Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290792
Type: TESE
Title: Avaliação de um protocolo farmacologico para prevenção da infecção e controle da ansiedade e da dor em implantodontia
Author: Quintana-Gomes Junior, Valdir
Advisor: Andrade, Eduardo Dias de, 1948-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve por objetivo avaliar a eficácia e a tolerabilidade de um protocolo farmacológico baseado na administração por via oral de um benzodiazepínico, de um corticosteróide e de um antibiótico, previamente a cirurgias para instalação de implantes ou para adaptação de abutments. Vinte e nove pacientes foram tratados uma hora antes do procedimento cirúrgico com 0,5 mg de alprazolam, para o controle da ansiedade, 4 mg de betametasona, para prevenção da hiperalgesia, e 2 9 de amoxicilina, para a prevenção de infecção na ferida cirúrgica. Em relação à ansiedade, 48,3% dos pacientes relataram estar tranqüilos e relaxados ao início do procedimento cirúrgico, enquanto 51,7% relataram desconforto, tensão ou ansiedade/medo.A incidência e intensidade de dor pós-operatória foram avaliadas nas primeiras 24 horas por meio de uma escala verbal com seis descritores. Ausência de dor foi relatada em 62% dos casos. Dentre os pacientes que acusaram dor (38%), esta foi relatada como de intensidade leve (21%) ou moderada (17%). Não foram observados sinais ou sintomas de infecção em nenhum dos casos da amostra. Houve, notavelmente, relato de sonolência, o efeito colateral mais comum dos benzodiazepínicos, em 41,3% dos casos estudados. Conclui-se que o protocolo testado foi bem tolerado pelos pacientes e eficaz na prevenção da hiperalgesia e de infecção pósoperatória. A dose de 0,5 mg de alprazolam tende a reduzir a ansiedade, mas a ansiólise não foi suficenteem alguns pacientes

Abstract: The purpose of this clinical trial was to evaluate efficacy and tolerability of a schedule of oral benzodiazepine, corticosteroid and antibiotic agent, prior to placement or surgical uncovering (second stage) endosseous dental implants. Twenty-nine subjects were treated, one hour preoperatively, with alprazolam-0.5 mg for anxiety control, betamethasone-4 mg for hiperalgesia prevention and to anxiety, patients related be calm, relaxed, in 48,3 % of the cases, whereas in 51,7% there was complaint of discomfort, tension or fear. The measurement of subjective pain incidence and intensity was done by the 6-point behavioral rating scale within 24 h postoperativeperíodoAbsence of pain was indicate in 62% of the cases. The subjects that indicated pain (38%), send it mild and moderated intensity, respectively 21% and 17%. The incidence of infection was evaluated by clinical investigation realized into the first week after surgery. There is no evidence of early infection in neither case. Notably, drowsiness, one the most commonly ocurring side effects of the benzodiazepines,was reported by 43% of the patients. These findings indicate that this tested schedule was well tolerated, safe and effective in hiperalgesia and early infection prevention. The alprazolam 0.5 mg doses tended to reduce anxiety, but anxiolisis was not enough in some subjects
Subject: Antibióticos
Benzodiazepinas
Corticosteroides
Implantes dentários endoósseos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Quintana-GomesJunior_Valdir_D.pdf5.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.