Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/290580
Type: TESE
Title: Efeito da estimulação eletrica de media frequencia modulada sobre a dor, a hiperalgesia e o edema induzido experimentalmente em ratos
Author: Jorge, Sergio
Advisor: Tambeli, Claudia Herrera, 1969-
Abstract: Resumo: Embora a estimulação elétrica transcutânea (TENS) tenha sido utilizada para controle da dor, pouco se conhece a respeito dos efeitos desencadeados pela aplicação de uma corrente elétrica com alto grau de penetração tecidual. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aplicação de uma corrente alternada de média freqüência modulada, sobre a dor, a hiperalgesia e o edema inflamatório, induzido experimentalmente em ratos. Para isso os animais foram submetidos à aplicação de corrente elétrica por 60 minutos antes ou após a injeção da formalina, e o número de vezes que os mesmos expressaram o comportamento nociceptivo de elevação rápida e intermitente da pata injetada (flinching), foi comparado com o dos animais submetidos às mesmas condições experimentais, com exceção da aplicação da corrente elétrica. Num outro grupo, a corrente elétrica foi aplicada por 60 minutos, uma hora após a administração (s.c.) de carragenina e a hiperalgesia e o edema foram avaliados uma hora e duas horas após a aplicação da corrente elétrica através do teste da hiperalgesia mecânica (Randall Selitto modificado) e edema (pletismômetria) na pata. Os resultados demonstraram que a aplicação da corrente elétrica interferencial após a injeção de formalina reduziu significativamente (p<0,05, teste de Tukey) o comportamento nociceptivo induzido pela mesma. A aplicação da corrente elétrica interferencial também reduziu significativamente (p<0,05, teste t ) o desenvolvimento da hiperalgesia e do edema, quando aplicada durante 60 minutos, uma hora após a injeção (s.c.) de carragenina. Por outro lado, quando os animais foram anestesiados a aplicação da corrente elétrica interferencial não reduziu significativamente o desenvolvimento do edema induzido pela carragenina. Os resultados sugerem que a aplicação da corrente elétrica interferencial corresponde a um método eficaz no controle da hiperalgesia e do edema, durante o período da aplicação da corrente elétrica, e que a redução no desenvolvimento do edema é dependente do bloqueio no processo de aumento da hiperalgesia

Abstract: Although the electric transcutaneous stimulation (TENS) has been used to control the pain, the effects evoked by the application of an electric current with high degree of tissue penetration remains unc1ear. The aim of this study was to verify the effect of the application of an alternated medium modulated frequency current on pain, hyperalgesia and inflammatory oedema experimentaly induced on rats. The rats were submitted to the electric current application for 60 minutes before or after the subcutaneous (s.c.) formalin injection. The number of nociceptive flinching behavior induced by the formalin injection counted for 60 min and compared to the ond of the rats submited to the same experimental conditions except for the application of the electric current. In another groups of animals the electric current was applied for 60 minutes, one hour after the s.c. carrageenan injection, and the hyperalgesic response and oedema formation were evaluated one hour and two hours after the application of electric current by using the Randall Selitto modifyed rat paw pressure test and oedema (plethysmograph) in the paw. The results showed that the application of the interferential electric current after formalin injection significantly (p<0,05, Tukey test) reduced the formalin induced nociceptive behavior. The application of interferential electric current also significantly (p<0,05, t test) reduced, the hyperalgesia and the oedema development when applied during 60 min, one hour after the carrageenan injection. However, the application of the interferential electric current in rats anaesthetized, did not significantly reduced the oedema formation induced by carrageenan. The results suggest that the interferential electric current application is an efticient method for controlling pain and hyperalgesia during the period of the eletric current application. The results also suggest that the delay of the oedema formation evoked by the electrical stimulation depends on the hyperalgesic process development reduction induced by it
Subject: Eletroterapia
Dor
Edema
Correntes elétricas alternadas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2000
Appears in Collections:FOP - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Jorge_Sergio_M.pdf1.98 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.