre dezembro de 2011 a maio de 2012. Realizou-se exame clínico para coleta de dados como índice de placa (IP) e índice de sangramento gengival após sondagem periodontal (SS). Também foi aplicado um questionário em forma de entrevista para coletar dados sociodemográficos e psico-comportamentais. Estas variáveis foram comparadas com as variáveis clínicas através de análise bivariada seguida de modelo de regressão múltipla. Foram observadas associações estatisticamente significantes entre IP e escolaridade (p=0,0293), uso do fio dental (p=0,0317) e achar que consegue cuidar bem dos dentes (p=0,0257). Em relação ao SS, a escolaridade foi à única variável associada a uma maior porcentagem de sítios com sangramento gengival após sondagem (p=0,0168). Para o estudo 2, foram selecionados 68 indivíduos do estudo 1 que apresentavam no mínimo 30% de biofilme e/ou gengivite e/ou periodontite e divididos aleatoriamente em dois grupos apresentando as mesmas características sociodemográficas e comportamentais. O primeiro grupo, G1 (controle), recebeu tratamento odontológico padrão e educação em saúde bucal tradicional. O segundo grupo, G2 (experimental), também recebeu tratamento clínico odontológico padrão, porém, a educação em saúde bucal foi através da técnica da entrevista motivacional (EM). Todas as variáveis citadas foram coletadas antes do início do tratamento e ao término do mesmo. Foram utilizados os testes Qui-quadrado ou Exato de Fisher para se comparar os grupos controle e experimental em relação às variáveis psico-comportamentais e clínicas antes e após o tratamento. Observou-se diferença estatisticamente significante no impacto da EM sobre as seguintes variáveis: percepção em saúde bucal (p=0,0214), auto eficácia (p=0,0313) e conhecimento em saúde bucal (p=0,0411). Também observou-se diferença estatisticamente significante entre os grupos (p=0,01) no que se refere ao SS, tendo o G2 maior porcentagem de indivíduos que apresentaram melhora neste índice quando comparado ao G1. Concluiu-se, portanto, que os indivíduos com piores indicadores sociodemográficos e psico-comportamentais estiveram associados a piores índice de placa e sangramento gengival e que a abordagem da Entrevista Motivacional para esta população pôde ajudá-la a melhorar suas percepções, conhecimentos e auto eficácia em relação à saúde bucal, além de impactar positivamente nas suas condições clínicas

Abstract: Periodontal disease is highly prevalent in the adult population, often leading to pain, discomfort and functional limitations in individuals affected, resulting in much suffering. Thus, it is important to assess the sociodemographic and psycho-behavioral characteristics of individuals affected and the impact of educational and preventive programs for this population in order to facilitate planning and equitable and effective interventions in oral health. The objectives of this study were: 1. to evaluate, through a cross-sectional study, the sociogemographic and psycho-behavioral variables associated with poor oral hygiene and gingivitis in adults; 2. to evaluate, by means of a longitudinal study, the effectiveness of the Motivational Interviewing (EM) approach for membership of adult to professional recommendations and its clinical impact in reducing biofilm and gingival bleeding. For this, it was selected a convenience sample of 100 adult patients searching for dental treatment in a Family Health Unit (FHU) of Piracicaba, SP in the period of December 2011 to May 2012. They were examined and data as plaque index (PI) and gingival bleeding after probing (SS) were collected. Also a questionnaire was administered as an interview to collect data on sociodemographic and psycho-behavioral factors. These variables were compared with the clinical variables using bivariate analysis followed by multiple regression model. Statistically significant associations were observed between IP and schooling (p = 0.0293), flossing (p = 0.0317) and patients find that they can take good care of their teeth (p = 0.0257). Regarding the SS, education level was the only variable associated with a higher percentage of sites with bleeding on probing (p = 0.0168). For the second study, 68 subjects showing at least 30% of biofilm and/or gingivitis and/or periodontitis were selected from the first study and they were randomly divided into two groups having the same sociodemographic and behavioral characteristics. The first group, G1 (control) received standard dental treatment and traditional health education. The second group, G2 (experimental), also received standard dental treatment, but, the oral health education was conducted through the motivational interviewing (EM) technique. All of the variables were collected before the initiation of the treatment and at the end of it. The chi-square test or Fisher test were used to compare the experimental and control groups in relation to psycho-behavioral and clinical variables before and after the treatment. It was observed statistically significant differences in the impact of the EM on the variables perceived oral health (p = 0.0214), self-efficacy (p = 0.0313) and oral health knowledge (p = 0.0411). It was also observed statistically significant differences between groups (p = 0.01) in relation to the SS, with the G2 having higher percentage of subjects who showed improvement in this index when compared to the G1. It was concluded, therefore, that individuals with worse sociodemographic and psycho-behavioral characteristics were associated with worse plaque and gingival index and the Motivational Interviewing approach for this population may has helped them to improve their perceptions, knowledge and self-efficacy related to oral health and has positively impacted on their clinical conditions
Subject: Periodontia
Educação em saúde bucal
Motivação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: BRUNETTO NEVES, Paula Cristina. Avaliação da efetividade da entrevista motivacional na promoção da saúde periodontal em adultos e associação com variáveis sociodemográficas e psico-comportamentais. 2013. 76 f. Dissertação (mestrado profissional) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Piracicaba, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/290871>. Acesso em: 23 ago. 2018.
Date Issue: 2013
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
BrunettoNeves_PaulaCristina_M.pdf763.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.