Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290582
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Effect of pain chronification and chronic pain in a mechanism of endogenous pain in rats : Efeito da cronificação da dor e da dor crônica em um mecanismo de modulação endógena de dor em ratos
Title Alternative: Efeito da cronificação da dor e da dor crônica em um mecanismo de modulação endógena de dor em ratos
Author: Miranda, Josiane, 1989
Advisor: Tambeli, Claudia Herrera, 1969-
Abstract: Resumo: Neste estudo, foi testada a hipótese de que a transição da hiperalgesia aguda para a persistente e a hiperalgesia persistente reduzem a atividade e induzem alterações plásticas num circuito de analgesia endógena, o controle nociceptivo ascendente (CNA). Este circuito é de grande importância para mediar uma forma de analgesia endógena, conhecida como analgesia induzida por capsaicina, e é dependente de receptores µ-opióide no núcleo accumbens. Portanto, nós também investigamos se a transição da hiperalgesia mecânica aguda para a persistente e a hiperalgesia mecânica persistente altera a participação dos receptores µ-opióide intra-accumbens na analgesia induzida por capsaicina. No modelo animal de cronificação da dor utilizado, 14 dias consecutivos de injeções intraplantares de PGE2 na pata traseira de ratos (referido como o período de indução da hiperalgesia persistente), induz um estado permanente de sensibilização dos nociceptores (referido como o período de manutenção da hiperalgesia persistente), que se mantém por até 30 dias após a interrupção do tratamento com PGE2. A hipersensibilidade dos nociceptores foi medida pela diminuição do intervalo de tempo para o animal responder a uma leve estimulação mecânica na pata traseira. Para avaliar a expressão dos receptores µ-opióide no núcleo accumbens, foi utilizado o método de Western Blotting. Foi encontrada uma redução significativa na duração da analgesia induzida por capsaicina nos dias 7 e 14 do período de indução e nos dias 1, 7, 14 e 21 do período de manutenção da hiperalgesia mecânica persistente. A administração intra-accumbens do antagonista seletivo de receptor µ-opióide Cys2,Tyr3,Orn5,Pen7amide (CTOP), 10 minutos antes da injeção subcutânea de capsaicina na pata dianteira dos ratos, bloqueou a analgesia induzida por capsaicina. No entanto, não ocorreram alterações significativas na expressão dos receptores µ-opióide. Tomados em conjunto, estes resultados indicam que a transição da hiperalgesia aguda para a persistente e a hiperalgesia persistente reduzem a duração da analgesia induzida por capsaicina, sem afetar sua dependência de mecanismos mediados por receptores µ-opióide no núcleo accumbens. A atenuação da analgesia endógena durante a cronificação da dor e dor crônica sugerem que os circuitos endógenos de controle da dor desempenham um importante papel no desenvolvimento e manutenção da dor crônica

Abstract: In this study, we tested the hypothesis that the transition from acute to persistent hyperalgesia and persistent hyperalgesia reduces the activity and induces plastic changes in an endogenous analgesia circuit, the ascending nociceptive control (ANC). An important mechanism mediating this form of endogenous analgesia, referred as capsaicin-induced analgesia, is its dependence on nucleus accumbens µ-opioid receptor mechanisms. Therefore, we also investigated whether the transition from acute to persistent mechanical hyperalgesia and persistent mechanical hyperalgesia alters the requirement for nucleus accumbens µ-opioid receptor mechanisms in capsaicin-induced analgesia. We used an animal model of pain chronification in which daily intraplantar PGE2 injection into the rat's hind paw for 14 days, referred as the induction period of persistent hyperalgesia, induces a long lasting state of nociceptior sensitization referred as the maintenance period of persistent hyperalgesia, that lasts for at least 30 days following the cessation of the PGE2 treatment. The nociceptor hypersensitivity was measured by the shortening of the time interval for the animal to respond to a mechanical mild stimulation of the hind paw. Western blot analysis were used to evaluate the expression of µ-opioid receptors in nucleus accumbens. We found a significant reduction in the duration of capsaicin-induced analgesia at day 7 and 14th of the induction period and at days 1, 7, 14 and 21th of the maintenance period of persistent mechanical hyperalgesia. Intra-accumbens administration of the µ-receptor selective antagonist Cys2,Tyr3,Orn5,Pen7amide (CTOP) 10 min before the subcutaneous injection of capsaicin into the rat's fore paw blocked capsaicin-induced analgesia. However, no significant changes occurred in the expression of µ-opioid receptors. Taken together, these findings indicate that the transition from acute to persistent hyperalgesia and persistent hyperalgesia reduces the duration of capsaicin-induced analgesia, without affecting its dependence on nucleus accumbens µ-opioid receptor mechanisms. The attenuation of endogenous analgesia during pain chronification and chronic pain suggests that endogenous pain circuits play an important role in the development and maintenance of chronic pain
Subject: Dor intratavel
Núcleo accumbens
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Miranda_Josiane_M.pdf1.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.