Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290599
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Percepção dos profissionais inseridos na Estratégia Saúde da Família, em relação à intersetorialidade no município de Piracicaba : Perception of health professionals involved in the Family Health Strategy in relation to intersectionality in Piracicaba
Title Alternative: Perception of health professionals involved in the Family Health Strategy in relation to intersectionality in Piracicaba
Author: Ferreira, Darlene Glória de Ávila, 1967-
Advisor: Queluz, Dagmar de Paula, 1961-
Abstract: Resumo: A articulação intersetorial é um desafio para o fortalecimento das ações em saúde, valorizando as redes e espaços de construção coletiva. Promover a saúde é um desafio que exige considerar a contribuição dos diversos setores da sociedade, com seus aspectos socioeconômicos, históricos e culturais, estabelecendo conexões e redes para o fortalecimento da ação intersetorial. Essa pesquisa tem por objetivo avaliar a percepção dos profissionais inseridos na Estratégia Saúde da Família, em relação à importância da intersetorialidade, como ferramenta e a dificuldade de sua implementação. A pesquisa foi realizada com todas as equipes completas da Estratégia Saúde da Família, do Município de Piracicaba, no Estado de São Paulo, Brasil, composta por profissionais médicos, enfermeiros e dentistas, no período de 2012 a 2013. A coleta dos dados foi realizada por meio da apresentação de um caso aos profissionais, os quais elaboraram seus planos de cuidados. As respostas foram analisadas por meio do Discurso do Sujeito Coletivo, que é uma técnica de análise de dados quanti qualitativa que expõe detalhes de conteúdos e argumentos dos pensamentos coletivos. Após análise dos dados das 10 equipes completas, os discursos demonstram que alguns profissionais desconhecem a existência de equipamentos sociais municipais que atuam junto à comunidade. A maioria dos discursos revelou que os profissionais pesquisados possuem uma concepção teórica adequada sobre a intersetorialidade e acolhimento, porém na prática ocorre uma limitação desse instrumento como ferramenta facilitadora na Atenção Primária em Saúde. Os resultados demonstram também a existência de problemas na relação interna entre equipes de saúde, como a falta de integração entre a saúde bucal e os demais componentes da equipe. Dentre os fatores dificultadores para haver a articulação intersetorial está à falta de comunicação, interesse, sobrecarga de trabalho e falta de políticas públicas que estimulem e incentivem a efetivação desse instrumento. A ausência dessa prática na Atenção Primária representa obstáculos no desenvolvimento da integralidade, promoção da saúde e a potencialização da setorialidade. Os discursos apontam à necessidade de discussão sobre a intersetorialidade, para que a proposta de criação de parcerias seja compreendida e a partir dessa concepção, sejam incentivadas estratégias que viabilizem sua aplicação. É evidenciada a necessidade da criação e ampliação de espaços comuns, entre os diferentes setores e equipamentos sociais, onde possa ocorrer a construção de consensos e planejamento de estratégias intervencionais mais efetivas

Abstract: Intersectoral coordination is a challenge to the strengthening of health actions, valuing networks and spaces of collective construction. Promoting health is a challenge that requires considering the contribution of different sectors of society, with its socioeconomic, cultural and historical aspects, establishing connections and networks to strengthen intersectoral action. This research aims to evaluate the perception of health professionals involved with the Family Health Strategy with respect to the importance of intersectoriality as well as its implementation obstacles. The survey was conducted with all complete teams of the Family Health Strategy of Piracicaba, State of Sao Paulo, Brazil , consisting of medical professionals , nurses and dentists in the period from 2012 to 2013. Application case illustrates the various aspects or situations based on real data . The data was collected through the presentation of case to the Professionals, which made their plans of care. Responses were analysed through the Collective Subject Discourse. This quantiqualitative analyses technique exposes details of contents and arguments of the collective thoughts. After analyzing the data of 10 complete teams, speeches demonstrate that some professionals are unaware of the existence of municipal social facilities that operate in the community. Although most speeches have revealed that the professionals have an adequate conception of intersectoriality and host, in practice a limitation occurs when using this instrument as a facilitating tool. These results also indicate the existence of problems in the relationship between internal health teams, such as the lack of integration between oral health and other team members. Among the complicating factors of intersectoral coordination is the lack of communication, interest, work overload and lack of public policies that stimulate and encourage the effectiveness of this instrument. The absence of this practice in Primary Care are obstacles in the development of wholeness, health promotion and the synergistic effect on sectoriality. The statements indicate the need for discussion about intersectoriality so that the proposal to create partnerships can be understood as to have strategies that enable its implementation. It is evident the need of creating and expanding public spaces between different sectors and social facilities where consensus can be developed and the planning of more effective interventional strategies can occur
Subject: Redes sociais
Estratégia Saúde da Família
Percepção
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_DarleneGloriadeAvila_M.pdf639.25 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.